Publicidade Topo

notícias

Homens agridem morador de Rebouças e roubam seu celular

Homem foi agredido com socos, tapas e chutes quando retornava para sua casa. Vítima reconheceu os autores do roubo, que não foram localizados

2º Pelotão da PM de Rebouças. Foto: Rádio Najuá

Dois homens agrediram um morador de Rebouças e roubaram seu celular no fim da noite de ontem, 7, na rua Júlio Afonso Vieira Lopes. A vítima disse que retornava para sua casa quando foi abordada por dois jovens, que lhe agrediram com socos, tapas e chutes. Depois disso, eles roubaram o celular da vítima.

O homem afirmou que reconheceu os autores do roubo, que moram próximos de sua residência e são conhecidos pela prática de outros crimes. A Polícia Militar realizou patrulhamentos, mas não encontrou os suspeitos.

Ainda em Rebouças, um morador da localidade de Barreiro relatou que dois homens estavam cortando erva-mate de sua propriedade. Ele ainda informou que os dois homens são conhecidos das equipes policiais. Ao perceberem a aproximação do proprietário da chácara, os autores do furto saíram correndo e entraram em um veículo Voyage que estava estacionado na estrada rural. Os homens abandonaram a erva-mate furtada, que havia sido colocada em sacos. A PM realizou buscas, mas os suspeitos não foram localizados.


Em Imbituva, um jovem, de 22 anos, ameaçou atear fogo na casa de sua mãe, de 52 anos, no bairro São Luiz. A mulher disse que o filho chegou em casa exaltado e provavelmente havia consumido drogas. Na ocasião, o rapaz foi até a residência da mãe e começou a gritar que ia atear fogo no imóvel. Pouco depois, a moradora sentiu um cheiro de fumaça. Ela constatou que o filho jogou gasolina no chão e colocou fogo em um colchão.

O jovem fugiu em direção aos fundos do terreno quando os policiais chegaram no local. A PM retirou a cama e o colchão que estavam pegando fogo. Os policiais realizaram buscas, mas não encontraram o rapaz.

Em Ivaí, uma mulher, de 60 anos, que reside na localidade de Chapada, caiu em um golpe pelo WhatsApp e depositou uma quantia em dinheiro para um estelionatário. A vítima disse que na quarta-feira, 6, recebeu uma mensagem de uma pessoa se passando por um dos seus filhos. O estelionatário pediu uma ajuda em dinheiro. A mulher realizou duas transferências pelo Pix para o golpista.