Publicidade Topo

notícias

Irati libera realização de eventos em casas noturnas com 50% da capacidade dos estabelecimentos

Novo decreto municipal também determinou fim do toque de recolher. Com isso, não haverá mais restrição de horário para funcionamento dos estabelecimentos

Em vídeo divulgado pela secretaria de Comunicação, prefeito Jorge Derbli e coordenador do COEF, Agostinho Basso, explicaram motivos da administração municipal flexibilizar medidas de combate ao coronavírus. Foto: Divulgação

Um novo decreto municipal que entrou em vigor nesta terça-feira, 31, determinou o fim do toque de recolher em Irati. Além disso, foi liberada a realização de shows e eventos em casas noturnas com 50% da capacidade de público destes estabelecimentos. Segundo a administração municipal, as medidas que são válidas até o dia 30 de setembro foram tomadas levando em consideração a redução do número de casos de coronavírus no município.

Em vídeo divulgado pela secretaria de Comunicação, o prefeito de Irati, Jorge Derbli, comentou que a liberação dos eventos será feita de forma experimental com o objetivo de gerar renda ao setor que foi afetado em virtude da pandemia. “Essas atividades poderão ser feitas nos estabelecimentos credenciados com CNPJ com 50% da capacidade de público, todos os dias em qualquer horário. Nesse novo decreto está acabando o toque de recolher. Está liberado todos os dias, todos os horários só que repito com o devido cuidado. Porque nós sabemos que várias atividades de entretenimento na cidade estão há muito tempo, há um ano e meio sem faturamento. É impossível manter as despesas sem ter a receita. A gente está fazendo inclusive um teste por 30 dias dessas atividades para ver como se comporta a pandemia em Irati”, afirma Derbli.


Conforme o decreto, os responsáveis por casas noturnas e eventos terão que realizar a aferição da temperatura dos clientes e também controlar a entrada das pessoas nos banheiros.

O novo decreto também libera a presença de público em jogos de campeonatos esportivos desde que respeitada a capacidade de 50% das praças esportivas públicas e particulares. Encontros familiares continuam liberados com a presença de até 40 pessoas incluindo adultos e crianças. Já as atividades religiosas podem acontecer sem restrição de horário desde que respeitada a capacidade de 60% dos templos ou igrejas.

Para o coordenador do Centro de Operações Especiais e Fiscalização (COEF), o enfermeiro Agostinho Basso, este é o momento ideal para a retomada da economia, do comércio e dos segmentos que estavam parados devido a tendência de redução de casos de Covid-19. Agostinho citou que outro motivo para flexibilização das medidas de combate ao coronavírus é a vacinação que chegou a faixa etária de 22 anos nesta semana.

“Porque estamos analisando na Epidemiologia com o COEF e a tendência de queda está acontecendo. Os números estão favoráveis tivemos uma queda no último mês de 20% do número de mortes em Irati, também pela vacinação que está avançando consideravelmente, nós estamos hoje vacinando as pessoas com 22 anos, ou seja, nós teremos dentro em breve toda a população de Irati maior de 18 anos vacinada. Isso facilitou esse novo decreto, nós analisando com a prefeitura e o COEF que é o momento oportuno para retomada total da produção, da economia, comércio e desses segmentos que estavam parados há mais de um ano e meio estavam parados”.

Agostinho disse que essa abertura dos estabelecimentos que promovem eventos trata-se de um “projeto piloto”, que será avaliado durante um mês para verificar a situação do contágio da Covid-19. “Nós dependemos de cada um que nos ajude que vá procurar a vacinação, que faça o que compete cada um se protegendo para que nós tenhamos um Natal e fim de ano quase na normalidade”, relatou o coordenador do COEF.

Já o prefeito encerrou o vídeo pedindo a colaboração da população. “Por tanto se cuidem. Evitem aglomeração estamos a um passo de vencer essa pandemia vamos juntos, vamos vencer essa pandemia e voltar a nossa rotina como era antigamente”, disse Derbli.

Medidas sanitárias e multas:
O decreto mantém obrigatório o uso de máscaras e o distanciamento mínimo de dois metros entre as pessoas nas filas internas e externas dos estabelecimentos. Também é necessário disponibilizar álcool em gel 70% na entrada dos estabelecimentos, inclusive nos banheiros. As multas para quem descumprir as normas continuam as mesmas dos decretos anteriores. A multa para pessoa física é de dez Unidades de Referência Municipal (URMs), o que equivale a R$ 812,80. Já a multa para pessoas jurídicas é de 30 URMs, valor equivalente a R$ 2.438,40. Em caso de reincidência, o infrator terá a licença do estabelecimento suspensa por 30 dias e pagará o dobro da multa fixada.

Casos de Covid-19: Até a noite desta terça-feira, 8.849 casos de coronavírus foram registrados em Irati, sendo cinco diagnosticados hoje. 180 pessoas faleceram em virtude da doença. Um óbito foi registrado hoje. A vítima foi um homem, de 50 anos, que possuía comorbidades. Ele foi internado no Pronto Atendimento Municipal no dia 12 de agosto. No mesmo dia, ele foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Irati. O paciente recebeu alta hospitalar no dia 22 de agosto, mas voltou a ser internado na UTI da Santa Casa no dia 28, onde faleceu.

8.539 iratienses que tiveram Covid-19 se recuperaram da doença. 117 moradores permanecem em isolamento domiciliar e 12 internados, sendo sete em UTIs e cinco em enfermarias. 82 pessoas que tiveram sintomas da doença aguardam resultado dos testes.

Pessoas vacinadas: Até o momento, 40.296 pessoas foram vacinadas contra o coronavírus em Irati. A primeira dose foi aplicada em 38.782 iratienses. 15.295 moradores receberam duas doses e 1.514 a dose única. Com isso, o número de pessoas com esquema completo de vacinação chegou a 16.809 iratienses.

A taxa de ocupação de leitos exclusivos para atendimento de pacientes com Covid-19 na Santa Casa de Irati está em 50%. Seis pessoas ocupam leitos de UTI e cinco estão na clínica Covid.