Publicidade Topo

notícias

Fusão entre hospitais Erasto Gaertner e Agnus Dei será oficializada na próxima semana

Nova unidade passará a se chamar Centro de Saúde Erasto Gaertner. Oficialização será feita na próxima quarta-feira, 10, às 17 horas/Paulo Henrique Sava
Fusão entre hospitais  Erasto Gaertner e Agnus Dei será oficializada na próxima quarta-feira, 10. Foto: Reprodução Facebook

Depois de ter sido anunciada em julho, a fusão entre os hospitais Erasto Gaertner e Agnus Dei será oficializada na próxima quarta-feira, 10. A assinatura do contrato será realizada a partir das 17 horas nas dependências do Hospital Agnus Dei, na Rua Albino Grigoletti, 105, bairro Canisianas. O evento, que inicialmente estava marcado para sexta-feira, 05, foi transferido por conta da agenda do Secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, que deverá vir a Irati para esta ocasião. A nova unidade passará a se chamar “Centro de Saúde Erasto Gaertner”. A fusão entre os dois hospitais vinha sendo solicitada desde 2019 pelos prefeitos da região.

Segundo a presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde (CIS/Amcespar), Cleonice Schuck, o órgão detectou a necessidade de atendimento a pacientes de câncer na 4ª Regional e ouviu queixas a respeito dos gastos com tratamento de oncologia custeados pelas secretarias municipais de saúde. “Buscamos dialogar junto ao Erasto Gaertner e aos diretores do Hospital Agnus Dei, procurando fazer com que houvesse uma tratativa de diálogo entre as duas partes que despertasse esta sensibilidade para a estruturação deste atendimento à nossa Regional de Saúde, à nossa população do CIS/Amcespar”, frisou.

O anúncio da fusão foi feito em julho, em matéria publicada pelo jornal Hoje Centro-Sul. Entretanto, a assinatura do contrato somente será feita na próxima semana. Cleonice explicou os motivos para a demora no trâmite da documentação necessária. “Esta notícia, na verdade, foi dada de forma que as tratativas estavam caminhando. Este período foi para os ajustes, por ser uma ação bastante complexa e comercial entre as duas partes e a longo prazo, por isto levou este tempo. Em julho, falava-se das tratativas e que esta comercialização deste espaço estava caminhando, para que houvesse um ajuste de forma correta, objetiva e muito bem planejada, para que os próximos anos sejam de bastante êxito no atendimento aos nossos pacientes”, pontuou.


Todos os prefeitos da região da Amcespar e do Consórcio, além de seus secretários de saúde, manifestaram comprometimento com a causa, participando ativamente das tratativas. “O CIS/Amcespar é composto pelos nove municípios, com os nove prefeitos na gestão e os secretários de saúde. Nada é feito pela atual diretoria sem o consentimento e a participação de todos os prefeitos. Fica o agradecimento pelo empenho, pela sensibilidade e parceria de todos os prefeitos da Amcespar nesta causa”, comentou Cleonice.

Na nova estrutura, poderão ser feitas biópsias, consultas, pequenos e médios procedimentos, além de atendimentos necessários, como a quimioterapia, que poderá ser ampliada. Cleonice solicitou ao Governo do Estado que todos os atendimentos de pacientes da 4ª Regional no Erasto sejam centralizados em Irati.

“Nós contamos muito com a sensibilidade do Governo do Estado neste momento, do governador Ratinho Júnior e do secretário de estado Beto Preto (Saúde) para que possa haver a concentração de todos os atendimentos da 4ª Regional de Saúde no Erasto Gaertner aqui de Irati. Assim, a nossa população terá mais tranquilidade para receber seus atendimentos e não precise mais de viagens cansativas e desgastantes até outros municípios, ficando para estes municípios cirurgias de alto risco e radioterapias”, afirmou Cleonice, que salienta ainda que a doença causa desgaste emocional e afeta a qualidade de vida dos pacientes diagnosticados com câncer e seus familiares.

Para que estes atendimentos sejam concentrados em Irati, é necessário que as tratativas sejam feitas diretamente com o governo do estado, sem depender de autorização da Prefeitura de Curitiba para isto. “Estas tratativas também estão sendo feitas através dos secretários de saúde e de todos os prefeitos do CIS/Amcespar. Estamos em contato direto com o Governo do Estado e esperamos que logo tenhamos esta resolutividade para que toda a nossa população da 4ª Regional de Saúde possa ser atendida nesta nova estrutura”, frisou.