Publicidade Topo

notícias

Projeto Cultura do Artesanato terá feiras itinerantes em Irati

Objetivo é valorizar o artesanato local e estimular o turismo. Primeira edição acontece neste sábado (11) das 9 às 13 h, na Casa da Cultura de Irati/Karin Franco, com reportagem de Paulo Sava

Franciani Fernandes Galvão Mulina e Vanessa Alberton coordenam o projeto Cultura do Artesanato. Foto: João Geraldo Mitz (Magoo)

Cerca de 20 artesãos devem participar da primeira feira itinerante em Irati neste sábado (11). O evento acontece das 9 às 13h, na Casa de Cultura, e faz parte do Projeto Cultura do Artesanato, desenvolvido no município para estimular o artesanato e o turismo.

O objetivo é valorizar o artesanato local por meio de feiras itinerantes no município. “O que queremos fazer é levar o artesanato para todas as partes do nosso município. Para isso, entramos em contato com a prefeitura para garantir essa liberação para que os artesãos possam uma vez por mês estar em lugares estratégicos no município”, disse a coordenadora do Projeto Cultura do Artesanato e representante da Agência de Desenvolvimento das Regiões Sul e Centro-Sul do Estado do Paraná (ADECSUL), Franciani Fernandes Galvão Mulina.

O projeto segue até o fim do ano com feiras em diversos pontos de Irati. Neste mês, além da Casa da Cultura, os artesãos estarão expondo na Vila Gastronômica das Oliveiras, localizada na Rua Lino Esculápio nos dias 25 e 26 de junho, das 13 às 21h.


Em julho, a feira acontece durante o Rodeio Crioulo, dos dias 15 a 17 de julho, no CT Willy Laars. Entre os dias 4 e 7 de agosto, o projeto estará inserido na programação da Expoirati.

As feiras seguem no dia 3 de setembro, com uma exposição no Parque da Vila São João, das 13 às 18h. Depois ocorre uma edição no dia 1º de outubro, na Praça Edgard de Andrade Gomes, das 13 às 18h. No dia 05 de novembro será a vez da Praça da Matriz que recebe a feira das 13 às 18h. A última edição programada do ano ocorre no dia 3 de dezembro, na esquina do Supermercado G-Center, na rua Doutor Munhoz da Rocha, das 9 às 19h.

Além das feiras itinerantes, o Projeto Cultura do Artesanato também oferece cursos para os artesãos. Um dos cursos programados é um workshop de Criação de Produtos. Haverá ainda cursos em áreas como capacitação financeira, precificação de produtos, consumo de produtos e abordagem a clientes, mas ainda não há data. Os cursos estavam programados para acontecerem no ano passado, mas tiveram que ser adiados por causa da pandemia. “Infelizmente devido à pandemia, não pudemos elaborar esses programas de capacitação e agora estamos fazendo. Mas por conta de alguns entraves ainda não deu certo, mas a ideia é chegar a uma data que possamos juntar todos os artesãos. Eu sei que é um desafio, é um grande desafio juntar um dia para todos, mas nós já estamos previamente preparando cursos para chegar até eles”, afirma Franciani.

O projeto surgiu dentro da ADECSUL, por meio da superintendência de Educação e Cultura. “A ideia veio porque eu pesquiso a área de cultura de consumo e adoro fazer artesanato, sou artesã também, além de pesquisadora. A ADECUSL abraçou essa ideia de trabalharmos junto com os artesãos para desenvolver o artesanato de Irati, porque vemos ideias esparsas de artesãos no município. Nós temos a associação, mas nem todos os artesãos de Irati fazem parte, conseguem fazer parte da associação”, conta a coordenadora.

A intenção do projeto é fortalecer o artesanato criando uma identidade aos produtos locais realizados pelos artesãos. “Nós temos alguns ícones no município, até alguns dos preceitos que queremos desenvolver aqui, são pesquisas para identificar o ícone principal que represente Irati em outros lugares. Nós temos a Santa, nós temos as cachoeiras aqui do município. Nós queremos que os artesãos representem isso dos produtos que eles fazem”, revela Franciani.

A expectativa é que o artesanato também seja usado dentro de um projeto de turismo, com a disponibilização de produtos locais em alguns locais do município. “Nós queremos preparar melhor os produtos para deixar em exposição nos restaurantes, em hotéis porque o visitante, o turista quando chega em Irati ele levar uma memória que represente o município. Nós temos, principalmente, a Santa. Nós precisamos desenvolver mais chaveiros, mais produtos que sejam de fácil transporte, para eles levarem”, explica.

O projeto também deve ser estendido para outros municípios. “É um projeto que inicialmente está sendo aplicado aqui em Irati, mas a intenção é levar o desenvolvimento dos artesãos para todos os 11 municípios da nossa região. Aqui está sendo um projeto piloto que já começamos com um grupo de WhatsApp com mais de 120 pessoas, 115 pessoas. Já estamos apresentando esse projeto para outras regiões”, disse a coordenadora.

O Projeto Cultura do Artesanato é realizado pela ADECSUL em parceria com o Conselho de Turismo (COMTUR) e está mobilizando artesãos de diferentes ramos. “Estamos reunindo artesãos de várias artes diferentes. Nós temos conosco hoje artesãos de madeira, de pneu, de crochê, de costura, de confecção de chinelos, de tiaras de palha, tem uma infinidade que não fizemos o levantamento em si ainda, mas é uma das ações que está previsto, vamos fazer esse mapeamento do que é produzido em Irati. A qualquer momento, eles podem fazer parte do projeto conosco e para participar das feiras itinerantes tem que ser vinculado ao nosso projeto”, explica a vice coordenadora do Projeto Cultura do Artesanato e integrante do COMTUR, Vanessa Alberton.

Para saber mais detalhes do projeto, entre no site da Adecsul (www.adecsul.org.br) ou visite os perfis no Instagram, @terradospinheirais e @culturadoartesanato. Dúvidas podem ser enviadas para o e-mail secretaria@adecsul.org.br.

Foto: Divulgação