Publicidade Topo

notícias

CEEBJA está com inscrições abertas para o ano letivo de 2022

Começo das aulas presenciais está marcado para o dia 7 de fevereiro/Karin Franco, com reportagem de Paulo Sava e Rodrigo Zub

Pedagoga do CEEBJA, Delma Braz Serenato e a técnica pedagógica do Núcleo Regional de Educação, Joseliane Sinhori contaram detalhes sobre as aulas do EJA durante participação no programa Meio Dia em Notícias da Super Najuá. Foto: Paulo Sava
Estão abertas as matrículas para os cursos de Ensino Fundamental e Médio do CEEBJA. Os cursos são voltados para pessoas que não completaram os estudos. A previsão é que as aulas presenciais iniciem no dia 7 de fevereiro.

A pedagoga do CEEBJA, Delma Braz Serenato, explica que as turmas são montadas de acordo com a demanda de alunos. “Os semestres abrem de acordo com as inscrições dos alunos. São em média de 25 a 30 alunos por turma, mas com a procura dos alunos assim pode abrir duas turmas do primeiro semestre, duas turmas de 3º semestre, duas turmas de 4º semestre. Por enquanto, os semestres estão todos abertos para a manhã, tarde e noite”, explica.

As matrículas devem continuar abertas até o começo das aulas. “Depois, quando iniciar as aulas nos primeiros dias ainda, quem não teve tempo disponível para procurar, pode estar procurando a escola e fazendo a sua matrícula também”, conta.

A Educação Para Jovens e Adultos (EJA) é voltada para adultos e idosos que não conseguiram concluir seus estudos no Ensino Fundamental e Médio. Para cursar o Ensino Fundamental é preciso ter mais de 15 anos completos. Já para o Ensino Médio, maiores de 18 anos conseguem se matricular pela modalidade do EJA.

Quer receber conteúdo local da Najuá? Confira a descrição do grupo

As aulas serão presenciais e diárias, mas em alguns casos alunos poderão ir às aulas apenas em alguns dias. “Se o aluno já fez todas as disciplinas e só falta Português, ele vai frequentar somente os dias que tem Português na escola. Mas isso é visto na hora que é feita análise da vida escolar dele pela Secretaria. Nós passamos o horário e o cronograma, mas o aluno que ainda não fez nada do Ensino Médio, ele vai todos os dias, que tem aula diariamente para ele”, explica Delma.

Os documentos necessários para a matrícula são o histórico escolar, RG, CPF, certidão de nascimento ou de casamento e uma conta de luz recente (últimos dois meses). “Tem que ser uma conta de luz. Pode ser que ele não tenha no nome dele, tenha no nome de algum familiar, no caso pode levar lá. Na hora ele preenche uma declaração que ele mora junto com a pessoa. Mas tem que ser uma conta de luz mesmo”, afirma Delma.

É preciso ainda levar um celular para confirmar a matrícula. “Na hora que estão fazendo a matrícula, já é enviado um código para esse celular. Nesse celular, você faz a confirmação da matrícula, que a gente diz a confirmação da matrícula online, que ela é necessária também”, disse a pedagoga. Quem for menor de idade, precisa estar acompanhado de pais ou responsáveis no momento da matrícula.

A matrícula é realizada presencialmente na própria escola. O CEEBJA de Irati está localizado na Rua Trajano Grácia, ao lado do supermercado Cavalin Bora. O telefone de contato é (42) 3423-2414 e o atendimento é feito das 8h às 12h e das 13h às 17h, de segunda a sexta-feira.

Neste momento, estão abertas as matrículas para o primeiro semestre. Quem perder a data, pode tentar se matricular no período de junho a julho, quando as matrículas para o segundo semestre estarão abertas.

O CEEBJA de Irati tem uma estrutura completa para os alunos com salas de aulas, sala multimidia, salas com projetor, laboratório de informática, notebooks e computadores para uso dos alunos, biblioteca e sala de recursos para alunos com necessidades especiais. A escola ainda possui espaços coletivos como refeitório, salão de eventos e um pátio, com espaço para as aulas de Educação Física. Ao todo, são 40 professores atuando no CEEBJA.

Os alunos que estudam no CEEBJA também têm direito a um lanche antes do início das aulas, tanto no período da manhã, tarde ou noite. Também há outro horário de lanche durante o intervalo das aulas.

Mudanças: A técnica pedagógica do Núcleo Regional de Educação, Joseliane Sinhori, explica que os cursos de Ensino Fundamental e Médio passaram por mudanças. “Nós tivemos uma reformulação grande no final de 2019, para implantação em 2020, tanto do Ensino Fundamental, quanto do Ensino Médio. O Ensino Fundamental não mudou. Nós não tivemos alteração nenhuma até o prezado momento. Já está fixado essa nova matriz curricular”, conta.

O Ensino Fundamental dura dois anos e é dividido em quatro semestres. “Cada semestre tem certas disciplinas para ele terminar. Ele inicia lá com Língua Portuguesa, Artes, Ciências e Geografia no primeiro semestre. Conclui 50% e depois ele vai terminar os restantes nesse primeiro ano. No segundo ano são outras disciplinas, Matemática e outras disciplinas, que ele conclui em dois anos. Todos os dias com aula presencial. Esse que é o nosso diferencial”, explica Joseliane.

A técnica pedagógica destacou que todos os alunos que estão estudando desde o ano passado já passam a fazer os cursos com as mudanças. Contudo, é possível que se faça uma análise em alguns casos. “Todos os alunos a partir de 2020 estão inclusos nessa nova matriz curricular, tanto do Fundamental, quanto do Médio. Ele vai dar sequência. Depende o semestre que está incluso, ele vai fazer uma ou duas disciplinas, que aí vamos fazer um estudo, junto para escola, para ver qual disciplina que ele precisa, qual o dia que ele vai ter que ir para escola”, conta.

Já o Ensino Médio do EJA também passará por mudanças. Com o novo Ensino Médio, o EJA passará a ter aulas com formações gerais básicas. “Ele está dividido em três semestres de 400 horas. Nós vamos ter cinco aulas diárias com a formação geral básica que comentamos do novo Ensino Médio. Cinco aulas distribuídas entre a formação geral básica em Português, Matemática, História e Geografia, todas as disciplinas, os componentes curriculares, o projeto de vida e o itinerário formativo. De acordo com cada ano nós temos ali. Não vamos ter aula nos sábados da EJA por causa do calendário nosso, vai ser específico. Nós não tivemos mudança, principalmente, em relação à carga horária, com a implantação do novo ensino médio, porque nós já fizemos outras adaptações anteriores em 2020 e 2021. Só acertamos a questão das disciplinas no seu módulo, ou seja, no semestre letivo”, comenta Joseliane.

Os alunos que cursarão o novo Ensino Médio serão aqueles que terminaram o Ensino Fundamental ou que estão retornando à escola, após ter desistido. “Para alunos que já estão dando continuidade, eles vão continuar os estudos na matriz antiga que eles vinham desde 2020. De acordo com a disciplina que ele precisa ou todas elas. Agora os novos que concluíram o Ensino Fundamental, os desistentes, que já desistiram faz tempo, que querem retomar os seus estudos, eles vão serem incluídos nessas novas turmas do novo Ensino Médio”, explica a técnica pedagógica do Núcleo Regional de Educação.

Ela afirma que nesta nova formulação do Ensino Médio, uma das vantagens para o aluno do EJA são ferramentas que ajudarão no mercado de trabalho. “O interessante é que o Projeto de Vida e o Itinerário Formativo no geral, para o aluno da EJA, é muito interessante porque são conteúdos que vão levar o aluno ao mercado de trabalho, realmente o que ele precisa porque o nosso aluno da EJA já tem uma idade diferenciada”, conta.

O Núcleo Regional de Educação de Irati possui dois CEEBJAs, um em Irati e outro em Prudentópolis. “Aqui em Irati funciona manhã, tarde e noite. Todos os semestres, de acordo com as inscrições dos alunos. O CEEBJA de Prudentópolis, a parte da Secretaria funciona à tarde e para os alunos é à noite”, conta Joseliane.

Outras escolas da região também oferecem a modalidade de EJA, todas à noite. Os interessados podem procurar as escolas para realizar as matrículas. São elas: Escola Ondina Pereira Ogg, em Inácio Martins; Colégio João Negrão Junior, em Teixeira Soares; Colégio Professor Júlio César, em Rebouças; Colégio Chafic Cury, em Rio Azul e o Colégio Dario Veloso, em Mallet.