Publicidade Topo

notícias

Mulher tem o celular roubado em Irati

Vítima teve o roubado quando caminhava na esquina das ruas Ana Betezek e Avenida Getúlio Vargas. Autor do roubo correu em direção de uma mata e não foi localizado

Foto: PM/Divulgação

Uma mulher teve o celular Samsung Galaxy A10 roubado em Irati, na noite de ontem, 25. Ela informou a Polícia Militar que estava transitando na rua Ana Betezek na esquina com a Avenida Getúlio Vargas, quando foi abordada por um homem. Ele tomou o celular da vítima e correu em direção de uma mata. Os policiais realizaram buscas nas proximidades, mas nenhum suspeito foi localizado.

Também em Irati, a Guarda Municipal foi solicitada para prestar apoio aos funcionários do Pronto Atendimento Municipal para conter um paciente que estava alterado. Segundo informações, o homem foi liberado para cumprir isolamento domiciliar, pois havia realizado o teste de Covid-19 e aguardava resultado. Os agentes constataram que o homem é morador de rua. A situação foi informada para a secretaria de Assistência Social. Foi repassado que existe um quarto na Casa de Passagem, que é separado dos demais, permitindo o isolamento neste tipo de caso.

Ontem, 25, as equipes da Guarda Municipal também realizaram abordagem de veículos suspeitos, com placas de outros municípios, no interior de Irati. Nenhuma situação ilícita foi constatada. Os agentes ressaltam que esse tipo de trabalho tem a finalidade de prevenir crimes e proteger a sociedade.


Em Ivaí, a PM abordou um motociclista que estava com as luzes apagadas e sem capacete na esquina das ruas Rui Barbosa e Arthur Franco. Durante abordagem, os policiais constataram que o condutor, de 30 anos, não possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e Permissão Para Dirigir (PPD). A moto Honda CG Titan 125 possuía pendências administrativas e estava com o lacre da placa rompido. A moto foi apreendida pela PM.

Em Imbituva, dez treliças foram furtadas de uma construção no bairro Água Verde. O responsável pela obra disse que ao chegar no local avistou que o portão estava arrombado. O homem disse que o valor dos objetos furtados chega próximo de R$ 1 mil.

Ainda em Imbituva foi registrada uma colisão lateral sem vítimas na Avenida Sete de Setembro. Após o acidente, um dos envolvidos relatou que foi seguido pelo outro condutor, que ainda fechou seu carro na via. Com isso, ele não conseguiu mover seu automóvel na rua Getúlio Vargas. Os policiais estiveram no local e constataram danos na lateral direita de uma caminhonete Ford Ranger e no para-choque e na lateral dianteira de um Gol.

O condutor do Gol afirmou que estava transitando na Avenida Sete de Setembro quando reduziu a velocidade para passar uma lombada. Em seguida, o motorista da Ranger teria forçado a ultrapassagem pela esquerda entre seu veículo e o canteiro central. No momento do acidente, três veículos estavam estacionados na via.

Também em Imbituva, um motorista foi detido por embriaguez ao volante na rua Souza Araújo no início da noite de ontem, 25. Policiais realizavam patrulhamento quando avistaram o condutor segurando uma lata de cerveja na mão. Já haviam denúncias de que o veículo Uno estava com o som alto causando perturbação de sossego. O homem não acatou a ordem de parada e chegou a furar algumas preferenciais em alta velocidade.

Conforme a PM, o motorista passou em frente ao Colégio Emma Horst Volpi no horário de saída das crianças. Ele só foi abordado na rua Germano David Horst (rua sem saída), na Vila Brasília. No momento da abordagem, dois homens e uma mulher desceram do veículo. Um homem fugiu. Já o condutor investiu contra a equipe com socos e chutes. Por isso, foi necessário utilizar gás de pimenta para algemá-lo. Depois disso, ele foi detido. Neste momento, um outro homem tentou impedir a prisão, mas acabou fugindo com a chegada de outra equipe da PM. Esse suspeito entrou numa mata e não foi localizado.

Em consulta ao sistema foi verificado que o homem detido estava usando uma tornozeleira eletrônica e possui um mandado de monitoração eletrônica, que exige que ele permaneça em prisão domiciliar. O homem realizou o teste do bafômetro, que teve resultado de 0,42 mg/l de álcool no organismo. O homem foi levado para a Delegacia de Ponta Grossa. Ele foi autuado pelos crimes cometidos de trânsito, desacato, desobediência, resistência, ameaça, lesão corporal e infringir ordem judicial de prisão domiciliar.

A terceira pessoa que estava no carro era uma mulher, que se apresentou como proprietária do veículo. Durante o atendimento da ocorrência, um policial lesionou o tornozelo e foi encaminhado para o Pronto Atendimento de Imbituva para realizar exames. Outro policial sofreu escoriações no braço.

O Uno foi recolhido ao pátio do 3º Pelotão da PM, pois não tinha condutor habilitado para liberá-lo. O som do carro também foi apreendido em virtude da perturbação de sossego.