Publicidade Topo

notícias

Casa da Cultura de Irati é reinaugurada

Local voltará a receber atividades como exposições, eventos, mostras e concursos culturais. Programação de reinauguração foi realizada no último fim de semana/Paulo Henrique Sava, com reportagem de Sidnei Jorge
Casa da Cultura foi reinaugurada na noite da última sexta-feira, 29. Foto: Paulo Henrique Sava

Após passar por uma ampla reforma, a Casa da Cultura de Irati foi reinaugurada na noite desta sexta-feira, 29. O local voltará a receber atividades como exposições, eventos, mostras e concursos culturais. A programação de reinauguração foi realizada neste final de semana. 

A Casa da Cultura, inaugurada em 10 de Julho de 1989, é um dos pontos históricos e culturais de Irati e conta com um espaço destinado às obras de Dario Araújo, o “Primo Araújo”, artista considerado como referência em arte produzida no isopor. A sala continuará sendo coordenada pelo filho do artista, o historiador José Maria Gracia Araújo, o Zeca Araújo.

Na Casa da Cultura, também foi destinada uma sala à Família Gomes, que cedeu o imóvel em comodato para o município em 1987 e depois concretizou sua doação em 2004. No primeiro piso, foram construídas uma réplica de uma barbearia e outra de uma antiga bodega, para contar um pouco da história de Irati, segundo o então secretário de Cultura e Turismo de Irati, Alfredo Van Der Neut.

“Por incrível que pareça, uma bodega representava o maior centro social que existia no interior dos municípios, e está desaparecendo. Nós estamos trazendo como lembrança daquilo que foi um segmento importante de Irati. Também a barbearia, que era apenas para os homens, um “clube do Bolinha”, não entravam as mulheres ali, e hoje os salões são diferentes. São coisas que vivemos no passado e que a Casa da Cultura precisa reverenciar e assegurar estas lembranças”, frisou.

A reforma da Casa da Cultura começou ainda na gestão do ex-prefeito Odilon Burgath. Na época, ela foi orçada em R$ 400 mil, e foi custeada com recursos do Ministério da Cultura, com contrapartida do município. Quando Alfredo assumiu a secretaria, a obra estava paralisada havia dois anos. O ex-secretário comentou que a demora para o término se deu por conta de entraves jurídicos e da pandemia de Covid-19.

“Quando um empreiteiro abandona uma obra, você não pode mexer nela. Por mais que a Prefeitura queira colocar um prego, não pode. Os contratos devem ser rescindidos, tem que ser feita uma nova planilha, buscar novos recursos, começar tudo de novo. Isto foi feito pelo menos quatro vezes, o que travou bastante. A pandemia nos atrasou, poderíamos estar vivendo este momento quase há dois anos, mas ela nos limitou. Não podíamos ter isto de jeito nenhum, não podia ter concentração de pessoas. A pandemia fez com que ficássemos à espera de um momento oportuno, e ele chegou. Acho que valeu a pena, hoje estamos até com um Café com Tortas, temos quadros lindos e coisas bonitas para mostrar na Casa da Cultura”, comentou.

               Quer receber conteúdo local da Najuá? Confira a descrição do grupo  

O prefeito Jorge Derbli destacou que a entrega da reforma da Casa da Cultura é um presente para os artistas iratienses. “Isto aqui é uma homenagem para todos os grandes artistas de Irati, nas áreas da escrita, da poesia, da música, das artes plásticas, enfim, todos poderão usufruir desta casa para expor seus trabalhos, para a população ter a oportunidade de vir aqui e ver a quantidade de grandes artistas que temos aqui em Irati”, comentou.

O imóvel onde está a Casa da Cultura foi construído há 103 anos. Por este motivo, ele pode ser considerado um patrimônio histórico do município, segundo o prefeito. “Eu estava vendo umas fotos antigas aqui, e todas as casas que existiam em torno desta aqui desapareceram, a não ser uma ou outra de alvenaria. Isto aqui realmente é um ambiente histórico para a nossa cidade, que deve ser conservado por muitos anos”, frisou.

A vice-prefeita, Ieda Waydzik, ressaltou que o término da reforma da Casa da Cultura era uma das promessas de campanha de Derbli. “Isto é muito importante para nós todos, porque o dinheiro do povo de Irati está sendo valorizado”, frisou.

Ieda destacou que o espaço da Casa da Cultura é propício para apresentações de artistas iratienses. “Muitas coisas já foram feitas aqui e, se Deus quiser, voltarão a ser feitas apresentações, mostras de artistas paranaenses, nacionais e internacionais. Há muito a ser feito utilizando este espaço. A Casa ficou muito bonita, o senhor Alfredo é um artista também, e o capricho com que ele terminou esta casa é espetacular”, finalizou.

Fotos: Sidnei Jorge, SECOM e Grupo Saber

Na foto, Alfredo aparece com a esposa ao lado do Pastor Romeu Ribeiro Batista, da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, e de sua esposa Odete


Momento do descerramento da placa de reinauguração da Casa da Cultura. Na foto, o presidente da Câmara, Hélio de Mello (PV), a vice-prefeita Ieda Waydzik, o prefeito Jorge Derbli e Alfredo Van Der Neut

O empresário Enezito Barroso, o pastor Romeu e o historiador José Maria Gracia Araújo, o Zeca Araújo, na réplica de uma antiga bodega, construída no 1º piso da Casa da Cultura