Publicidade Topo

notícias

Número de casos de Covid-19 volta a crescer em Irati

Somente no mês de maio, foram registrados 725 casos da doença. Em junho, somente no dia 1º, foram contabilizados 297 casos/Paulo Henrique Sava
Número de casos de Covid-19 voltou a crescer em Irati nos meses de maio e junho. Foto: Divulgação

O número de casos de Covid-19 voltou a crescer em Irati nos últimos dias. Segundo dados divulgados pela plataforma Ecovid-19, que voltou a funcionar recentemente após ficar cerca de um mês fora do ar por conta de problemas técnicos junto ao servidor da Prefeitura de Irati, nesta quarta-feira, 08, o município conta com 126 casos ativos da doença. Destes, 122 pacientes estão em isolamento domiciliar e 04 estão internados, sendo 02 em UTI, 01 em enfermaria e 01 no Pronto Atendimento da Vila São João. Até as 11h30min da manhã de hoje, 37 casos haviam sido confirmados.

Na última semana, somente no dia 1º de junho, foram contabilizados 297 casos de Covid-19 em Irati. No mês de maio, foram registrados 725 casos da doença, o que dá uma média diária de 23 casos por dia. O coordenador do Centro de Operações Especiais e Fiscalização (COEF) da Prefeitura de Irati, Agostinho Basso, explicou que, na primeira semana de maio, a média móvel era de 7,3 casos por dia. Já nas semanas seguintes, este número subiu gradativamente. 

“Ou seja, a Covid-19 está aí, o vírus continua circulando, é claro que tivemos o relaxamento e a liberação do uso de máscaras e a circulação de pessoas que voltaram à sua vida normal, e isto fez com que o vírus circulasse. Somando-se a isto, tivemos a questão do clima, do tempo, da frente fria, que aumentou o número de casos de infecções respiratórias e doenças próprias do outono e início de inverno”, frisou.

Agostinho pede que as pessoas voltem a redobrar os cuidados em relação à prevenção contra doenças respiratórias. “Nós percebemos que as pessoas, de uma forma geral, tiveram a falsa sensação de que o vírus não existe mais, de que a pandemia não está aí, o que não é verdade. Pedimos que cada um, na medida do possível, se cuide, tome seus cuidados, não deixe de usar o álcool em gel, se for entrar em ambientes fechados, utilize a sua máscara e tenha ela sempre. É claro que, em ambientes abertos, não se faz necessário”, pontuou.


Na última semana, a Prefeitura de Irati voltou a recomendar o uso de máscaras em todos os ambientes fechados, como transporte coletivo, comércio em geral, escolas, igrejas e outros estabelecimentos. “Não é um decreto, uma obrigação, mas apenas uma recomendação, principalmente no ambiente escolar, as escolas que voltem a usar a máscara, se é que tinham deixado de usá-la, no transporte coletivo, no comércio em geral. Você que trabalha em ambiente com mais pessoas, que ficam próximos uns dos outros, utilize a máscara porque é um meio de proteger a si mesmo e ao seu colega, protegendo a pessoa que está junto contigo”, comentou.

Agostinho acredita que, se a população continuar tomando a vacina contra a Covid-19 e seguir adotando os cuidados preventivos, como a lavagem das mãos, o uso do álcool gel e da máscara e evitar aglomerações, o número de casos, que teve alta expressiva entre maio e o começo de junho, pode voltar a diminuir.

“Somando o retorno do uso de máscaras em ambientes fechados, o autocuidado com lavagem das mãos e uso do álcool gel, evitar aglomeração e manter o distanciamento em filas e tudo o mais, tudo isto fará com que os números voltem a baixar. Tivemos este aumento significativo em maio, em junho nós já estamos com um número grande de casos, porém a variante é bem mais fraca, não tem acometido tanta gente no sentido do internamento. Para nós, uma pessoa só que precise de internamento já é lamentável, uma preocupação. Que Deus nos livre da ocorrência de óbitos no município”, destacou.