Publicidade Topo

notícias

Caminhoneiro é assaltado e mantido em cativeiro

Bandidos roubaram carga de soja e libertaram caminhoneiro nas margens da BR-373 entre Guamiranga e Imbituva

Foto: Imagem ilustrativa

Um caminhoneiro foi assaltado e mantido em cativeiro na localidade de Alto do Tigre, no limite dos municípios de Guamiranga e Imbituva, na noite de segunda-feira, 20.

Na ocasião, o caminhão teve a marcha interrompida após um homem subir na parte superior da cabine e desconectar o ar dos freios. Em seguida, um dos bandidos subiu na janela do caminhão portando uma arma de fogo e ordenou ao motorista para estacionar.

A vítima foi colocada na cama do caminhão, com cobertas impedindo que ele observasse o que estava acontecendo. Já no fim da noite de segunda, o caminhoneiro foi levado para um cativeiro improvisado nas margens da BR-373. Ele foi libertado por um dos bandidos na manhã de ontem, por volta das 6 h. O homem pediu ajuda para pessoas que residem nas proximidades.


O caminhão foi abandonado nas margens da BR-373 em função de um problema mecânico causado pelos autores do assalto. Os bandidos levaram somente a carreta carregada. Conforme a vítima, três homens armados tiveram participação no assalto. Mais duas pessoas estavam dando cobertura em um veículo. 

A Polícia Militar foi acionada e realizou patrulhamentos. Porém, os autores do roubo e a carreta não foram encontrados. O caminhoneiro relatou que havia saído de Toledo, na região Oeste do Paraná, com destino a cidade de São Francisco do Sul, em Santa Catarina, com uma carga de soja de aproximadamente 32 toneladas.

Em Ivaí, uma mulher, de 38 anos, foi ameaçada por familiares e amigos do seu ex-marido. A ocorrência foi registrada na tarde de ontem na localidade de Cachoeirinha. Os autores da ameaça foram localizados pela PM e conduzidos para o Destacamento da cidade. Lá, eles assinaram Termo Circunstanciado de infração penal e foram liberados.

Em outra ocorrência em Ivaí, policiais abordaram um adolescente, de 17 anos, que estava conduzindo uma moto na localidade de Palmital, na noite de ontem. Segundo a PM, o condutor entrou em uma estrada rural ao perceber a presença da viatura. Ele estava com uma velocidade incompatível com a via. Os policiais realizaram acompanhamento seguindo os rastros da moto e a poeira da estrada. O condutor entrou na mata e jogou a moto numa valeta. Já a chave estava alguns metros ao lado. 

A PM constatou que a moto Honda CG 125 Fan possuía diversas irregularidades, como falta de equipamentos obrigatórios (setas de direção e retrovisores), além da placa quebrada e parcialmente ilegível.

Durante o registro do Boletim de Ocorrência, uma mulher, de 33 anos, compareceu no Destacamento da PM. Ela estava acompanhada do filho, de 17 anos, que conduzia a moto. O rapaz relatou que havia fugido da abordagem por ser menor de idade. A mulher disse que autoriza o filho a conduzir a moto mesmo sabendo que ele é menor de idade e que não possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou Permissão Para Dirigir (PPD). Por isso, ela assinou o Termo Circunstanciado de infração penal. Em seguida, mãe e filho foram liberados. Já a moto foi recolhida pelos policiais.