Publicidade Topo

notícias

Grupo Ivasko amplia investimentos com Mariano Atacadista, em Ponta Grossa

Unidade em Ponta Grossa foi inaugurada neste mês. Grupo possui mais dois lojas do mesmo ramo em Irati e São Mateus do Sul/Texto: Karin Franco, com reportagem de Jussara Harmuch

Depois de estudar na Alemanha, Ana Paula está seguindo os passos do pai Zeca e do tio Paulo (foto) nos empreendimentos da família Ivasko. Foto: João Geraldo Mitz (Magoo)

O Grupo Ivasko está ampliando seus investimentos no estado. Um dos últimos investimentos aconteceu no dia 15 de junho, com a inauguração do Mariano Atacadista em Ponta Grossa. O local conta com mais de 6 mil metros quadrados e oferece o mesmo conceito das lojas que já existem em Irati e São Mateus do Sul.

Essa é a segunda loja instalada fora de Irati. O presidente do Grupo Ivasko, Zeca Ivasko, conta que a ida à Ponta Grossa foi possível após testes da empresa. “Nós fizemos aqui o laboratório nosso aqui em Irati, que é lá na Vicente Machado, o Mariano Atacadista. Tivemos que desenvolver algumas técnicas e realmente fazer um laboratório para fazer a coisa dar certo. Fomos muito felizes porque depois de muitas visitas, depois de irmos a muitos outros lugares, ver como que a coisa era, como que se fazia, chegamos naquele desenho, que é o Mariano Atacadista do Rio Bonito em Irati”, conta.

O segundo passo foi a ida à São Mateus do Sul, que auxiliou o grupo a adquirir mais experiência. “Depois disso aprovado, chancelado, dissemos: ‘Agora é a hora da segunda experiência, vamos para fora’. Aconteceu de irmos para São Mateus do Sul. Também deu bem certo, deu muito certo desde o primeiro dia de abertura foi um sucesso total. A história se repete. Agora dia 15 tivemos a felicidade de inaugurar o terceiro Mariano Atacadista, lá em Ponta Grossa”, explica.


A nova loja está localizada no bairro Neves, na Rua Valério Ronchi, 1701. Assim como nos outros atacados, a unidade de Ponta Grossa não oferece sacolas e nem possui empacotadores. Outra característica da nova unidade é que ela possui panificadora e um açougue com carnes frescas, comercializadas em embalagens.

O diretor comercial do grupo, Paulo Ivasko, destaca que as experiências anteriores auxiliaram para que a empresa expandisse de forma sustentável. “Todo esse crescimento, como Zeca falou, de fazer esse laboratório, como foi aqui em Irati, era que fossemos de uma maneira sustentável para fora. Não é uma empresa que vai aventurar lá não. É uma empresa que vai lá com controles, com tudo que você seja necessário, para que, como também falou o Zeca, estamos no meio dos grandes. Temos nos preparados para enfrentá-los. Não dá para ir, como diz o ditado, com uma varinha curta cutucar um leão”, afirma.

Um dos ensinamentos das experiências anteriores foi a adaptação aos lugares, como a maior disponibilização de erva-mate em São Mateus do Sul. “Você tem que se adaptando ao perfil de cada consumidor. Temos procurado fazer bastante isso, que é se adaptar ao perfil de cada consumidor de cada lugar que nós estamos indo”, conta Paulo.

Além da adaptação, o grupo tem procurado parcerias para oferecer os melhores preços e produtos. “Na parte comercial, temos que se adaptar muito rápido, além das negociações, parcerias com os fornecedores, escutar o cliente, trazer coisas novas, mas ao mesmo tempo respeitar as tradições de cada lugar, os produtos que cada lugar gosta de ter. E hoje dá para garantir que nós do Grupo Ivasko, do Mariano Atacadista, do New e do Ivasko, procuramos fazer um balizamento de preço para ficar sempre competitivo”, relata o diretor comercial do grupo.

A expansão do Grupo Ivasko é resultado de um trabalho que começou há 24 anos com Mariano Ivasko. Junto a seu filho mais velho, Zeca, eles construíram um barracão onde o mercado foi instalado. “Até lá em 1998, nós tínhamos lá um açougueiro e mais um rapaz que trabalhava para nós, que ajudava a descarregar caminhão, a repor. O Paulo e o Zeca faziam isso também. Nós vendíamos bastante farelo de trigo, que os colonos compravam da gente, porque o armazém nosso era lá na saída. Quem batia a carga era nós”, conta Zeca.

Atualmente, são 1.140 funcionários em todo o grupo. Para Zeca, os funcionários também possuem contribuição nessa expansão da empresa. “Num mundo onde você conversando com qualquer empresário, qualquer pessoa que tenha colaboradores, vai dizer: ‘Nossa, como é difícil arrumar pessoas para trabalhar’. Hoje apesar da nossa empresa ter um nome familiar, quem acaba gerindo, tomando as frentes, são os nossos colaboradores porque nós estamos hoje em 13 ou 14 municípios. São 29 portas abertas. Não temos nem a chave de porta nenhuma. Quem tem são os nossos colaboradores. E isso tem funcionado muito bem”, disse.

Depois de 24 anos, o Grupo Ivasko possui supermercados, além de distribuidoras de gás e postos de combustíveis em cidades como Telêmaco Borba, Guarapuava, Palmeira e Matinhos.

Agora, o Grupo Ivasko chega com a terceira geração da família trabalhando nas unidades. Ana Paula Ivasko, filha de Zeca e sobrinha de Paulo, integra a equipe de trabalho do grupo após ter passado por experiências na Alemanha na área de supermercados.

A experiência internacional tem auxiliado em trazer novas ideias para o Grupo Ivasko. “Por ser um país que já tem uma tecnologia super avançada, a educação é excepcional também, mas o nível de oportunidade lá é bem mais baixa que aqui no Brasil. Aqui, encontramos esse espaço para crescer, para criar, para desenvolver, que lá é um pouco mais complicado”, avalia Ana Paula.

A volta também foi motivada pela cultura brasileira. “Eu trabalhei lá fora dentro do ramo de supermercado também, um pouco diferente, um pouco mais fora da nossa realidade. Mas eu vou te contar uma coisa que foi muito bom voltar para casa. É um país que nem o nosso, é diferente, ter a alegria do brasileiro de viver dá gosto. Brincamos, reclamamos um pouco, mas sempre achamos uma solução, sempre temos a felicidade como algo para nos guiar”, disse.

Para Ana Paula, ser a primeira da terceira geração a trabalhar no grupo causa pressão, mas é algo que encara com naturalidade. “Pressão existe em qualquer trabalho que tenhamos. Sendo trabalhando com a família ou não. Trabalhar com a família é uma escolha. Eu resolvi fazer isso, mas a minha família sempre deixou muito aberto, o que eu quisesse fazer, nunca houve nenhuma imposição de que deveria voltar a trabalhar com a família, mas é uma escolha que eu me orgulho ter feito todos os dias. Eu tenho três mestres que me ensinam todos os dias, que é o meu pai, meu tio e minha mãe. A pressão a gente divide ela, é bem dividida. Sempre que alguém está passando por algum aperto, vamos na sala do outro, conversa, dá aquela desabafada e volta como se nada tivesse acontecido. Mas existe a pressão da terceira geração. Como sou a primeira dos quatro, que eu estou chegando, estamos adaptando. Mas isso faz parte de qualquer novo começo, qualquer mudança”, afirma.

Confira imagens da inauguração do Mariano Atacadista, em Ponta Grossa. Foto: Ciro Ivatiuk/Hoje Centro-Sul

Empresária Edna Ivasko falando durante a inauguração do Mariano Atacadista, em Ponta Grossa

Área do novo empreendimento do ramo atacadista é de mais de 6 mil metros quadrados. 

Zeca Ivasko (foto) é o presidente do grupo Ivasko e segue atividades iniciadas por seu pai Mariano há 24 anos

Mariano Ivasko (fundador do grupo Ivasko) ao fundo com demais familiares acompanhando o discurso de Zeca Ivasko