Publicidade Topo

notícias

Inácio Martins retoma toque de recolher noturno

Novo decreto também proíbe comercialização e consumo de bebidas entre 22 e 6 h e conta com outras medidas de combate ao coronavírus. Inácio Martins apresentou crescimento no número de casos nos últimos dias/Rodrigo Zub

Imagem do portal de entrada de Inácio Martins. Foto: Divulgação

Desde o dia 17 de janeiro está em vigor um novo decreto com medidas de combate ao coronavírus em Inácio Martins. As novas determinações foram aplicadas em virtude do aumento de casos da doença no município. Nesta quarta-feira, 26, a cidade possui 239 casos ativos, sendo 238 pessoas em isolamento domiciliar e uma internada.

Uma das principais mudanças no novo decreto foi a retomada do toque de recolher noturno entre 22 e 6 h do dia seguinte. Neste horário, os munícipes não podem circular em espaços e vias públicas. O decreto também proíbe a comercialização e o consumo de bebidas alcoólicas nos espaços públicos entre 22 e 6 h. A medida é válida para qualquer tipo de estabelecimento. A entrega de alimentos e bebidas na modalidade delivery (em casa) está permitida neste horário. Por outro lado, a venda por drive-thru ou take away está proibida entre 22 e 6 h. Já a capacidade de público dos estabelecimentos comerciais foi reduzida para 50%. 

As celebrações religiosas também devem acontecer com público reduzido em 50% e sempre até às 22 h. O município deve ser informado sobre os horários de cultos, missas e encontros. Já nos mercados somente uma pessoa por família poderá frequentar os estabelecimentos. Os menores de 12 anos não podem entrar nos mercados. Os mercados de grande porte ficam limitados ao número máximo de 80 pessoas. São considerados mercados de grande porte aqueles em que a capacidade de 50% ultrapassar 120 pessoas.


Os responsáveis por eventos e atividades em casas noturnas devem realizar a aferição da temperatura e controle de entrada nos banheiros. O uso de máscaras continua obrigatório. Também é necessário disponibilizar álcool gel 70% na entrada dos estabelecimentos, nos caixas e demais setores. O distanciamento de dois metros entre as pessoas também deve ser cumprido. Neste caso, cada empresa deverá manter um colaborador para auxiliar os usuários na fiscalização e organização das filas internas e externas. O distanciamento deve ser mantido na fila de açougues, panificadoras, caixas, entre outros locais, que devem dispor de produtos de limpezas e desinfecção.

O descumprimento das medidas contidas no decreto resultará na aplicação de multas que podem variar de 30 a 300 Unidades Fiscais.

Aumento de casos de Covid-19: Nesta semana, a secretaria de Saúde de Inácio Martins registrou um aumento considerável dos casos de coronavírus. Na segunda, 61 pessoas receberam diagnóstico positivo. Na terça, mais 29 munícipes testaram positivo. Já na quarta, 68 martinenses foram diagnosticados com Covid-19. O município chegou a ter 321 casos ativos no início da semana. Com a recuperação de algumas pessoas, o número reduziu para 239. No total, Inácio Martins já registrou 2.111 casos de coronavírus desde o início da pandemia. Vinte pessoas morreram e 1.853 se recuperaram da doença. 238 munícipes infectados estão em isolamento domiciliar, uma moradora está internada na UTI e oito pessoas permanecem sendo monitoradas. 

Segundo a secretária de Saúde, Sandra Daniel, a maioria das pessoas infectadas apresentam sintomas leves como tosse, coriza e dor de garganta. Somente uma mulher está internada em um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Irati.

Conforme a secretária, o município teve que reforçar as equipes de atendimento para poder fazer a testagem da população. Com isso, algumas mudanças tiveram que ser realizadas. “Teve um aumento bem significativo [de casos de Covid-19]. Tanto é que precisamos tirar o teste rápido da barraca porque ela é muito pequena e levamos para o ginásio por conta do distanciamento e o espaço que lá é maior, inclusive a gente precisou montar mais equipes para poder fazer a testagem nas pessoas. A gente tem muitos profissionais da área de saúde que testaram positivo e estamos trabalhando com a equipe reduzida, mas a gente está dando uma atenção especial para o Covid neste momento e para vacinação para poder conter esse vírus o mais rápido possível”, salienta Sandra.

Neste momento, a secretaria de Saúde de Inácio Martins está vacinando crianças de 11 anos e as demais pessoas acima desta idade que ainda não foram imunizadas. As vacinas são aplicadas em todas as Unidades Básicas de Saúde de Inácio Martins. São elas: ESF Góes Artigas, Unidade de Atenção Primária da Saúde da Família (UAPSF), unidade Delcio Peplinski e unidades básicas de saúde do Rio Claro, Santa Rita, Papagaios, São Domingos, José Dias, Coloninha, Cachoeira e São Miguel. Cada unidade tem seu cronograma de vacinação. “Iniciamos os indígenas e as crianças de 11 anos com comorbidades. Quando finalizarmos os 11 anos vamos para os dez anos e assim sucessivamente [até chegar aos cinco anos]”, explica a secretária de Saúde.