Publicidade Topo

notícias

PC de Imbituva prende investigados por homicídio no interior de Ivaí

Um adolescente foi apreendido e dois homens presos suspeitos de envolvimento em um homicídio. Vítima foi atingida com um tiro na cabeça

Homens detidos foram levados para a 13ª SDP de Ponta Grossa. Foto: Divulgação

A Polícia Civil de Imbituva prendeu dois homens suspeitos de envolvimento no homicídio de José Augusto Dranka, de 39 anos, no dia 24 de outubro, na localidade de Bom Jardim, no interior de Ivaí. Um adolescente que teria participação na ação também foi apreendido. Os três homens foram localizados na quinta-feira, 9.

De acordo com as investigações, José Augusto era vizinho dos autores do crime. Segundo a Polícia Civil, a relação entre os vizinhos estava conturbada há mais de um ano. O adolescente teria se envolvido em uma briga com José Augusto, na manhã do dia 24 de outubro. Depois disso, José Augusto acionou a Polícia Militar, que esteve no local e controlou a situação.


Neste dia, a vítima saiu para pescar com seus familiares. Quando retornava para a casa, José Augusto sofreu uma emboscada e foi morto pelos três homens, conforme a Polícia Civil. A prisão dos suspeitos foi preventiva e não tem prazo para ser finalizada. Já o menor de idade permanecerá apreendido. Ele deve ser encaminhado a um Centro de Socieducação (CENSE).

José Augusto Dranka era natural de Rio Azul, onde foi sepultado. Ele foi atingido com um tiro na cabeça na localidade de Bom Jardim, no interior de Ivaí. O homicídio ocorreu depois de uma briga entre vizinhos. Segundo a Polícia Militar, outras pessoas sofreram ferimentos superficiais em razão da briga e por detritos do projétil deflagrado.

De acordo com o boletim divulgado pela 8ª Cia no dia seguinte ao crime, os autores do homicídio portavam um revólver e uma espingarda. Após o fato, eles fugiram em uma moto Honda Twister, de cor amarela. A criminalística e o Instituto Médico-Legal (IML) de Ponta Grossa estiveram no local realizando a perícia e recolhendo o corpo da vítima. Um revólver calibre 22, usado pelos autores do homicídio, foi apreendido em Ipiranga. Ele estava com uma pessoa que conseguiu desarmar um dos homens durante a briga.

O homem disse que estava em uma confraternização em Ivaí, quando dois jovens chegaram no local e realizaram disparos de arma de fogo. Uma pessoa foi atingida de raspão nas costas. Neste momento, o homem contou com auxílio do seu sogro para tomar a arma de um dos atiradores. Ele conseguiu sair do local com sua família e pediu ajuda em Ipiranga. No entanto, um outro homem que estava com a espingarda atingiu José Augusto, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O revólver apreendido possuía cinco munições deflagradas e uma intacta.