Publicidade Topo

notícias

Sandro Alex deixa secretaria de Infraestrutura e reassume mandato na Câmara Federal

Deputado Federal licenciado confirmou saída da pasta para concorrer à reeleição em outubro/Paulo Henrique Sava, com reportagem de Rodrigo Zub

Deputado Federal Sandro Alex deixou a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (SEIL) para reassumir mandato e tentar reeleição à Câmara Federal. Foto: Arquivo Najuá

O Deputado Federal licenciado Sandro Alex (PSD) confirmou sua saída da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (SEIL) e retornou à Câmara Federal para tentar se reeleger em outubro. Em entrevista à Najuá, Sandro destacou que a pasta está investindo cerca de R$ 7,5 bilhões em obras que estão sendo executadas em todo o Paraná, e outros R$ 2,5 bilhões serão investidos no Porto de Paranaguá, na Ferroeste e em outros municípios.

“Esta foi uma prestação de contas, o resultado da economia feita pelo governador Ratinho Júnior, cortando mordomias, aposentadoria de ex-governador e benesses, que resultou em obras por todo o estado do Paraná, e a nossa região sabe disto porque também foi contemplada. Durante 30 ou 40 anos nos prometeram em muitas cerimônias e eventos, mas quem realmente colocou em obras o Paraná, na região Centro Sul foi o governador Ratinho Júnior. Estamos devolvendo ao governador uma secretaria que estava nas páginas policiais, e Irati sabe disto. Vamos relembrar as investigações, prisões e roubos. Pegamos uma secretaria nas páginas policiais e estamos a entregando com obras, são R$ 7,5 bilhões sem nenhum apontamento de malversação do dinheiro público ou conduta irregular”, comentou.

Sandro retorna à Câmara Federal na próxima semana e deve ter um encontro com o presidente Jair Bolsonaro (PL) em busca de recursos para os municípios da região. “Já tenho agenda marcada com o presidente Bolsonaro e também com o Palácio (do Planalto), vamos continuar defendendo com os prefeitos os recursos do orçamento, na semana que vem eles devem estar disponíveis. Também tem outras pautas importantes que precisam ser votadas ainda neste semestre para que o Brasil possa retomar o crescimento e fortalecer o nosso agronegócio, o nosso produtor, que precisa deste apoio do Governo Federal sempre. Eu volto e faço também este canal entre o governador e o Governo Federal, nós temos muitas ações em conjunto. Eu estabeleci uma parceria muito grande com o ministro Tarcísio (Gomes de Freitas, da Infraestrutura), que está saindo também. Eu vou continuar ajudando o governador junto ao Governo Federal com os projetos importantes que ele tem”, frisou Sandro.

Pavimentação da PR 364 - Entre as obras mais importantes, Sandro destacou a pavimentação da rodovia PR 364, no trecho entre Irati e São Mateus do Sul, obra aguardada há mais de 50 anos pela população da região. “Muitas pessoas morreram sem ver este sonho ou não acreditavam mais. Estamos finalizando este projeto importante e vamos entregá-la para a população”, pontuou o deputado.

Projetos - Sandro também destacou outras obras que estão sendo realizadas, como a Ponte da Integração, a segunda a ligar o Brasil ao Paraguai, aguardada desde 1965, o trevo Cataratas-Cascavel, a duplicação da BR 277, em Guarapuava, a construção de trevos e viadutos na Avenida Souza Naves, em Ponta Grossa, em um trecho onde morreram mais de 70 pessoas. Sandro também destacou a construção da rodovia BR 280 em concreto até Palmas, a duplicação da Rodovia dos Minérios, a revitalização da orla de Matinhos, a construção da Ponte de Guaratuba, cujo edital deve ser publicado nos próximos meses. Além disso, Sandro destacou que a pasta conseguiu fazer com que a obra da Ferroeste saísse do papel. “A Ferroeste corta o Paraná, vem do Mato Grosso e vai seguir até o Porto de Paranaguá. É o maior projeto ferroviário do Brasil e, para nossa alegria, a nossa região vai ter os trilhos passando por aqui”, comentou.


Pedágios - O ex-secretário também destacou o fim dos contratos com as concessionárias de pedágio do Anel de Integração. Ele ressaltou que o Governo do Paraná deve ir à Bolsa de Valores nos próximos meses para iniciar o processo licitatório para que novas empresas assumam as concessões.

“Vamos para a Bolsa nos próximos meses para bater o martelo com tarifa decente e justa, com obras desde o início. Não abrimos mão da duplicação da BR 277, e ela tem que acontecer agora no início do contrato com uma tarifa muito menor e transparência na bolsa. Disto o governador não abriu mão e disse isto ao presidente da República, que concordou, dizendo que será do jeito do governador, e hoje o nosso modelo está sendo copiado até por Santa Catarina”, afirmou.

Sandro enalteceu a criação do projeto Voe Paraná, que proporcionou a redução de impostos para as empresas aéreas e trouxe mais voos para a região. “Isto é o resultado de muito planejamento, trabalho e de ouvir os prefeitos. Nós temos o Júnior Benato (prefeito de Inácio Martins), que é presidente da Amcespar. Quantas reuniões e demandas, todos os municípios atendidos. Temos trabalho em Teixeira Soares para ligar até a BR 277, as ligações dos distritos de Fernandes Pinheiro, pavimentação e adequação de estradas em Inácio Martins, a nova rodovia em Rebouças para conectar à estrada Irati-São Mateus do Sul, pavimentação para a área rural de Rio Azul, pavimentação de Mallet, enfim, todos os municípios contemplados. Eu acho que isto é cumprir com nossa obrigação, eu não fiz nada mais que isto, mas é boa a sensação de dever cumprido”, comentou.

Participação na Câmara de Irati - Na última semana, Sandro havia sido convidado para falar sobre todos os projetos da Secretaria de Infraestrutura e Logística na Câmara de Irati. Ele confirmou que deve utilizar o espaço da tribuna para fazer uma prestação de contas à população iratiense. “Eu vou sim, sempre digo que tenho um orgulho enorme de ser representante e ter o maior volume de recursos em todas as áreas na região de Irati. Eu estarei pessoalmente lá e espero estar pessoalmente nos estúdios da Najuá conversando com os amigos”, finalizou.