Publicidade Topo

notícias

Conselho dos Direitos da Pessoa Idosa promove conscientização sobre combate às violências

Denúncias de violências contra pessoas idosas podem ser feitas no Disque 100/Karin Franco, com reportagem de Juarez Oliveira

No dia 14 de junho, o Departamento da Política da Pessoa Idosa realizou a primeira Caminhada de Conscientização Sobre a Violência Contra a Pessoa Idosa em Irati. Foto: Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Irati

O Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa de Irati promoveu uma caminhada para conscientizar a população sobre a necessidade de denunciar atos de violências contra o idoso no mês de junho. A caminhada foi realizada juntamente com os integrantes do Departamento da Política da Pessoa Idosa e idosos que participam de grupos no município.

A campanha fez parte do Junho Violeta, que tem o dia 15 de junho como o Dia Mundial de Sensibilização da Violência contra a Pessoa Idosa. Em 2021, o País recebeu 90 mil denúncias de violação dos direitos da pessoa idosa. Isso significa que por dia 245 idosos eram vítimas de violência no Brasil. Segundo dados do Governo Federal, 80% dos casos são dentro da própria casa e 50% são causados pelos filhos e netos.

As denúncias podem ser feitas no Disque 100. A presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa, Catarina Ignez Canesso, ainda esclarece que o órgão também recebe esse tipo de denúncia. “Por isso, que tem um conselho para as pessoas ir lá e denunciar. Eles denunciam isso bastante. Vão lá: ‘Tem um vizinho, tem uma senhora lá, um senhor que estão lá sozinhos’. Venham denunciar para a gente. É isso que serve o conselho. Vem denunciar, daí vai uma equipe, vai lá da área da Assistência Social, vai verificar isso. Então, vai contestar, vai verificar. E resolve isso”, disse Catarina.


O assistente social e coordenador da Política da Pessoa Idosa, Denis Cezar Musial, explica que a ação quis conscientizar sobre uma situação social que acontece na região. “Às vezes, quando analisamos e olhamos, parece que isso está muito distante de nós, os casos de violência. E não. Às vezes, pode ser o nosso vizinho, o nosso amigo, alguém muito próximo, que está nessa situação”, conta.

Além do Disque 100 e do conselho, há também estruturas municipais que podem receber as denúncias. “Tem o conselho que podemos acolher e receber também essas denúncias, mas temos toda uma estrutura também de serviços, na assistência social, o CREAS [Centro de Referência Especializado de Assistência Social], que faz o atendimento direto a essa população que sofre violência”, explica o coordenador.

Os idosos também têm no Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa um espaço para discutir sobre seus direitos. “É um órgão que representa os idosos, mas intercala junto com a sociedade e os poderes públicos. Ele faz a intercalação. Tem algum recurso, tem algum pedido para fazer, tem uma reclamação? Ele é esse órgão, que a pessoa vai até lá para resolver, como resolver, em que área que vai”, conta a presidente.

O conselho é formado por seis representantes da sociedade civil e do governo municipal. As reuniões acontecem uma vez por mês, em toda a primeira quarta-feira do mês, a partir das 9h, na Casa dos Conselhos, que fica próximo à Igreja Matriz Nossa Senhora da Luz.

As reuniões são abertas à comunidade. “Quem quiser pode participar, qualquer idade. Mas se o idoso também gostaria de fazer algum pedido, os anseios dos idosos, eles que vão levar para nós podermos ver o que podemos fazer com os recursos. E também o conselho tem que estar atento, em sintonia, com o Governo Federal e Estadual porque há leis e vem projetos, vem muitas coisas, mas você tem que estar ligado. Tem que estar muito atento a isso tudo”, disse Catarina.

Uma das conquistas em Irati que teve atuação direta do conselho foi o passe livre para pessoas acima de 60 anos. “Os idosos têm o direito gratuito ao transporte público a partir de 65 anos. Isso é lei federal, para o transporte. Fica-se aquela margem porque hoje no Brasil é considerado idoso a partir de 60 anos. Ficava essa linha de 60 a 65. E é muitas vezes essa faixa etária que não tem acesso a benefícios, aposentadoria, porque acaba muitas vezes sendo a partir de 65 anos. Muitos tinham dificuldade, às vezes, de se locomover”, conta Denis.

Por meio da demanda apresentada pelos idosos no conselho foi que o município de Irati liberou a gratuidade do transporte para pessoas acima de 60 anos.

Agora, o conselho tem se focado em outras pautas para a terceira idade. Um deles é um projeto do Santander, com recursos de R$ 200 mil. “Tem um projeto, você tem que fazer um trabalho em cima desse projeto para onde que vai esse dinheiro e é discutido na reunião lá do conselho. Todo mundo decide para onde que vai, para quando que vai esse dinheiro, para onde vai toda essa situação é discutido ali”, explica a presidente.

A pauta ainda inclui obras do Governo Estadual no município, segundo a presidente. “Querem saber sobre a Cidade Amiga do Idoso. Vem assuntos ali, corremos atrás. Sobre o Condomínio dos Idosos também. Inclusive, vamos dar uma olhada antes da reunião para ver como que está a situação e daí discutimos em reunião. Se tem mais algum assunto, pertinente a isso, a cobrar a Instituição de Longa Permanência de Idosos, que é o asilo, também vai os assuntos lá. Eles também têm bastante projeto que foi pro asilo, através do conselho. Isso é muito importante. Isso é interessante. É discutido ali”, disse.

O conselho ainda discute o atendimento à pessoa idosa. “Agora vamos começar a discutir também os fluxos, os nossos protocolos em relação ao atendimento à pessoa idosa. E é discutido também esses programas. Nós acompanhamos, discutimos e pensamos formas de poder melhorar ainda mais esses programas no município, que vem beneficiar a população idosa, que esse é o nosso foco”, explica Denis.

O coordenador destacou que a pauta das reuniões é aberta para discussão de qualquer assunto. “A nossa pauta é bem aberta. Por isso, que falamos para a população idosa, poder conhecer as ações que estão sendo desenvolvidas e o que estamos pensando de estratégias”, explica.

Em participação no programa "Espaço Cidadão" da Super Najuá, o Assistente Social e Coordenador da Política da Pessoa Idosa, Denis Cezar Musial, e a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa, Catarina Ignez Canesso, falaram sobre os trabalhos realizados para garantir os direitos deste público alvo. Foto: Juarez Oliveira 

Denis ainda destaca que a intenção de discutir esse assunto é para que todos possam ter a oportunidade de discutir como envelhecer de forma saudável. “Essa pauta de discutir o envelhecimento e a sua velhice é de todos nós. Até porque todos nós queremos envelhecer e queremos também viver na velhice. Eu acho que é essa história que tentamos colocar, que apesar de você ser idoso, você pode pensar em projetos de vida, viver ainda sua velhice de uma forma com qualidade de vida”, conta Denis.

Além de ter um espaço para discutir a vivências dos idosos, o município de Irati também possui grupos e ações voltadas a esse público. Por meio do Departamento da Política da Pessoa Idosa, são oferecidas atividades para a terceira idade durante toda a semana em vários locais do município.

Na segunda e terça-feira há oficinas de confecção de bonecas de pano para idosos no período da tarde, no Centro de Convivência do bairro Rio Bonito. Nas manhãs de terça e quinta são realizadas caminhadas e alongamentos no Parque Aquático.

Ainda na terça-feira à tarde há uma oficina de yoga e relaxamento na Praça do CEU, no Conjunto Joaquim Zarpellon.

Na quarta-feira, acontece o bingo no Centro de Convivência do Rio Bonito. Na quinta-feira, o espaço ainda oferece outras atividades como caminhada e alongamento pela manhã. À tarde, o espaço ainda possui oficinas de práticas manuais, yoga e relaxamento, além de uma oficina de modelagem de argila. Em Engenheiro Gutierrez, também é oferecida a oficina de práticas corporais.

Na sexta-feira de manhã, também acontece uma caminhada e alongamento no Parque da Vila São João.

Para participar, o idoso precisa ir no Centro de Convivência ou em um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). “Qualquer pessoa que tenha interesse e queira buscar, ela pode buscar lá o Centro de Convivência do Rio Bonito, no Parque Aquático, para buscar essas informações, fazer sua inscrição, como também ela pode ir nos CRAS [Centro de Referência de Assistência Social], aqui do município. Temos quatro CRAS que eles também orientam em relação a essas atividades. E outras também, que tem nos territórios, nos bairros que estão acontecendo para essa população”, disse Denis.

Mais informações podem ser obtidas no Departamento da Política da Pessoa Idosa pelo WhatsApp (42) 9-9141-4872.

Caminhada realizada no dia 15 de junho fez parte da campanha “Junho Violeta”, mês de reflexões e de celebração do “Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa". Foto: Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Irati

O dia 15 de junho é uma data que alerta para a responsabilidade de cada um na construção de uma sociedade que respeite e garanta os direitos desse público. Foto: Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Irati