Publicidade Topo

notícias

Acidente envolve quatro veículos na BR-153, em Rebouças

Acidente deixou apenas um ferido. BR-153 permaneceu interditada por aproximadamente três horas para retirada dos veículos acidentados

Foto: PRF/Divulgação

Quatro veículos se envolveram em um acidente na BR-153, em Rebouças, na noite de sexta-feira, por volta das 20 h.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), uma caminhonete GM Chevrolet, com placas de Rebouças, transitava sentido Irati/Rio Azul, quando invadiu a pista contrária e colidiu contra um caminhão Ford Cargo, de Carambeí, no quilômetro 353 + 900 metros da rodovia. Em seguida, mais dois veículos foram atingidos, sendo um Nissan March, de Joaquim Távora, e uma caminhonete Ford F4000, de Rebouças.

Conforme a PRF, a conclusão das causas do acidente teve como base a análise dos vestígios, como danos nos veículos, destroços (partes de peças e vidros) e, principalmente, as marcas de frenagem e arrastamento produzidos no pavimento.


O condutor do Nissan, de 30 anos, fraturou um dedo e foi encaminhado ao hospital Dona Darcy Vargas, em Rebouças. Os demais envolvidos recusaram o transporte por ambulância e preferiram procurar atendimento por conta própria, pois sofreram apenas escoriações. Com a batida, todos os veículos saíram da pista. A BR-153 ficou parcialmente interditada por cerca de três horas para a remoção dos veículos acidentados.

De acordo com a PRF, o condutor da caminhonete GM Chevrolet que invadiu a pista contrária e causou o acidente deixou o local antes da chegada dos policiais. A caminhonete foi recolhida ao pátio da PRF. Conforme os policiais, o homem responderá civil e criminalmente quando for identificado. A caminhonete foi recolhida ao pátio da PRF.

Os condutores do Ford Cargo e da caminhonete F4000 realizaram o teste do bafômetro com resultado negativo para embriaguez. Equipes da Polícia Militar e do Bombeiro Comunitário de Rebouças também prestaram atendimento no local do acidente.

Foto: PRF/Divulgação

Foto: WhatsApp/Divulgação

Foto: WhatsApp/Divulgação