Publicidade Topo

notícias

Três pessoas encapuzadas assaltam morador de Ipiranga

Autores do roubo estavam com facões e roubaram uma quantia em dinheiro do morador

Foto: PM/Divulgação

Um morador de Ipiranga foi assaltado na localidade de Canguera, no interior do município, na noite de sábado, 16. Por volta das 21 h, ele foi abordado por dois homens e uma mulher. Os autores do roubo estavam encapuzados e portavam facões. Eles anunciaram o assalto e roubaram uma quantia em dinheiro do morador.

Em Rebouças, uma casa foi arrombada na rua Barquete Ayub, na tarde de domingo, 17. O proprietário da casa disse que saiu do local por volta das 16 h. Uma hora depois, ele retornou e encontrou a porta danificada. A residência estava revirada. Uma quantia em dinheiro e um aparelho medidor de glicose foram furtados. A Polícia Militar realizou buscas, mas não encontrou os objetos furtados e nem as pessoas que invadiram a casa.


Ainda em Rebouças, uma mulher relatou que foi agredida pelo marido na rua Barão do Rio Branco, na manhã de ontem, 17. A vítima disse que o fato ocorreu após uma discussão entre o casal. A moradora sofreu lesões no olho direito e um corte no braço. O autor das agressões foi abordado e deu outra versão. Ele afirmou que foi agredido pela mulher e que ela teria se machucado sozinha. O casal foi encaminhado para a Delegacia de Irati.

Já na rua Abdala Miguel Sarraff, o condutor de uma moto foi detido por embriaguez ao volante na tarde de domingo, 17. Ele estava transitando em uma moto Honda CG 125 que não tinha placa. Durante a abordagem, os policiais constataram que o homem apresentava sinais de embriaguez. Por isso, ele foi encaminhado para a sede do 2º Pelotão da PM. Lá, o homem realizou o teste do bafômetro, que teve resultado de 0,98 mg/l de álcool no organismo. Depois disso, o condutor da moto foi encaminhado para a Delegacia de Irati. 

Em consulta ao sistema do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran), os policiais verificaram que o homem não tem Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Os números do chassi e do motor da moto estavam inelegíveis. Com isso, não foi possível identificar o modelo da moto.