Publicidade Topo

notícias

PC prende foragido do sistema prisional há mais de três anos

Homem, de 46 anos, já havia sido condenado a uma pena de dez anos e dez meses de prisão por homicídio qualificado tentado e corrupção de menores. Autores dos crimes havia fugido da cadeia durante o cumprimento da pena

Foto: Imagem ilustrativa da 13ª SDP

Um homem que estava sendo procurado pela Polícia Civil há mais de três anos foi detido em Ponta Grossa, na manhã de quarta-feira, 1. Ele estava foragido desde 16 de março de 2019 e foi localizado no Conjunto Rio Pitangui, no bairro Neves.

O homem, de 46 anos, havia sido condenado a uma pena de dez anos e dez meses de prisão pelos crimes de homicídio qualificado tentado e corrupção de menores. Segundo informações da 13ª Subdivisão Policial (SDP) de Ponta Grossa, o autor dos crimes fugiu da prisão durante o cumprimento da pena. O crime foi registrado em 2015 e teve repercussão em função da violência. Um homem e um adolescente atropelaram a vítima em Imbituva. Depois disso, eles amarraram a vítima e colocaram dentro de um carro. O homem assassinado foi arrastado até um matagal na cidade de Ipiranga, onde acabou golpeado por várias vezes no pescoço, pulmão, costas e intestino.

A 13ª SDP de Ponta Grossa ressalta que denúncias sobre o paradeiro de pessoas foragidas do sistema prisional podem ser feitas de forma anônima pelo WhatsApp, nos números (42) 3219-2780 (geral) e (42) 3219-2770. 


A Polícia Civil de Ponta Grossa ainda ressalta que realizou uma força-tarefa no mês de maio que solucionou um grande número de inquéritos policiais encaminhados para a justiça criminal. “Foram analisados inquéritos envolvendo crimes contra a vida, crimes patrimoniais, contra o meio ambiente dentre outros. O delegado responsável pelo setor, Josimar Antônio avalia positivamente a operação uma vez que com a instauração e finalização da força-tarefa foi possível encaminhar a justiça criminal um número considerável de inquéritos policiais concluídos, com destaque aos crimes patrimoniais e crimes contra vida, com o indiciamento de inúmeras pessoas que poderão responder pelos crimes de tráfico de drogas, roubo, crimes de trânsito dentre outros”, informou a 13ª SDP, em nota divulgada para a imprensa.