Publicidade Topo

notícias

Homem ameaça matar irmão e sua cunhada em função de dívida

Segundo a Polícia Militar (PM), irmãos se desentenderam após um deles cobrar uma dívida de R$ 240. Fato aconteceu na Vila Brasil, em Imbituva
Foto: Arquivo Najuá

Um homem, de 32 anos, ameaçou o próprio irmão, de 23 anos, e sua cunhada por conta de uma dívida relativa a compra de roupas, que sua esposa havia adquirido de uma das vítimas. A situação foi registrada na sexta-feira, 15, em uma residência na Rua Goiás, na Vila Brasil, em Imbituva.

Na ocasião, um homem informou que teve um desentendimento com o irmão no momento em que ele foi até sua residência para cobrar uma dívida de R$ 240. Depois, os dois irmãos brigaram. Em seguida, um dos envolvidos foi para sua casa, retornou e começou a xingar e ameaçar o casal com um revólver.

No momento em que a vítima acionou a PM pelo telefone 190, o autor das ameaças fugiu do local e foi até a casa da mãe deles. Os policiais conversaram com o homem, que confirmou que brigou com o irmão e ofendeu e ameaçou o casal. Porém, ele disse que não estava armado. Os envolvidos na ocorrência foram encaminhados para a sede do 3º Pelotão, onde foi registrado o Termo Circunstanciado.


Ocorrências em Irati: Em Irati, a Guarda Municipal encontrou quatro cavalos soltos na Vila Matilde. Enquanto a equipe aguardava a chegada do responsável pela captura dos animais, o proprietário compareceu no local e foi multado em 12 Unidades de Referência Municipal (URM), o equivalente a R$ 1.107,72, conforme a legislação municipal.

Já no bairro Canisianas, foram encontrados três cachorros soltos em uma rua. Segundo a denúncia, os animais estavam atacando pedestres que passavam pelo local. A proprietária dos animais foi orientada sobre a responsabilidade no cuidado com os cães. Ela foi alertada sobre a possibilidade de aplicação de multa em caso de reincidência.

Ainda na manhã de ontem, a Guarda Municipal compareceu à carceragem da Delegacia de Irati para prestar apoio na condução de um detento para ser medicado no Pronto Atendimento Municipal. Um agente penitenciário acompanhou a equipe e o detento. Após ser medicado, o homem foi levado novamente para a carceragem da Delegacia.