Publicidade Topo

notícias

Incêndio atinge quitinete em Prudentópolis

Ninguém estava no local no momento do incêndio. Duas mulheres suspeitas de colocar fogo no imóvel foram abordadas pela PM

Imagem do Destacamento da PM de Prudentópolis. Foto: Elio Kohut/Arquivo

Uma quitinete pegou fogo na madrugada deste sábado, 22, na esquina da Avenida São João com a rua Quintino Bocaiuva, em Prudentópolis. Ninguém estava no local no momento do incêndio.

Segundo uma denúncia anônima, duas mulheres foram vistas saindo correndo do local minutos antes do fogo começar. A Polícia Militar foi acionada e abordou as mulheres suspeitas. Elas negaram a autoria do incêndio. A testemunha que fez contato com os policiais não permaneceu no local para reconhecer as mulheres abordadas. Por isso, elas foram identificadas e liberadas.

Em outra ocorrência em Prudentópolis, policiais estiveram em um estabelecimento comercial na Avenida São João após receberem uma denúncia de perturbação de sossego. O proprietário relatou que havia música ao vivo até às 23h30 de sexta-feira, 21. Os policiais constataram que aproximadamente 100 pessoas estavam no estabelecimento. 

O homem que acionou a PM para registrar a perturbação de sossego quis representar contra o dono do estabelecimento. Sendo assim, os envolvidos foram encaminhados para a sede da 4ª Cia para que fosse registrado o Termo Circunstanciado.


Na rua Rui Barbosa, em Prudentópolis, a PM recuperou uma moto que havia sido furtada. Conforme informações recebidas pelos policiais, um homem estava empurrando uma moto na noite de ontem. Em verificação no sistema de câmeras de segurança do município, os policiais confirmaram o fato. A equipe realizou buscas e localizou a moto estacionada na rodoviária de Prudentópolis.

Moradores disseram que viram um homem deixando a moto no local. Em seguida, os policiais foram até a residência do proprietário. Lá, eles foram informados que o dono da moto estava viajando e havia deixado a moto com seu funcionário. Por sua vez, o funcionário afirmou que saiu de sua casa no período da noite para jantar na residência de familiares. Neste período, ele deixou a moto na garagem e ainda não havia constatado o furto. O responsável levou a chave até a sede da 4ª Cia e pegou a moto.

Na Vila da Luz, uma mulher foi ameaçada pelo marido na noite de ontem, 21. Os dois haviam ingerido bebidas alcoólicas antes do fato. A moradora não quis representar contra o esposo. Ela optou em sair da casa e pernoitar na residência de sua mãe.

Ainda em Prudentópolis, a PM prendeu um homem na rua São Josafat, no centro da cidade, na manhã de ontem. Os policiais realizavam patrulhamento quando foram abordados por um homem que informou ter sido vítima de um furto ocorrido na segunda-feira, 21. Ele relatou que viu duas pessoas que possuíam as características dos autores do furto. Um deles estava usando um boné que foi furtado.

A PM abordou os suspeitos, sendo que um deles possuía um mandado de prisão pelo artigo 155 do Código Penal, que trata sobre furto. Por isso, o homem foi preso. Uma mulher estava junto com ele. Ela informou que os objetos furtados estavam em sua casa. Os policiais foram até o endereço indicado e apreenderam uma TV de 32 polegadas, uma TV de 22 polegadas, um videogame Playstation 2 com cinco controles e um porta DVD. Os objetos foram levados para a Delegacia, assim como os dois suspeitos de envolvimento no furto.

Ocorrências em Irati: Em Irati, as equipes da Guarda Municipal, Receita Federal, Vigilância Sanitária, Procon e do setor de tributação da prefeitura estiveram em alguns estabelecimentos com objetivo de verificar a existência de produtos irregulares como cigarros eletrônicos. Os estabelecimentos foram vistoriados na noite de ontem, 21. Durante as abordagens, a Receita Federal apreendeu alguns produtos importados de forma irregular e que não tinham nota fiscal. Os objetos foram encaminhados para a delegacia da Receita Federal, em Ponta Grossa.

Ainda na noite de ontem, 21, a Guarda Municipal abordou dois homens que estavam próximos do posto de saúde do bairro Rio Bonito, em Irati. Eles não portavam objetos ilícitos. Por isso, foram orientados e liberados. Logo depois, os agentes abordaram mais algumas pessoas na praça Etelvina Andrade Gomes. Ninguém portava produtos ilícitos. Sendo assim, todos foram liberados.