Publicidade Topo

notícias

Agência do Trabalhador de Irati realiza Dia D para inclusão das pessoas com deficiência

Agência permanecerá aberta para todo o público até as 17 horas. Evento tem como objetivo dar visibilidade às pessoas com deficiência/Paulo Henrique Sava

Profissional do SESI/SENAC apresenta protótipo de robô construído por alunos da instituição. Foto: Paulo Henrique Sava

Nesta terça-feira, 21, a Agência do Trabalhador de Irati está promovendo o Dia D para inclusão das pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Neste ano, o evento tem a educação como tema central. No período da manhã, entidades como o Sesi-Senai, o Centro de Integração Empresa-Escola do Paraná (CIEE-PR), a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), a Secretaria Municipal de Educação e o Núcleo Regional de Educação (NRE) de Irati expuseram seus trabalhos voltados às pessoas com necessidades especiais. A partir das 13h30min, será realizada uma palestra sobre a inclusão das pessoas com deficiência no mercado de trabalho. O conteúdo será ministrado por professores do Departamento de Psicologia da Unicentro, em parceria com o escritório regional da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho (SEJUF) e terá transmissão pelo canal da universidade no YouTube.

Diferentemente de outros anos, em que a Agência restringia seus trabalhos neste dia para as pessoas com deficiência, hoje o público em geral continua sendo atendido. O chefe da Agência, Marcelo de Ávila Francos, ressalta que, além de mostrar o que os setores e entidades envolvidos no trabalho estão fazendo em prol das pessoas com deficiência, o evento tem como objetivo quebrar alguns paradigmas da sociedade.

“Neste dia, a Agência estará aberta para todo o público, e não somente para a pessoa com deficiência e quer se inserir no mercado de trabalho e nem só para o empresário que disponibiliza vagas para pessoas com deficiência. O evento serve para que o público em geral conheça estes setores, estas entidades, que se preocupam com a temática das pessoas com deficiência, seja as pessoas que estão na vida laboral ou procuram entrar nela, ou ainda para o futuro. Os alunos com deficiência que hoje ainda estão nas escolas num futuro próximo necessitarão do mercado de trabalho”, frisou.


A Agência do Trabalhador oferece atualmente quatro vagas para pessoas com deficiência. Durante o ano, diversas empresas entram em contato com o órgão para oferecer empregos, porém há muito pouca procura por parte dos trabalhadores para estas vagas. Em média, são atendidas entre cinco a oito pessoas nestas condições por mês. “Alguns trabalhadores nos procuram, mas ainda não temos uma demanda expressiva. Sabemos que temos público, pois há muitas pessoas com deficiência que estão disponíveis para o mercado de trabalho e ainda não nos procuraram”, frisou.

Marcelo solicita que as pessoas com deficiência procurem a Agência do Trabalhador durante todo o ano. “Estamos aqui à disposição. Se não tivermos eventualmente no momento a oferta da vaga, teremos pelo menos o banco de dados das pessoas com deficiência. Elas devem nos trazer seus currículos para que nós possamos encaminhá-las para as oportunidades”, comentou.

Para a chefe do escritório regional da SEJUF, Marisa Massa Lucas, este dia é essencial para debater sobre a luta das pessoas com deficiência para conquistar uma vaga no mercado de trabalho. “É um dia para falarmos sobre esta situação. Conforme a legislação, eles (pessoas com deficiência) têm o direito às cotas, mas ainda temos que progredir muito para que as pessoas se capacitem e entrem no mercado de trabalho”, pontuou.

Fotos: Paulo Henrique Sava


Equipe da Secretaria Municipal de Educação de Irati e da APAE

Trabalhos feitos por alunos da APAE de Irati