Publicidade Topo

notícias

Empresário Sidnei Rodrigues, da Mais Econômica, recebe Troféu Guerreiro do Comércio

Premiação é concedida pela Fecomércio/PR; 48 empresários paranaenses foram premiados durante o evento ocorrido em Curitiba/Texto: Karin Franco, com reportagem de Jussara Harmuch, Rodrigo Zub e Juarez Oliveira

Sidnei Rodrigues ao lado das filhas e da esposa Sirley Rodrigues durante a cerimônia de entrega do Troféu Guerreiro do Comércio. Foto: Jussara Harmuch

O empresário Sidnei Rodrigues, da Loja Mais Econômica de Irati, recebeu o Troféu Guerreiro do Comércio. O prêmio foi entregue durante evento promovido pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio/PR), na sexta-feira (15), em Curitiba.

Ao todo, 48 empresários foram homenageados com o Troféu Guerreiro do Comércio. Os nomes foram indicados por seus respectivos sindicatos empresariais filiados à Fecomércio/PR. Sidnei foi indicado pelo Sindicato do Comércio Varejista de Irati (Sindirati). As indicações dos homenageados seguiram critérios como projeção, tempo de mercado, reconhecimento da comunidade e notoriedade empresarial.

Em entrevista à Rádio Najuá, Sidnei relembrou o início do seu empreendimento. “Aqui em Irati já vai fazer quase 26 anos. Eu me mudei para cá no dia 12 de outubro de 1996. Inauguramos a loja em 4 de novembro de 1996 e graças aos meus cunhados - o Carlos, que morava na época em Cornélio Procópio, e o Claudemir, que morava em Castro. Os dois já tinham lojas. O Claudemir, infelizmente devido à uma fatalidade, veio a falecer já fazem alguns anos, em 2004. Eu havia me casado há pouco tempo [com Sirley Rodrigues], aí colocaram uma loja para mim aqui em Irati. A loja nós alugamos do seu Amilton Komnitski. Ele me ajudou muito no começo. A partir daí começamos a trajetória”, conta.


Sidnei conta que a trajetória seguiu com muito trabalho. “Na época, essa loja tinha 90 metros quadrados, prédio alugado e começamos a trabalhar. Igual você falou, Deus ajudou muito e trabalhamos também. Trabalhamos, usando a saúde que ele nos dá. E hoje estamos aqui. Graças à Deus com uma loja de quase 1.200 metros quadrados, depois de quase 26 anos, e fomos escolhidos para ganhar esse prêmio, Guerreiro do Comércio, uma surpresa para a gente”, disse.

Além de loja em Irati, a Mais Econômica também possui filiais em outras cidades como Prudentópolis, Campo Largo, Castro, Lapa, São José dos Pinhais, União da Vitória e São Mateus do Sul. “Hoje, a loja que eu auxilio é Irati e Prudentópolis. O resto das lojas são da família”, conta.

Uma das características da Mais Econômica é que a empresa é familiar. As filiais são geridas por pessoas da família. “Éramos da região de Umuarama e foi trazendo um, foi dando a oportunidade para um num lugar, a oportunidade para outro, assim como me deram oportunidade, eu tentei fazer o mesmo”, relata o empresário.

Em Irati, a loja segue o padrão familiar. Dos seis integrantes da família, três trabalham na loja, incluindo Sidnei, sua esposa e uma filha. Além da equipe formada pela família, a Mais Econômica em Irati possui 25 funcionários.

Assim como outras empresas brasileiras, a pandemia foi um desafio para o empresário. Segundo ele, o momento foi difícil, mas já está sendo superado. “Em torno de 25 funcionários, os salários você tinha que bancar em dia. Alguns optaram por ajuda do governo. Nós optamos, na época, por fazer um banco de horas. Não sei se foi o melhor ou o pior caminho. Mas, graças a Deus, passou. Hoje, graças a Deus, o comércio em geral já está encarando uma nova alta nas vendas e para nós, graças a Deus, tem sido assim. Procuramos trabalhar como sempre para as coisas continuarem melhorando”, disse.

Nesta retomada, a empresa segue apostando no ramo de confecções como principal produto. “Se manter a princípio no ramo de confecções mesmo porque o nosso ramo é bem diversificado. Temos muito ainda, mesmo a loja sendo num porte bom, mas ainda tem muito que crescer. Dentro da própria confecção tem muito a ser agregado ainda”, conta.

Outra característica da Mais Econômica é ser uma loja popular. Essa proximidade com o povo também é uma das políticas da empresa que busca auxiliar a comunidade ajudando a promover festas nos bairros e interior do município. “Sempre tivemos essa característica de atuar bastante com o povo. O povo dos bairros, povo do interior. O Julinho, que hoje trabalha na Najuá, começou aqui na loja, teve um período grande de trabalho comigo. Até hoje temos uma parceria legal, fora da loja. Hoje não trabalha mais na loja, então temos parceria nas festas, final de ano. Temos uma parceria das festas que ele faz de Natal nos bairros, no interior também. Pretendemos continuar assim com esse trabalho e até se possível ampliar”, disse.

A proximidade com a população também acontece por meio da Rádio Najuá. A participação da vendedora Patrícia Ferreira em comerciais na rádio tem atraído o público à loja para conhecê-la. “A Patrícia já está conosco há mais de 15 anos. Tem um carisma e ela cativa muito o pessoal. O povo gosta muito dela”, afirma Sidnei.

O casal Sidnei e Sirley Rodrigues administra a Loja Mais Econômica há quase 26 anos. Foto: Jussara Harmuch

Homenageados: O evento também premiou três personalidades com a Comenda Ordem do Mérito do Comércio do Paraná, a mais alta honraria da Fecomércio/PR. Apenas 29 pessoas receberam a premiação ao longo dos 74 anos de existência da instituição.

Foram homenageados com a medalha o artista Luiz Gagliastri; a advogada Marilena Indira Winter, primeira mulher a ser eleita presidente da OAB Paraná, e o empresário Paulo Hermínio Pennacchi.

Confira a lista dos 48 empresários homenageados com o prêmio Guerreiros do Comércio 2022:

Apucarana: Jorge Nader Amari

Arapongas: Anderson Rompinelli

Bandeirantes: Givaldo Dos Santos Filho

Campo Largo: Neivaldo Cézar Bertoja

Campo Magro: Emerson Luiz Stival

Campo Mourão: Itamar Zeni

Cascavel: Edamar Basso Donadussi; Mario Antonio de Almeida e Rodrigo Bevilacqua

Castro: Gilmar Raiher e Mauricio Proença

Colombo: Gabriel Baron Junior

Cornélio Procópio: Kazumiti Inoue

Curitiba: Adriani Ivalde Nichele Kusma; Alcides Onofre Salvi; Carlos Roberto Do Vale; Creuza Aparecida Dos Santos; Glaucio Mayer; Hélio Michalski; Joel Pavelski; José Arcanjo Ribeiro; Kelly Alessandra D. W. Souza De Lara; Lucas De Paula Ribeiro; Luiz Guilherme Cardoso Agne; Osmar Eloi Kaled; Rene Dalitz; Rodrigo Budel e Thales Zugman

Foz do Iguaçu: Eider Bruno Dal Moro

Guarapuava: Nuhar Karam Primak

Irati: Sidnei Rodrigues

Ivaiporã: Afonso Pedro Frederico

Jacarezinho: Adriano José Oliveira

Londrina: Marcia Cescato de Castro Ruiz e Wilson Sussumu Kato

Mandirituba: Rosilene Vonsovicz Weber

Marechal Cândido Rondon: Eliseu Emidio Rheinheimer

Maringá: Ali Saadeddine Wardani (In Memoriam)

Medianeira: Milton Ávila da Silva

Palotina: Aliandro Barbosa

Paranaguá: Antonio Luiz Alves

Pato Branco: Neusa Fatima Vanin

Ponta Grossa: Gilberto Chrestani

Santo Antônio Da Platina: Tadeu Batista Martins

São José dos Pinhais: Saulo Garcia Nunes

Umuarama: Luciano Paulo Gomes Sauto

União da Vitória: Mirian Enedina da Costa

Vera Cruz do Oeste: Khaled Nakka

Sidnei ao lado dos familiares e amigos que acompanharam a entrega do Troféu Guerreiro do Comércio em evento da Fecomércio, em Curitiba, no dia 15 de julho. Foto: Marina Bendhack