Publicidade Topo

notícias

1º Encontro Regional de Fortalecimento da Enfermagem será realizado nesta sexta-feira em Irati

Evento acontecerá no Park Dance a partir das 18h30 e terá como lema “Devemos ser a enfermagem que queremos ter”/Paulo Henrique Sava, com reportagem de Rodrigo Zub

Park Dance será palco do 1º Encontro Regional de Fortalecimento da Enfermagem nesta sexta-feira, 29, a partir das 18h30min. Foto: Divulgação Instagram

Irati sediará nesta sexta-feira, 29, o 1º Encontro Regional de Fortalecimento da Enfermagem. O evento será realizado a partir das 18h30 no Park Dance e terá como lema “Devemos ser a enfermagem que queremos ter”. A entrada será gratuita.

Os palestrantes serão o enfermeiro Agostinho Basso, que falará sobre a arte do trabalho da enfermagem, e a deputada federal Leandre Dal Ponte (PSD), que vai abordar o piso nacional da classe. A presidente do Conselho Regional de Enfermagem do Paraná (COREN-PR), Rita Franz, também estará presente.

A enfermeira e secretária de Saúde de Rio Azul, Cristiana Maria Schvaidak, uma das organizadoras do encontro, acredita que, depois de várias mobilizações realizadas anteriormente, este é o momento ideal para que os profissionais da categoria se encontrem e façam um debate sobre os temas citados. “Qual o objetivo disso? Nos unirmos e unir forças. Estamos na luta pelo piso salarial, sabemos que já temos um caminho andado, mas ele não é o fim. Sabemos que, até que o presidente [Jair Bolsonaro, do PL], seja sancionado o piso salarial e este dinheiro chegue no bolso do profissional, o caminho vai ser longo. Então eu quero pedir, convidar e convocar cada profissional de enfermagem, seja enfermeiro, técnico, auxiliar de enfermagem ou estudante, venha com a gente, abrace esta causa, vamos unir forças em relação à luta da enfermagem”, frisou.

A maior parte dos profissionais que atuam nos estabelecimentos de saúde é da área da enfermagem, segundo Cristiana. “Ela [enfermagem] esteve presente na pandemia e também permanece atuando desde o nascimento até a morte de uma pessoa. Ela está ao lado da família prestando o cuidado, que é o que nós sabemos fazer de melhor. Por que eu digo nós? Além de ser secretária de saúde, eu sou enfermeira de formação. Então, esta bandeira de lutar pela enfermagem é minha também”, afirmou.


Além de ser um órgão fiscalizador, o COREN-PR tem sido parceiro da enfermagem, na avaliação de Cristiana. Segundo a enfermeira, atualmente existe uma defasagem de profissionais da área no mercado de trabalho. Ela acredita que é preciso incentivar as pessoas a escolherem esta profissão. “Precisamos incentivar as pessoas a escolherem esta profissão, pois temos uma defasagem de profissionais no mercado de trabalho, não os encontramos mais com tanta facilidade. Temos vagas em aberto em hospitais, clínicas e outros estabelecimentos. Precisamos incentivar que as pessoas escolham a enfermagem”, pontuou Cristiana.

Para que o número de profissionais da enfermagem volte a crescer, é preciso repensar a questão da remuneração destes trabalhadores, de acordo com a enfermeira. “Ser enfermagem é dom, mas também é profissão, pois também precisamos do financeiro para dar melhores condições para a nossa família e aos próprios profissionais. Hoje, muitos exercem jornadas duplas ou triplas de trabalho e deixam até de se cuidar um pouco, da própria saúde. Temos visto pessoas adoecendo por causa da carga horária e das jornadas excessivas de trabalho. É o momento de uma chamada para que estes profissionais cuidem da sua saúde também”, ressaltou.

Qualquer profissional da enfermagem da rede pública ou privada de saúde pode participar do encontro. “Precisamos mobilizar a nossa categoria em toda a região. Temos inscrições de todos os municípios, inclusive da nossa regional temos a confirmação de profissionais de cidades mais distantes”, frisou.

Para que o profissional participe do evento, é preciso que ele preencha um cadastro em um link que está sendo divulgado nas redes sociais. Caso não seja possível fazer a inscrição via internet, o participante poderá entrar em contato com a Secretaria de Saúde de Rio Azul para deixar seu nome. “Nós devemos ser a enfermagem que queremos ter. Este é um recado para cada profissional de enfermagem da nossa região. É o momento de mostrar nossa força regional, a mobilização que podemos alcançar, sendo profissionais da enfermagem”, finalizou Cristiana.

Foto: Divulgação