Publicidade Topo

notícias

Agente do ESTAR aciona Guarda Municipal após ser alvo de desacato

Agente diz que foi xingado em função de divergência sobre o cartão de estacionamento

Guarda Municipal foi acionada após agente do ESTAR ser alvo de desacato. Foto: Rádio Najuá/Arquivo

Um agente do ESTAR de Irati acionou a Guarda Municipal na manhã de ontem, 11, após um desentendimento com um motorista sobre o cartão de estacionamento. O homem que acionou os agentes disse que foi alvo de desacato.

Ele afirmou que preencheu uma notificação para o veículo do autor do desacato, pois o cartão de estacionamento havia sido preenchido incorretamente. Em seguida, o agente disse que continuou seu trabalho de fiscalização nos demais veículos estacionados na rua. Porém, alguns minutos depois, ele foi abordado por um homem, que estava com uma notificação nas mãos. O condutor alegou que estava com o cartão de estacionamento preenchido. O agente pediu a notificação para o motorista e ao conferir disse que o cartão era de uma data anterior. Já o proprietário do carro afirmou que a notificação não estava correta e solicitou que o agente voltasse no veículo para confirmar. No local, o condutor apresentou outro cartão preenchido com a data correta. No entanto, o agente informou que havia anotado o número do cartão e o número de série na notificação, que não era o mesmo apresentado pelo motorista.


O agente relatou ao homem que a regularização da situação só poderia ser feita na sede do Departamento de Trânsito (Iratran). Nesse momento, o proprietário do carro xingou o funcionário e disse que ia processá-lo. Em virtude das ameaças, o agente acionou a Guarda Municipal. Depois disso, o condutor entrou em seu veículo e deixou o local. A Guarda Municipal verificou a numeração da placa do carro e conseguiu identificar o motorista para uma possível representação contra ele.

Ainda em Irati, dois homens foram encaminhados para a Delegacia para prestarem esclarecimentos em função de um veículo Toyota Etios, que havia sido furtado. Na primeira vez que foi acionada, a PM recebeu a informação sobre o furto do veículo. Depois, um outro homem entrou em contato com os policiais para informar que alugou seu veículo, mas uma pessoa tentou vendê-lo sem autorização.

A PM deslocou até o bairro Ouro Verde e encontrou um veículo estacionado. Um homem se apresentou como responsável e disse que havia comprado o carro no dia anterior. Para efetuar a compra, ele fez o pagamento de uma quantia via Pix e chegou a apresentar os comprovantes para pagamentos posteriores do financiamento. Entretanto, o homem não soube informar o nome da pessoa que recebeu os valores. Um familiar disse que foi o responsável pela negociação e que encontrou o anúncio da venda do carro em uma rede social. Após fazer os pagamentos, o homem foi até o local para buscá-lo. Desta forma, os dois homens foram encaminhados para a Delegacia para prestar esclarecimentos.