Publicidade Topo

notícias

Estado confirma destinação de recursos para construção da Cidade do Idoso em Irati

Investimento do governo estadual será de mais de R$ 8,5 milhões. Cidade do Idoso será construída no CT Willy Laars com prazo de conclusão de 12 meses/ Agência Estadual de Notícias

A Cidade do Idoso vai funcionar na área atualmente ocupada pelo Centro de Tradições Willy Lars, um espaço com aproximadamente 2,5 alqueires. Foto: Prefeitura de Irati

O município de Irati vai ganhar um complexo exclusivo para atendimento da terceira idade. A Cidade do Idoso reunirá em um mesmo ambiente, durante o dia, atividades físicas, atenção à saúde específica para esta faixa etária, cozinha comunitária, letramento, aulas de informática, dança, música, além de integração social e cultural.

Na terça-feira, 5, aconteceu a assinatura do convênio, último passo antes do processo de licitação da obra. O governador Ratinho Junior e o prefeito Jorge Derbli participaram do ato no Palácio Iguaçu, em Curitiba. A estimativa é que a obra possa começar ainda neste ano, com prazo de duração de 12 meses. O investimento por parte do Governo do Estado será de R$ 8.560.378,79.

Em entrevista à Agência Estadual de Notícias, Ratinho Junior ressaltou que o projeto permitirá recreação, lazer e interação entre os idosos. “Estamos falando de um projeto social fantástico, que vai além dos cuidados da saúde. Permitirá aos idosos interação, recreação e lazer, com aulas de hidroginástica, música, esporte e tantas outras possibilidades. Oferecerá um serviço completo para nossos idosos”, afirmou o governador.

Irati será a primeira cidade a receber o projeto. A intenção é espalhar a ação pelas diferentes regiões do Estado. A cidade de Leópolis, no Norte do Estado, também tem uma proposta semelhante em andamento.

A Cidade do Idoso vai funcionar na área atualmente ocupada pelo CT Willy Lars. O complexo será integrado ao Centro de Eventos, que está sendo construído no local, com capacidade para 3 mil pessoas. Essa obra recebeu investimentos de R$ 4 milhões do Governo do Estado. Derbli explica que a estrutura do Complexo do Idoso, com capacidade para receber até 500 pessoas diariamente, ficará disponível para as cidades vizinhas que integram a Associação dos Municípios do Centro-Sul do Paraná (Amcespar). “O idoso pode passar o dia no local, entre as mais diversas atividades. O Centro de Eventos funcionará como um ponto de apoio, para a organização de bailes, festas e outros tipos de recreação”, disse Derbli.

Já o secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, João Carlos Ortega, destaca que a estrutura será moderna para proporcionar interação social e melhor qualidade de vida aos idosos. “Entre reforma e construção, será quase 4 mil metros quadrados de obra. Uma estrutura moderna, com tudo o que o idoso precisa para ter interação social e uma melhor qualidade de vida”, destacou o secretário

Os usuários do complexo poderão contar com serviços de medicina, enfermagem, nutrição, serviço social, fisioterapia, terapia ocupacional e voluntariado. Além de propor atividades ao ar livre, recreativas, passeios, alfabetização, piscina para hidroginástica e calendário de comemorações festivas, o complexo vai dispor de biblioteca, sala de música, salão de jogos, campo de bocha, academia, jardim e capela para celebrações ecumênicas.

Condomínio do Idoso em Irati: Além da Cidade do Idoso, Irati vai receber uma unidade do Condomínio do Idoso. A obra, iniciada em janeiro pela Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), prevê a construção de 40 casas, com investimento de R$ 3.715.985,96.

Os complexos contam com horta comunitária com estrutura de concreto e floreiras, academia ao ar livre, quiosque, bancos de repouso e um centro de convivência com biblioteca, cozinha com churrasqueira, dois banheiros, sala administrativa, salão de jogos e espaço de atendimento médico. O condomínio é fechado com muros e conta com portão e guarita. A administração fica sob a responsabilidade das prefeituras.


A iniciativa do Governo do Paraná é organizada a partir de um aluguel social de 15% do salário mínimo. De acordo com a estimativa de 2020 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 14% dos 61.088 moradores de Irati são da terceira idade, cerca de 8.500 pessoas.