Publicidade Topo

notícias

Procura por exames de mamografia e preventivo cresce 500% durante a campanha Outubro Rosa

Como forma de incentivo, prefeitura sorteou uma moto 0km entre as mulheres que procuraram as unidades de saúde. Veículo foi adquirido com recursos obtidos através de empresas patrocinadoras. Empresários solicitaram que nomes de empresas não fossem divulgados/Paulo Henrique Sava

Unidade de Saúde da Vila São João foi uma das que estendeu seu horário de atendimento até as 20h durante a campanha Outubro Rosa. Foto: Paulo Sava

A procura pelos exames preventivos de câncer de colo de útero e mamografias cresceu em 2021 em relação ao ano passado. Neste ano, foram realizados 1394 exames preventivos, ao passo que, em 2020, foram feitos aproximadamente 240 exames, um crescimento de 500%. Segundo o prefeito Jorge Derbli (PSDB), estes números indicam que as mulheres estão se preocupando ainda mais com a saúde.

“Eu espero que continuem fazendo este exame, porque não é só no mês de outubro, as mulheres precisam se cuidar o ano todo. Quero agradecer à secretária de Saúde, Jussara [Aparecida Kublinski Hassen], e, em nome dela, a todas as profissionais do setor que coletaram, fizeram os exames e ajudaram, estando permanentemente cuidando da saúde das mulheres. Vocês sempre colaboram e ajudam as mulheres iratienses”, frisou.

Neste ano, para incentivar as mulheres a procurarem as unidades de saúde, a Secretaria de Saúde de Irati sorteou uma motocicleta 0km durante a campanha “Outubro Rosa”. O sorteio foi realizado na Unidade de Saúde da Mulher, próxima ao Estádio Municipal Abrahm Nagib Nejm no dia 05 de novembro. A ganhadora foi Eliane Beckmann, moradora da Vila São João. Ela recebeu a moto na manhã desta quinta-feira, 18, pois ela estava em isolamento por conta da Covid-19.

A motocicleta, no valor de R$ 9 mil, foi adquirida com recursos obtidos através de patrocínios, sem ônus para o município. Segundo as secretarias de Comunicação e de Fazenda do município, os empresários solicitaram que as empresas não tivessem seus nomes divulgados para não caracterizar autopromoção por parte delas. Caso seja feita qualquer solicitação por parte do Ministério Público, a Prefeitura irá ceder a lista dos patrocinadores. O Observatório Social de Irati também solicitou acesso às informações sobre o sorteio, e irá se pronunciar assim que conseguir obtê-las.

Procurada por nossa reportagem, a procuradora Carla Queiroz justificou que, por se tratar de uma doação feita pelos empresários, não foi necessária a elaboração de um projeto de lei, que precisaria ser aprovado pela Câmara para autorizar a doação e não houve a necessidade da realização de uma licitação para a compra da moto, o município atuou como intermediador, afirma a procuradora. “A compra foi realizada por fornecedores e [a moto] foi repassada diretamente da loja para a ganhadora do sorteio. O município atuou com esta intermediação e com a campanha de prevenção, com o bônus que seria a moto comprada pelos fornecedores. Por isto, legalmente, foi possível realizar esta transferência direta, sem um projeto de lei e sem uma licitação para a aquisição da motocicleta”, frisou. 

No início de outubro, a secretária de saúde Jussara Aparecida Kublinski Hassen havia dito, em entrevista à Najuá, que a moto seria custeada por empresas fornecedoras de insumos para a secretaria de saúde.


Sobre a campanha, a secretária disse acreditar que o bom resultado se deve ao sorteio da moto. “Neste ano, no lançamento do Outubro Rosa, o prefeito e a vice-prefeita Ieda tiveram a iniciativa de nos colocar que iriam sortear uma moto patrocinada, e que iriam arrumar patrocinadores para isto, o que deu um resultado bem bom, porque foi um número bem grande [de pacientes que procuraram as unidades de saúde]. Elas receberão os resultados daqui a alguns dias, mas isto mostra que elas estão preocupadas”, comentou.

As mulheres que ainda não fizeram o exame preventivo podem procurar os postos de saúde durante todo o ano. “O que eu peço é que as mulheres não relaxem e continuem, porque nós ficamos muito felizes. Toda doença descoberta no início pode ser tratada de forma mais rápida. Nós nos preocupamos com a saúde das mulheres, e queremos que elas se preocupem também”, afirmou Jussara.

Diagnósticos - Entre as pessoas que fizeram os exames em outubro, ainda não é possível saber quais foram os diagnósticos. Entretanto, oito pacientes que fizeram o exame em datas anteriores foram diagnosticadas com câncer de mama ou de colo de útero, situação classificada pela secretária como “preocupante”. “Oito mulheres é muito. Pedimos que elas continuem se cuidando, não deixem de fazer o preventivo, procurem as unidades, pois todas as equipes de enfermagem fazem a triagem e o preventivo, das 08h às 16h30min [de segunda a sexta-feira]”, frisou.

Mamografias - Em relação ao câncer de mama, a quantidade de mamografias foi dobrada neste ano. Somente em outubro, foram mais de 270 exames realizados, sendo que algumas foram marcadas para os meses de novembro e dezembro por conta da agenda dos prestadores do serviço. “Não é que nós não quiséssemos marcar para outubro, mas o prestador tem agenda. Em Irati, os exames são feitos para os nove municípios, então temos a questão da agenda da Santa Casa e dos outros prestadores”, comentou Jussara.

A cota é de 134 mamografias por mês, porém algumas acabam sobrando. Estas vagas acabam sendo redirecionadas para outras especialidades. “Se sobrarem vagas da cota que nós compramos, de 134, nós as utilizamos em exames de sangue ou do que precisar, como raio X ou tomografia. As vagas que sobram são em dinheiro e por isto podem ser redirecionadas para outros tipos de exames”, pontuou.

Eliane pede que todas as mulheres cuidem mais da saúde. “Estou pedindo que todas se cuidem, pois vale a pena, não só pelo prêmio, mas temos que nos prevenir e nos cuidar. Continuem cuidando da saúde, que é a maior riqueza que nós temos, pensem em si mesmas e no seu bem estar”, finalizou.

Eliane Beckmann, ganhadora da moto 0KM, recebe as chaves das mãos da vice-prefeita Ieda Waydzik. Foto: SECOM/Prefeitura de Irati