Publicidade Topo

notícias

Carros de profissionais do SAMU são danificados

Pneus dos veículos foram cortados com uma faca. Guarda Municipal foi acionada, mas não localizou o autor dos danos

Guarda Municipal foi acionada, mas não localizou a pessoa que danificou os carros dos profissionais do SAMU. Foto: Rádio Najuá-Arquivo

Alguns pneus de carros de profissionais que atuam no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foram danificados com uma faca. A Guarda Municipal de Irati foi acionada para verificar a situação na manhã de ontem, 10.

Os agentes constataram que os pneus dos veículos pertencentes aos médicos e enfermeiros do SAMU haviam sido furados com um objeto cortante (faca). Os carros danificados foram um Fiat Uno, um Volkswagen Virtus e um Ford Del Rey. Os proprietários dos veículos não souberam informar quem causou os danos. Os guardas municipais realizaram buscas, mas nenhum suspeito foi localizado.

No Jardim Califórnia, em Irati, o condutor de um moto Honda Twister CBX 250, de 47 anos, sofreu ferimentos graves, após se envolver em um acidente com um caminhão Ford Cargo. A colisão ocorreu na rua Jornalista José da Silva, por volta das 9h30 de quinta-feira, 10. O motociclista foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros. Uma equipe da Polícia Militar também prestou atendimento no local da ocorrência.


Ainda em Irati, a Guarda Municipal prendeu um homem que agrediu a esposa e os filhos no começo da noite de ontem, 10, no bairro Joaquim Zarpellon. Os guardas ouviram o choro de crianças e de uma mulher na rua Pedro Almeida. Já o agressor estava na área da casa com sua filha menor no colo. Ao ser abordado, o homem não acatou as solicitações dos agentes e usou a filha como “escudo” para que os guardas não se aproximarem.

Depois de várias tentativas, o homem soltou a criança e deixou aos cuidados da mãe, que estava sentada no chão de forma acuada e chorando. Mais três filhas do casal estavam no local. Os guardas utilizaram técnicas de imobilização para conter o agressor. Posteriormente, os agentes verificaram que a mulher possuía um hematoma no olho direito.

A vítima disse que o marido chegou na residência alterado e alcoolizado. Ele jogou comida no rosto da esposa e disse palavras de cunho racista para a mulher e duas filhas. O homem ainda agrediu duas filhas, sendo uma delas especial, de 4 anos, e outra de 9 anos. As vítimas realizaram o laudo de lesões corporais, que confirmou as agressões. O agressor também desacatou uma enfermeira que lhe atendeu no Pronto Atendimento. O homem chegou a dizer para a profissional ficar quieta, pois ela não mandava naquele local e que não ia ser mandado por uma mulher. O agressor foi detido e conduzido para a Delegacia.