Publicidade Topo

notícias

Homem que estava desaparecido há duas semanas é encontrado morto em Imbituva

Em Prudentópolis, um homem também foi encontrado morto em sua residência. Causas dos óbitos serão esclarecidas a partir da conclusão dos laudos do IML

Corpo de morador de Imbituva foi encontrado em um arroio nos fundos do estabelecimento onde ele tinha sido visto pela última vez. Foto: WhatsApp/Divulgação

Um homem que estava desaparecido há cerca de duas semanas foi encontrado morto entre as ruas Jacob Stadler e Matilde Caspim de Barros, na Vila São Francisco, em Imbituva, na tarde de segunda-feira, 25. O corpo de Miguel Sirineu da Silva, conhecido por Bó, de 34 anos, foi localizado ao lado da subestação da Copel.

O irmão da vítima relatou à Polícia Militar que Miguel foi visto pela última vez em um estabelecimento na Vila Francisco. Ontem, o homem resolveu registrar um Boletim de Desaparecimento na Delegacia de Imbituva. Logo depois, o morador e investigadores da Polícia Civil foram até as proximidades do estabelecimento e localizaram o corpo da vítima em um arroio. A criminalística e o Instituto Médico-Legal (IML) de Ponta Grossa foram acionados para prestar atendimento no local.

A Polícia Civil de Imbituva informou ao repórter Elio Kohut, do blog Intervalo da Notícia, que possui uma linha de investigação, mas aguarda o laudo da criminalística para apontar a causa da morte, pois o corpo estava em decomposição.


Homem é encontrado morto no interior de Prudentópolis: Em Prudentópolis, um homem também foi encontrado morto na localidade de Eduardo Chaves, na manhã de ontem. A PM foi acionada pelo vizinho da vítima, que esteve no local e constatou que a casa estava fechada. Em seguida, ele observou pela janela que havia um corpo caído ao lado da cama. O homem então arrombou a porta da frente e constatou que o vizinho estava morto.

A Polícia Civil de Prudentópolis e o IML de Guarapuava foram acionados para prestarem atendimento no local. A PM não divulgou as causas da morte.

Roubo de caminhão: Em outra ocorrência na tarde de ontem, a PM de Prudentópolis foi informada que um caminhão Volvo FH 460, que estava acoplado a dois semirreboques, havia sido roubado em Ponta Grossa. Conforme informações recebidas pela PM, o sinal de localização do GPS estava apontando que o caminhão passou por Guamiranga, por volta das 17 h. 

Os policiais de Prudentópolis foram até a cidade vizinha e realizaram patrulhamentos em pátios de postos de combustíveis e estradas nas margens da BR-373. No entanto, o caminhão não foi localizado. Uma outra equipe da PM seguiu em direção ao município de Guarapuava para tentar localizar o caminhão. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) também se deslocou de Ponta Grossa para Guamiranga, mas não encontrou o caminhão.

Furtos: Na rua Coronel João Pedro Martins, no centro de Prudentópolis, uma moto Honda NXR 125 Bros foi furtada na tarde de ontem. O proprietário afirmou que deixou a moto estacionada com a chave e o capacete e foi até uma lanchonete. Ele retornou cerca de 30 minutos depois e percebeu o furto.

Mais um furto aconteceu na rua Rui Barbosa, também no centro da cidade. Aproximadamente dez metros de fios elétricos e o motor de uma betoneira foram furtados de uma construção durante o fim de semana. Um homem que trabalha no local onde aconteceu o arrombamento disse que o alarme foi desativado antes do furto.

Violência doméstica: Na localidade de Rio da Areia, em Prudentópolis, algumas pessoas acionaram a PM após um homem discutir com sua esposa na tarde de domingo. A moradora relatou que o marido consumiu bebida alcóolica e chegou em sua casa alterado. Os vizinhos escutaram a discussão e entraram em contato com a PM. A mulher disse que já havia sido agredida em outras ocasiões pelo marido. Dessa vez, o homem teria ameaçado agredi-la. No momento da chegada dos policiais, o homem estava dormindo em sua casa. A mulher optou em não representar naquele momento contra o marido e foi orientada.

No Jardim Delmira, um homem empurrou e derrubou a esposa no chão na noite de domingo. O homem ainda pegou o celular da vítima e deixou o local antes da chegada da PM. Os policiais realizaram buscas, mas não encontraram o agressor.

Homem atinge três socos na esposa: No bairro Habitar Brasil, uma outra mulher foi agredida pelo marido, que atingiu três socos em seu rosto. Segundo a PM, o autor das agressões estava embriagado e se negou a entrar na viatura. Ele tentou dificultar o trabalho dos policiais e precisou ser algemado. Depois disso, o homem realizou o laudo de lesões corporais no hospital Sagrado Coração de Jesus e foi encaminhado para a Delegacia de Prudentópolis. 

A vítima relatou que a discussão com o marido teve início quando ele disse que ia fazer dois cortes superficiais no peito para tirar a própria vida. Neste instante, a esposa tentou intervir e foi agredida. Um vizinho que mora em frente ao local presenciou os fatos. Ele ainda informou que as brigas entre o casal são frequentes.

Homem agredido pelo irmão: Já no centro de Prudentópolis, um homem foi agredido pelo irmão na manhã de domingo. O rapaz ferido tinha lesões na cabeça e no rosto e também estava embriagado, conforme a PM. A vítima não soube informar onde estava seu irmão. O homem agredido estava em frente de um bar nas proximidades da Santa Casa de Prudentópolis, para onde foi levado para receber atendimento médico.

Furto em obra: Em Rebouças, um furto foi registrado em uma obra da prefeitura. O local onde ocorreu o fato não foi informado pela PM. Um homem relatou que constatou o furto no momento que chegou no local para trabalhar na manhã de ontem. Aproximadamente 100 metros de fios de energia elétrica de 6 milímetros e 20 metros de viga armada de ferro de 8 milímetros foram furtados da obra na rua Adolfo Stadler. 

Em outra ocorrência em Rebouças, na rua Sarkis A. Melhem, no bairro do Cristo, um homem com mandado de prisão em aberto foi abordado pela PM com apoio da equipe da Patrulha Rural. Segundo os policiais, o mandado havia sido expedido pela Vara Criminal de Rebouças. O homem realizou o laudo de lesões corporais no hospital Darcy Vargas e foi conduzido para a Delegacia de Irati.


Miguel Sirineu da Silva, conhecido por Bó, foi encontrado morto em Imbituva. Foto: Arquivo Pessoal