Publicidade Topo

notícias

Trabalhadores do setor cultural podem se cadastrar para receber Renda Emergencial do Governo do Estado

Prazo para cadastramento vai até o próximo dia 08 de outubro. Mulheres que atuam na cultura e são provedoras de famílias monoparentais (ou seja, que são mães solteiras) recebem duas cotas, isto é, cinco parcelas de R$ 1200 cada/Paulo Henrique Sava, com informações da AEN
Foto: Divulgação

Trabalhadores do setor cultural poderão se cadastrar no programa “Renda Emergencial”, que vai pagar R$ 600 em cinco parcelas para quem atua nesta área em todo o estado. O prazo para cadastramento vai até o próximo dia 08 de outubro. Mulheres que atuam na cultura e são provedoras de famílias monoparentais (ou seja, que são mães solteiras) recebem duas cotas, isto é, cinco parcelas de R$ 1200 cada.

A gestão do programa está a cargo da Superintendência-Geral de Cultura do Estado. A superintendente Luciana Casagrande Pereira ressalta que o cadastramento está sendo feito de forma muito simples, exigindo poucos documentos. Os interessados devem preencher o Formulário de Solicitação do Auxílio da Renda Emergencial pelo site www.sic.cultura.pr.gov.br/auxilio. Pessoas físicas que sejam maiores de 18 anos e que atuaram de forma social ou profissional na cadeia produtiva da cultura e das artes nos meses anteriores a 29 de junho de 2020 (data da publicação da Lei Aldir Blanc) poderão se cadastrar. Aqueles que já receberam a Renda Emergencial em 2020 não poderão se candidatar.

“O cadastramento para a renda emergencial é o mais simples possível, exigindo poucos documentos. Então, chamo a atenção de todos os fazedores e fazedoras de cultura do nosso estado a entrarem em nossos canais de comunicação para que possam, efetivamente, receber este benefício”, enfatizou Luciana.


No ato da inscrição, o candidato deverá enviar um documento com foto e comprovante de residência ou declaração de corresidência e preencher uma autodeclaração com seus dados. O pagamento será feito nos meses de novembro e dezembro, na conta corrente ou digital cadastrada em nome do candidato. Os pagamentos não serão feitos em conta conjunta ou poupança e nem serão realizados via PIX. O valor destinado para a Renda Emergencial neste ano é de R$ 3 milhões, oriundos da Lei Aldir Blanc, de acordo com a deliberação do Conselho Estadual de Cultura (CONSEC).

Os candidatos poderão acompanhar o cronograma do programa pelas redes sociais Cultura Paraná e através dos sites comunicacao.pr.org.br ou leialdirblanc.pr.gov.br. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail atendimentolab@secc.pr.gov.br.

O presidente do Conselho Municipal de Cultura de Irati, Leonardo Schenato Barroso, ressaltou a importância da destinação destes recursos para os artistas paranaenses. “Se você é artista e ficou sem atividade ao longo deste período de pandemia e não recebeu o auxílio emergencial, você pode se classificar para a renda emergencial da cultura”, comentou.