Publicidade Topo

notícias

Carreta bitrem pega fogo na Serra da Esperança

Segundo a PRF, incêndio começou em função de problemas mecânicos que causaram superaquecimento da turbina

Caminhão pegou fogo na Serra da Esperança. Foto: PRF/Divulgação

Uma carreta bitrem pegou fogo na BR-277, na Serra da Esperança, em Guarapuava, no início da tarde de segunda-feira, 21. O veículo estava carregado com calcário e seguia em direção ao município de Campo Mourão. O incêndio foi registrado no quilômetro 307 da rodovia. Problemas mecânicos causaram o incêndio.

O fogo teve início com o superaquecimento da turbina e tomou conta da cabine em poucos minutos. Por medida de segurança, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a concessionária Caminhos do Paraná interditaram os dois trechos da rodovia. A pista foi liberada por volta de 14h10.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e conseguir controlar o incêndio, que já atingia boa parte da carga. Houve fila de aproximadamente seis quilômetros de extensão nos dois sentidos da BR-277. O motorista, de 48 anos, que mora em Campo Mourão, não se feriu.


Em outra ocorrência na BR-277, em Guarapuava, a PRF prendeu três homens, de 28, 29 e 30 anos, que estavam transportando 54 quilos de maconha em um veículo Renault Logan, emplacado em Manaus/AM. O carro seguia com itinerário Cascavel/Curitiba.

O motorista afirmou que é de Curitiba. Já os passageiros são de São Paulo e Toledo. Em verificação no veículo, os policiais localizaram duas malas com 54 quilos de maconha, que estavam no bagageiro.

Já na BR-373, em Prudentópolis, um veículo Corsa ignorou a ordem de parada dos policiais rodoviários e fugiu pela área urbana do município. Os policiais realizaram acompanhamento tático e abordaram o carro. O condutor, de 27 anos, foi autuado por não obedecer à ordem de parada e empreender fuga, realização de manobras perigosas, licenciamento vencido e mau estado de conservação do veículo. O motorista foi liberado. Já o veículo foi removido ao pátio da PRF.

PRF de Guarapuava apreendeu 54 quilos de maconha. Foto: PRF/Divulgação