Publicidade Topo

notícias

Prefeitura de Irati anuncia construção de novo trecho de ciclovia

Novo trecho fará a interligação do bairro Nhapindazal com o centro da cidade e os parques Aquático e São João. No total, serão mais 9 km de ciclovias no município. Construção deve começar dentro de dois meses/Paulo Henrique Sava
Nova etapa de projeto deve construir mais 9km de ciclovias em Irati, interligando o bairro Nhapindazal, o centro da cidade e os parques Aquático (foto) e da Vila São João. Foto: Paulo Henrique Sava

O projeto de construção de ciclovias e ciclofaixas terá continuidade em Irati. Dentro de dois meses, a Prefeitura fará o lançamento de mais um trecho, que vai interligar o bairro Nhapindazal ao centro da cidade e aos parques Aquático, no Rio Bonito, e da Vila São João. O investimento será de R$1,8 milhão, oriundos de emenda parlamentar do Deputado Estadual Nelson Justus (DEM). Segundo o secretário de Planejamento e Coordenação, João Almeida Júnior, com esta obra, serão aproximadamente mais 9 km de ciclovias no município.

“Vai sair do Nhapindazal, chegar ao centro da cidade, emendar com a perimetral, onde já existe este trecho. Dando continuidade, vamos chegar ao Parque Aquático, depois à fábrica de fósforos [Fobras], Yazaki e vamos chegar até o Parque da Vila São João. Vamos fazer a interligação entre os parques, chegando à Vila São João. Em um segundo momento, vamos fazer a ligação via ruas Trajano Gracia e 19 de Dezembro, chegando ao centro. Depois, faremos as outras radiais, mas neste próximo trecho serão quase 9km de ciclovias”, pontuou.

Outro trecho de ciclovia será construído na estrada que dá acesso à comunidade do Pinho de Baixo, como parte de um projeto turístico no município. O trecho vai desde a Colina Nossa Senhora das Graças até a cachoeira da comunidade. “Será uma ciclovia com segurança para o trânsito de ciclistas até a cachoeira. Queremos pegar esta vocação turística que o Pinho tem e ampliar ainda mais”, frisou.


Cachoeira do Pinho - Em paralelo, o município está requerendo junto ao Governo Federal a doação do terreno onde está a cachoeira do Pinho, cujo processo está em andamento há aproximadamente dois anos, requerendo a área pertencente ao patrimônio da Eletrobrás.

“Então nós fizemos uma solicitação para a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e ela já deu os pareceres favoráveis para que esta área venha em doação para o município. Nós acreditamos que 80% do caminho já foi percorrido, acreditamos que ainda este ano será feita toda a parte burocrática. Como é ano eleitoral, a doação ainda não pode ser feita, mas acredito que, com todos os pareceres positivos, no início de 2023 esta área passará a pertencer ao município de Irati”, comentou.

Enquanto aguarda a tramitação da doação do terreno, o município já está elaborando um projeto paisagístico e de recuperação da área, que poderá se tornar mais um ponto turístico e com infraestrutura adequada em Irati. Segundo o prefeito Jorge Derbli (PSDB), a área, que atualmente pertence à União, tem aproximadamente 6 alqueires de extensão. Ele destacou algumas melhorias que devem ser feitas no local.

“Serão trilhas, melhoramentos, fazer uma questão turística para as pessoas irem visitar de carro, a pé, de bicicleta, do jeito que quiserem ir, mas queremos fazer isto e tem mais a questão culinária, do vinho, da polenta, dos italianos, de pousadas que estão sendo feitas lá no Pinho. Isto vai ser um atrativo turístico muito grande para o município”, finalizou.

Ciclovia do Parque da Vila São João. Foto: Paulo Henrique Sava

Alameda Virgílio Moreira, onde deve passar a ciclovia que interligará o bairro Nhapindazal ao centro de Irati. Foto: Paulo Henrique Sava