Publicidade Topo

notícias

Homem ameaça agredir ex-mulher com uma faca

Autor da ameaça fugiu e não foi localizado. Já a vítima foi orientada para solicitar uma medida protetiva

Foto: PM/Divulgação

Um morador de Rebouças ameaçou agredir a ex-mulher com uma faca. A ocorrência foi registrada no sábado, 19. A vítima disse que o ex-marido foi até sua residência e estava alcoolizado. Ele não queria sair do local.

O homem pegou uma faca de dentro da casa da ex-mulher e passou a ameaçá-la. A mulher acionou a Polícia Militar. Depois disso, o homem deixou a faca no portão da residência e saiu do imóvel. Os policiais realizaram patrulhamentos, mas não encontraram o autor das ameaças. A mulher foi orientada a procurar a Polícia Civil e solicitar uma medida protetiva de urgência contra o ex-marido.

Em outra ocorrência em Rebouças, um homem tentou invadir a casa de sua mãe na rua João Almeida Barbosa Junior. A vítima disse que seu filho voltou a morar em Rebouças há dois meses. Neste período, ele ameaçou a mãe diversas vezes. Em uma ocasião, o homem agrediu a vítima.

No início da madrugada deste domingo, 20, ele chegou no imóvel de sua mãe e tentou arrombar a porta. Ele chegou a dizer que ia tirar sangue dela para um ritual. O homem foi localizado no pátio da residência. Ele foi levado para o hospital Dona Darcy Vargas, onde realizou o laudo de lesões corporais. Em seguida, foi encaminhado para a Delegacia de Irati.


No bairro Santo Antonio, em Rebouças, a PM apreendeu uma motocicleta que havia sido baixada pelo Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) em 2014. Durante a abordagem, os policiais constataram que a moto não tinha placa de identificação e que o chassi havia sido suprimido.

Em verificação no número do motor foi constatado que a moto era uma Honda CG 125 Fan e não poderia circular em vias públicas há mais de sete anos. A moto foi apreendida e encaminhada ao pátio do 2º Pelotão da PM. Já o condutor foi notificado pelas infrações de trânsito e liberado.

Em Imbituva, uma mulher foi agredida com socos e empurrões no sábado, 19. Familiares da vítima seguiram o agressor e indicaram onde ele estava para a PM. O homem foi levado até a casa da vítima, que estava com a boca machucada. O agressor e a vítima foram levados para o Pronto Atendimento de Imbituva para realizar o laudo de lesões corporais. Na sequência, eles foram entregues na 13ª Subdivisão Policial de Ponta Grossa.

Já em Ivaí foi registrado um desentendimento causado em função de uma lombada, que foi construída em frente a uma propriedade na localidade de Torres Canavial. Um homem relatou que seus vizinhos estavam com um trator desmanchando a lombada, que foi feita por máquinas da prefeitura. Um deles afirmou que estava arrumando a lombada. Ele ainda disse que estava enfrentando problemas para atravessar o local com um caminhão carregado.

O homem alegou que o vizinho que acionou a PM havia efetuado tiros na direção dele e do seu irmão. Ao ser indagado, o morador que entrou em contato com os policiais voltou a dizer que os vizinhos estavam desmanchando a lombada, que foi feita com desnível para a água das chuvas não entrarem em sua propriedade. Porém, um dos vizinhos relatou que essa hipótese estava descartada, pois o terreno do morador era mais alto. O morador que chamou a polícia disse que não atirou com arma de fogo. Ele afirmou que estourou uma bomba número quatro em função das provocações que estava sofrendo. O homem chegou a mostrar uma caixa de bombas número quatro para os policiais.

A PM tirou algumas fotos da lombada que estava com as partes removidas. Os vizinhos do morador justificaram que pretendiam apenas deixar a lombada reta para não danificar o caminhão quando ele estiver carregado. Os policiais de Ivaí entraram em contato com a 13ª Subdivisão Policial de Ponta Grossa, que orientou a equipe para registrar o Termo Circunstanciado.