Publicidade Topo

notícias

Avó procura neto que está desaparecido

Segundo a Polícia Militar (PM), adolescente, de 17 anos, não dá notícias à família desde novembro de 2021

Foto: Paulo Sava/Arquivo Najuá

Um adolescente de 17 anos está desaparecido desde o mês de novembro. A avó do garoto compareceu ontem, 06, ao destacamento da Polícia Militar (PM) de Ivaí para relatar o fato. Ela contou aos policiais que, em novembro, o neto havia enviado mensagem para o seu tio dizendo que estava bem. A última vez que ele foi visto pessoalmente pela família foi no mês de setembro.

O adolescente tem estatura baixa, é magro, tem uma tatuagem no pescoço do personagem “palhaço”, do filme “It, a coisa” e estava trajando calça marrom e blusa jeans.

Qualquer informação sobre o paradeiro do menor pode ser repassada à Polícia Militar pelo telefone 190. A solicitante foi orientada a procurar a Delegacia de Polícia Civil de Imbituva.

Ainda em Ivaí, por volta das 23h30min, uma ligação anônima dava conta de que, na localidade de Enxovia Velha, alguns homens estavam caçando em uma mata. O solicitante informou que a presença de caçadores no local é frequente.

Policiais se deslocaram até a comunidade e adentraram em uma estrada rural que dá acesso a uma plantação de soja e tem uma mata próxima. Dois homens foram vistos a cerca de 50 metros do local onde estava a PM. Um deles vestia uma roupa camuflada e estava armado com uma espingarda e o outro trajava uma jaqueta de couro preta.

Os envolvidos receberam voz de abordagem. Neste momento, o homem que estava armado atirou na direção dos policiais, que revidaram o tiro. Em seguida, os suspeitos fugiram pela mata. Os policiais fizeram patrulhamentos nas proximidades com giroflex desligado por aproximadamente 30 minutos nas estradas em volta da mata, porém não conseguiram encontrar os envolvidos. No local, foram vistos dois cachorros da raça “americano”, que possivelmente teriam sido utilizados para auxiliar na caça.


Irati - Em Irati, no fim da manhã de ontem, uma mulher foi encaminhada para o Pronto Atendimento da Vila São João pela Guarda Municipal. Ela necessitava solicitar uma medida protetiva contra seu marido, que vem a agredindo constantemente. Ela relatou que ele não aceita a separação do casal e continua a seguindo, por isso a vítima teme por sua integridade física. Depois de ser levada para o Pronto Atendimento, ela foi conduzida até a Delegacia para os procedimentos cabíveis.

Já no início da tarde, um automóvel colidiu no muro de uma residência no Alto da Lagoa. O solicitante não soube informar quem era a vítima do dano e nem o condutor do veículo, que saiu do local. Quando os agentes da Guarda Municipal chegaram ao local, encontraram o muro caído, porém o carro já havia sido retirado. Foram feitas rondas nas imediações, mas o autor não foi localizado.