Publicidade Topo

notícias

Policiais de Guamiranga localizam caminhão que havia sido roubado em Campo Largo

Caminhão Scania estava carregado com óleo vegetal. Motorista não foi encontrado pela equipe da Rotam, que realizou buscas para tentar localizá-lo

Caminhão havia sido roubado em Campo Largo. Foto: PM/Divulgação

Um caminhão carregado com óleo vegetal que havia sido roubado em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba, foi encontrado na BR-373, em Guamiranga, na noite de sexta-feira, 6.

Por volta das 21h30, um funcionário de uma empresa de localização entrou em contato com o Destacamento da Polícia Militar de Guamiranga para informar que estavam monitorando o caminhão. Conforme informações, o caminhão estava na BR-373, em Guamiranga. Porém, o funcionário não conseguiu contato com o motorista. 

O caminhão Scania G420 estava acoplado a um semirreboque e transportava 42 mil litros de óleo vegetal. A equipe da Rotam realizou patrulhamentos, mas não encontrou o condutor. O caminhão foi levado para o Destacamento de Guamiranga para que seja devolvido ao proprietário.


Em Irati, um estabelecimento foi alvo de roubo na noite de ontem no centro da cidade. O local onde ocorreu o crime não foi divulgado pela PM. Conforme relatório da 8ª Cia, dois homens, sendo um deles portando uma faca, invadiram o local e roubaram uma quantia em dinheiro. A PM realizou buscas, mas não encontrou os autores do roubo.

Já na Avenida Getúlio Vargas, os policiais flagraram um adolescente, de 17 anos, conduzindo uma motocicleta no início da madrugada de hoje. Ele foi apreendido e encaminhado para a Delegacia, onde compareceu sua responsável. A moto foi recolhida ao pátio da 8ª Cia, pois estava com o escapamento alterado.

Em Prudentópolis, a PM apreendeu 430 cigarros eletrônicos em um estabelecimento na Avenida São João, no centro da cidade, na noite de ontem. Inicialmente, os pais de uma adolescente, de 11 anos, foram até a sede da 4ª Cia para relatar que a pedagoga da escola onde a filha estuda flagrou a jovem com dois cigarros eletrônicos.

Depois disso, os policiais descobriram que a adolescente e uma colega compraram os cigarros eletrônicos em uma distribuidora de bebidas há cerca de um mês. Como os pais tinham interesse em representar a ocorrência e também em função da violação de um dos artigos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), a PM foi até o estabelecimento. Lá, a menor reconheceu a pessoa que vendeu o produto. O homem é sócio proprietário. Em verificação no estabelecimento, os policiais constataram que haviam vários cigarros eletrônicos, que tem a comercialização proibida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

O proprietário confirmou que os produtos são de origem paraguaia. No total, foram apreendidos 430 cigarros eletrônicos de várias marcas. Os produtos e o homem foram levados para a sede da Polícia Federal, em Guarapuava.