Publicidade Topo

notícias

Segurança consegue conter homem que furtou sorvetes de farmácia

Gerente do estabelecimento preferiu não representar contra o autor do furto em função do valor pequeno dos produtos

Foto: Elio Kohut/Arquivo

Um homem furtou cinco sorvetes de uma farmácia na Avenida São João, no centro de Prudentópolis, na tarde de domingo, 24. O segurança do estabelecimento conseguiu conter o autor do furto quando ele estava na via pública.

O homem confessou o furto ao ser abordado pela Polícia Militar. Porém, o gerente da farmácia optou em não representar contra o autor em função do valor pequeno dos produtos. Além disso, o homem devolveu os sorvetes ainda intactos ao responsável pelo estabelecimento.

Em outra ocorrência em Prudentópolis, um adolescente, de 16 anos, foi apreendido após uma tentativa de roubo em um estabelecimento comercial na Vila Iguaçu, no sábado, 23. Segundo relato do proprietário, três homens invadiram o local, sendo que dois estavam armados. Os suspeitos renderam o dono do estabelecimento e realizaram alguns disparos de arma de fogo quando avistaram a presença de seguranças no local. Os bandidos fugiram sem levar nenhum objeto.


Testemunhas informaram as características dos autores da tentativa de roubo. As equipes realizaram buscas e encontraram um adolescente. O menor não portava objetos ilícitos. Ele relatou o nome dos demais envolvidos e foi encaminhado para a Delegacia. A PM prosseguiu as buscas, mas não encontrou os outros homens que tiveram participação no crime.

Na rua dos Imigrantes, no Jardim Ucrânia, em Prudentópolis, uma mulher foi agredida pelo ex-marido na manhã de domingo, 24. Os policiais foram até a residência da vítima, mas o autor das agressões já havia deixado o local. A moradora indicou possíveis lugares que o ex-marido costuma frequentar como bares, praças e via pública. Entretanto, ele não foi localizado.

A vítima informou que possui uma medida protetiva de urgência contra o agressor. Mesmo assim, ela recolheu o ex-marido em sua casa na sexta-feira, 22. Dois dias depois, eles tiveram um desentendimento. Na ocasião, o homem agrediu a ex-mulher, que dispensou atendimento médico. Ela foi orientada para procurar a Polícia Civil para exercer seus direitos contra o ex-marido.