Publicidade Topo

notícias

Homem agride irmão com pedaços de madeira

Homem agredido sofreu ferimentos na cabeça e recebeu atendimento no hospital

Foto: PM/Divulgação

Um homem agrediu o irmão com um pedaço de madeira em Ivaí. Familiares dos envolvidos na briga disseram que o agressor, que reside em Ponta Grossa, foi até a casa de sua mãe e passou a ameaçar ela e sua cunhada. Um irmão dele chegou no local e tentou acalmá-lo. Porém, o homem agrediu o irmão, que revidou e acertou ele com um pedaço de madeira em sua cabeça. Depois disso, o autor das ameaças e xingamentos deixou o local.

A Polícia Militar foi acionada e compareceu no local onde ocorreu a briga, na localidade de Água Parada. Um homem abordou os policiais e relatou que uma pessoa estava machucada e caída ao lado da residência. A vítima possuía um ferimento na cabeça e estava com sinais de embriaguez. O homem informou que foi até a casa de sua mãe e foi agredido pelo irmão com pauladas na cabeça. 

Na sequência, o homem solicitou aos policiais que fosse levado até a casa de sua mãe para pegar documentos e um celular que estava em seu carro, que ficou estacionado em frente ao imóvel. A vítima informou que seu irmão possui uma espingarda calibre 28 e esse foi um dos motivos de ter fugido correndo do local. O carro foi encontrado aberto e sem chave. O morador encontrou sua carteira, mas não localizou um celular que havia deixado no veículo.


Os policiais encontraram uma camisa com manchas de sangue em um monte de lenha há cerca de 40 metros da casa. A camisa estava escondida em baixo de uma lona. O homem afirmou que estava usando essa camiseta no momento que foi agredido. A PM de Ivaí informou que o homem agredido jogou uma abóbora contra a porta de vidro da residência do seu irmão. Ele também quebrou uma janela, puxou um fio de antena e derrubou um dos móveis da casa. Os policiais que presenciaram a situação abordaram o homem para que ele parasse de realizar danos no local. 

O autor dos danos disse que ia atear fogo na residência. O homem ferido foi levado para o hospital. Já o irmão dele afirmou que não possui arma de fogo. Policiais da 13ª Subdivisão Policial de Ponta Grossa orientaram a vítima para representar posteriormente contra o agressor.