Publicidade Topo

notícias

Homem causa tumulto em hospital de Rebouças

Autor estava com o braço direito ferido e deu um chute na porta do hospital
Homem causou tumulto na portaria do Hospital Dona Darcy Vargas, em Rebouças. Foto: Arquivo Najuá

Um homem causou tumulto na portaria do hospital Dona Darcy Vargas, em Rebouças, neste domingo, 3. De acordo com a Polícia Militar, o homem que estava com o braço direito ferido, deu um chute na porta de entrada do estabelecimento e começou a tumultuar o atendimento. Entretanto, ele foi informado que havia outro paciente sendo atendido e que teria que aguardar. Depois de ser medicado, ele foi orientado, advertido e liberado após fazer um curativo no pulso.

Mais tarde, em outra ocorrência, a PM foi avisada que uma mulher havia sido agredida pelo esposo após uma discussão entre o casal, que estava passando o fim de semana em Rebouças. Após a agressão, o autor pegou o filho do casal, de apenas dois meses, e voltou para a cidade de origem da família. Logo em seguida, os policiais foram informados de que a criança estava sob os cuidados dos conselheiros tutelares da cidade de origem, para onde a mãe também se deslocou.

A PM também prestou atendimento a um acidente entre os veículos Fiat Uno e Golf no trevo principal de acesso a Rebouças, na BR-153. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) também esteve no local. Uma mulher, de 36 anos, passageira do Uno, teve ferimentos moderados e foi conduzida pelo Corpo de Bombeiros até a Santa Casa de Irati para receber atendimento médico. Os condutores e os veículos ficaram aos cuidados dos agentes da PRF.

Em Imbituva, policiais estiveram na Vila Brasil para verificar uma situação de dano. No local, uma mulher informou que, na noite de sábado, 2, após um desentendimento, seu marido saiu de casa sem dizer para onde iria. Ontem, 3, ela e sua filha pequena deixaram a residência. Quando retornaram, encontraram o imóvel todo revirado, com diversos utensílios e móveis quebrados, pedaços de cacos de vidro e produtos alimentícios espalhados pela residência. 

A mulher disse aos policiais que já havia sido agredida anteriormente pelo marido, mas não quis registrar Boletim de Ocorrência na Polícia Civil. Como a vítima não apresentava lesões, ela foi orientada sobre os procedimentos para solicitar uma medida protetiva contra o agressor.

Em outra situação, o condutor de uma caminhonete Fiat Strada colidiu contra uma placa de sinalização preferencial que estava colocada em uma praça, no cruzamento entre as ruas Getúlio Vargas e Jacob Brenner. Em seguida, o motorista fugiu do local no sentido ao bairro Miraluz. A situação foi repassada para a Polícia Civil.

Pouco depois, em outra situação, um homem relatou que foi agredido sem motivos aparentes dentro de um clube na localidade de Apiaba. Logo após, o agressor fugiu do local. A vítima foi orientada a procurar o Pronto Atendimento Municipal para tratar dos ferimentos. Policiais orientaram o homem a procurar a Delegacia de Polícia Civil assim que possível.

Em Irati, um veículo GM Meriva Joy colidiu contra uma placa de sinalização na Avenida Getúlio Vargas. Agentes da Guarda Municipal abordaram e identificaram o condutor, que apresentava sinais de embriaguez. Ele foi conduzido até a sede da 8ª Cia, onde realizou o teste do bafômetro, que apontou 1,06 mg/l de álcool no organismo. Ele foi encaminhado para o Pronto Atendimento Municipal, onde foi registrado o laudo de lesões corporais. Em seguida, ele foi levado para a Delegacia por infração e crime de trânsito. O veículo não tinha pendências e foi liberado para um condutor habilitado.