Publicidade Topo

notícias

Guarda Municipal de Irati prende autor de importunação sexual

Homem mostrou órgão genital para adolescente, de 16 anos. Situação ocorreu no Cemitério da Vila São João

Sede da Guarda Municipal fica na rua Benjamin Constant, em Irati. Foto: Paulo Sava

Um homem foi preso por importunação sexual em Irati. A situação foi registrada na tarde de sexta-feira, 4, no momento que estava ocorrendo o sepultamento de uma pessoa no Cemitério da Vila São João.

De acordo com a Guarda Municipal, um homem que estava escondido entre os túmulos mostrou seu órgão genital para uma adolescente, de 16 anos. Depois disso, a jovem entrou em desespero, chorou e pediu ajuda. Algumas pessoas que estavam no cemitério não permitiram que o autor da importunação fugisse. Os guardas municipais identificaram o homem que já é conhecido no meio policial. Ele realizou o laudo de lesões corporais e foi entregue na Delegacia de Irati.

Na tarde de sábado, 5, uma família foi ameaçada por duas pessoas que estavam em um Vectra. A ocorrência foi atendida em um posto de combustíveis na rua XV de Julho, em Irati. Um homem relatou que estava no local com sua esposa e o filho. Os autores das ameaças estavam com uma faca. Eles fugiram e não foram encontrados pela Guarda Municipal.


Na noite de sábado, 5, os agentes foram até a unidade de saúde Ademar Neves, no bairro Fósforo, para averiguar uma denúncia de vandalismo no local. O vigilante de uma empresa de segurança relatou que ocorreu um disparo de alarme no setor onde fica o almoxarifado. Porém, não havia sinais de arrombamento. Uma janela estava aberta no posto de saúde. O responsável foi avisado para fechá-la.

Já na madrugada de domingo, 6, a Guarda Municipal prendeu um homem por descumprimento de medida protetiva e que possuía um mandado de prisão em aberto. Os agentes foram até uma residência no Jardim das Américas, mas o suspeito já havia deixado o local. Ele foi localizado posteriormente na rua das Perdizes. Durante a abordagem foi constatado que além de descumprir a medida protetiva, o homem ainda tinha um mandado de prisão. Ele realizou o laudo de lesões corporais e foi levado para a Delegacia.