Publicidade Topo

notícias

PM apreende carro que foi abandonado após acidente de trânsito

Motorista atingiu carro que estava estacionado e deixou o local. Homem saiu a pé e deixou a chave no carro

Foto: Paulo Henrique Sava

A Polícia Militar apreendeu um veículo Gol que foi abandonado após um acidente na Avenida Noé Rebesco, em Irati, na noite de ontem, 28. O motorista do Gol havia atingido um carro que estava estacionado.

O proprietário do outro automóvel abordou o condutor que causou o acidente. Segundo ele, o homem estava com sinais de embriaguez e deixou o local. Ele saiu a pé e deixou a chave no carro. A PM foi acionada e apreendeu o veículo que foi abandonado. Ele foi levado até a sede da 8ª Cia. De acordo com os policiais, haviam bebidas alcoólicas dentro do carro.

No início da madrugada de hoje, 29, um motorista colidiu em um poste na rua Antônio Pingas, na Colina Nossa Senhora das Graças, em Irati. O motorista deixou o local e não foi encontrado pela PM. Os policiais constataram que o poste estava inclinado e com risco de cair. A equipe da Companhia Paranaense de Energia (Copel) foi acionada para reparar os danos.


Ainda em Irati, uma carreta semirreboque arrebentou a fiação elétrica e de telefonia no bairro Alto da Lagoa, na tarde de ontem, 28. A Guarda Municipal foi acionada para sinalizar a via. O condutor da carreta apresentou a documentação com as medidas corretas de circulação. A altura da carreta era de 4 metros e 35 centímetros e estava dentro da legalidade. De acordo com os guardas, os moradores já haviam retirado os fios de telefonia da rua para liberar o trânsito. A Guarda Municipal informou a situação para a Copel e a empresa de telefonia sobre a necessidade de realizar reparos no local.

Também na tarde de ontem, 28, os agentes da Guarda Municipal prestaram apoio ao Oficial de Justiça para que ele entregasse uma notificação de afastamento do lar na rua Coronel Saboia, em Irati. A notificação se referia a um processo de violência doméstica (Lei Maria da Penha). As equipes permaneceram no local até que o homem conversasse com o seu advogado e retirasse seus pertences.