Publicidade Topo

notícias

Escola é alvo de vandalismo em Irati

Escola Municipal Mafalda Sotti Lopes, na Vila Raquel, teve fios do padrão de energia cortados e algumas telhas removidas do telhado. Suspeito foi encontrado nas proximidades

Fios do padrão de energia da escola municipal Mafalda Sotti Lopes, na Vila Raquel, em Irati, foram cortados na madrugada de ontem, 05. Foto: Marília Bastos Maciel

A Escola Municipal Mafalda Sotti Lopes, na Vila Raquel, foi alvo de vandalismo na madrugada de ontem, 05. A Guarda Municipal (GM) de Irati esteve no local por volta das 03h50min. Lá, um vizinho disse aos agentes que ouviu um barulho de vidro sendo quebrado, vindo da escola. Quando a GM chegou, a Polícia Militar (PM) e uma equipe da empresa de monitoramento Águia já estavam no local.

Foi constatado que os fios do padrão de energia elétrica estavam cortados. Havia também cerca de 2kg de fios rígidos de 2,5mm enrolados no chão, atrás de um bebedouro. Além disso, algumas telhas foram removidas do telhado.

Um suspeito foi encontrado agachado atrás do muro de uma residência vizinha. Ele tentou fugir, mas foi contido pelos policiais e reagiu, tentando resistir à abordagem. Foi necessário uso de força para contê-lo. O suspeito continuou ameaçando as equipes, proferindo xingamentos e dizendo que “daria um jeito” se eles aparecessem novamente no bairro. O homem foi encaminhado para o Pronto Atendimento da Vila São João, onde foi elaborado o laudo de lesões corporais e em seguida foi conduzido à delegacia.

Foto: Marília Bastos Maciel

Em outra ocorrência, os agentes estiveram na tarde de ontem no Parque Aquático do bairro Rio Bonito, onde, segundo denúncia anônima, alguns adolescentes estariam consumindo e vendendo entorpecentes. No local, um suspeito foi abordado e identificado. Nada de ilícito foi encontrado com ele, que foi liberado em seguida.


Mais tarde, por volta das 16h42min, a equipe esteve na Unidade de Saúde François Abib, no Conjunto Joaquim Zarpellon, onde está funcionando a Unidade Sentinela para atendimento de casos de Covid-19. Uma funcionária relatou que um casal estava desacatando todos os trabalhadores do local. O homem e a mulher tinham sintomas gripais, porém eles foram informados que o horário de atendimento da unidade já havia se encerrado e foram orientados a procurar o Pronto Atendimento 24 horas. Eles se exaltaram e começaram a xingar os funcionários. Os autores fizeram vídeos no local e disseram que postariam nas redes sociais. Quando os agentes chegaram, os autores já haviam saído. A equipe fez as orientações sobre os procedimentos a serem adotados.

Às 16h45min, a Guarda Municipal prestou apoio a um oficial de Justiça para dar cumprimento a alguns mandados judiciais. O primeiro deles foi cumprido na Rua do Sossego, na Vila Matilde, onde um homem foi intimado a sair de uma residência pelo fato de haver contra ele uma medida protetiva de afastamento do lar.

Na segunda situação, uma outra pessoa também foi notificada a cumprir medida protetiva de afastamento de sua casa, localizada na Rua Minas Gerais, na Vila São João. Em ambos os casos, os agentes e os oficiais de Justiça aguardaram nos referidos endereços para a efetivação do cumprimento das ordens judiciais.