Publicidade Topo

notícias

Reunião discutirá cronograma de trabalho do programa Porteira Adentro

Reunião acontecerá na sede da secretaria de Agricultura, na Avenida Vicente Machado, na quinta-feira, 14, às 9 h/Paulo Henrique Sava

Foto: SECOM/Prefeitura de Irati

O Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS) de Irati fará uma reunião na próxima quinta-feira, 14, às 9 h, no salão da Secretaria Municipal de Agricultura, localizado na antiga sede da Agência do Trabalhador, na Avenida Vicente Machado, 455.

Entre os assuntos a serem discutidos, está a divisão dos trabalhos a serem realizados pelo programa Porteira Adentro, que deve ser reiniciado pela Prefeitura em breve, conforme explica o presidente do Conselho, João Bonki. “Foi feita uma distribuição e aglomeradas oito regiões e comunidades arredores. Neste dia, vamos ver por qual região recomeçará o trabalho do Porteira Adentro. Está havendo muita desinformação e queremos que isto seja levado mais a sério”, frisou.

No total, existem mais de 500 pedidos de trabalhos do programa a serem atendidos. Outros 170 já foram feitos. O programa Porteira Adentro foi criado com objetivo de atender os pedidos de melhorias nas estradas rurais, que dão acesso as propriedades dos agricultores iratienses. 

Outro assunto a ser deliberado na reunião é relativo a um projeto de vinicultura em Irati, no valor de R$ 300 mil, para atender produtores de vinho no município. Segundo o secretário de Agricultura, Raimundo Gnatkowski (Mundio), o município de Irati está inscrito no Programa de Revitalização da Viticultura Paranaense (REVITIS), que tem como objetivo estimular a produção de uvas e seus derivados no estado. “Irati está cadastrado neste programa, e precisamos da aprovação dos conselheiros”, comenta o secretário.

Outra questão a ser debatida envolve a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP). Muitos agricultores tiveram o documento cancelado e precisam da ajuda dos conselheiros para darem continuidade às suas atividades. “Nós temos 86 comunidades na área rural de Irati, e quando um agricultor tem problema na DAP, que foi cancelada, o agricultor deve procurar o conselheiro da sua comunidade porque é ele quem trará a defesa do produtor para o conselho, dizendo que conhece o agricultor e como está fazendo sua declaração. Os demais com certeza analisarão e acatarão tudo isto. Por isto, é importante a participação de todos os conselheiros nesta reunião”, finalizou Raimundo.