Publicidade Topo

notícias

Programa Família Acolhedora será divulgado em evento nesta quinta-feira

Encontro será realizado de forma presencial no auditório do campus de Irati da Unicentro. Na oportunidade, serão apresentadas informações sobre o programa/Paulo Henrique Sava
Programa Família Acolhedora será divulgado em evento nesta quinta-feira, 03, às 19 horas, no Auditório da Unicentro. Foto: Divulgação

Você sabia que existe uma alternativa para o acolhimento de crianças e adolescentes além da adoção? Trata-se do programa “Família Acolhedora, que será apresentado em evento nesta quinta-feira, 03, às 19 horas, no auditório do campus de Irati da Unicentro, com duração aproximada de 01h30min. A programação será realizada em parceria entre a universidade e a Secretaria Municipal de Assistência Social.

Durante o evento, será possível esclarecer dúvidas sobre os critérios de participação das famílias no programa. Em contato com nossa reportagem, Carolina Pinheiro Silva de Almeida Prado, estudante do 5º ano de Psicologia da Unicentro e estagiária do Serviço de Acolhimento Institucional e Familiar de Irati, explicou como funciona o programa.

“O serviço de acolhimento familiar consiste na oferta do acolhimento de crianças e adolescentes afastados de suas famílias por alguma decisão judicial em razão da violação de seus direitos, para uma família. As famílias acolhedoras são previamente selecionadas e capacitadas para prestar uma assistência e garantir a proteção destas crianças ou adolescentes até que elas possam retornar à família de origem ou serem adotadas”, comentou.

Carolina relatou os critérios para as famílias serem inclusas no programa. “As pessoas interessadas precisam ter mais de 21 anos de idade, não existem restrições quanto ao gênero ou estado civil, não podem ter interesse em adoção, precisa haver concordância entre todos os membros da família para acolher esta criança ou adolescente, deve residir em Irati há pelo menos dois anos, não fazer uso de substâncias psicoativas (drogas, álcool ou outro medicamento que cause dependência), ter disponibilidade de tempo e interesse em oferecer proteção e amor para as crianças e adolescentes, como também apoio para suas famílias, e comprovar sua saúde física e mental”, pontuou.


Ana Beatriz Mello, que também é estudante do 5º ano de Psicologia da Unicentro e estagiária do Serviço de Acolhimento Institucional e Familiar de Irati, ressaltou que a parceria entre a universidade e a Secretaria Municipal de Assistência Social é feita por meio dos estágios profissionalizantes em instituições e organizações, uma das modalidades oferecidas no último ano da graduação. A partir disso, foi possível esta integração entre a instituição e o município na realização do programa.

“A partir deste vínculo, tivemos a inserção, enquanto estagiárias e estagiários, no Serviço de Acolhimento Institucional de Crianças e Adolescentes, por meio do qual tivemos contato com o Programa ‘Família Acolhedora’, que o evento se propõe a discutir e divulgar”, ressaltou.

Ana explicou qual é o público-alvo do programa. “O serviço de Família Acolhedora é destinado a crianças e adolescentes de 0 a 18 anos de idade, porém tem a possibilidade, quando for necessário, a partir de uma avaliação da equipe do serviço e também da família que está acolhendo, de o adolescente ficar dos 18 aos 21 anos também”, frisou.

A estudante destacou a programação do evento. “Faremos uma breve abertura, apresentando a equipe do serviço de acolhimento e falaremos sobre como surgiu a ideia deste evento. Depois, passaremos para uma convidada, que falará um pouco sobre o Programa Família Acolhedora, seus principais pontos e como foi a implementação enquanto serviço no município, a importância e alguns requisitos para ser família acolhedora. Depois, pensamos em trazer algumas experiências. Teremos o relato de famílias acolhedoras sobre como é participar do programa, o processo, o cotidiano, assim como a equipe vai falar sobre como é trabalhar neste serviço de Família Acolhedora”, finalizou.