Publicidade Topo

notícias

Exposição de fotos e vídeos do 10º Concurso Irati em Imagens segue aberta até sexta-feira

Materiais produzidos estão expostos na Casa da Cultura e podem ser visitados até o dia 06, das 13h às 17 horas/Paulo Henrique Sava
Exposição "Irati em Imagens" ficará aberta até a próxima sexta-feira, 06. Foto: Paulo Henrique Sava

Continua aberta na Casa da Cultura até a próxima sexta-feira, 06, a exposição de fotos do 10º concurso “Irati em Imagens” e dos vídeos vencedores do 7º concurso de vídeo “João Wasilewski”, promovidos em parceria entre a Academia de Letras, Artes e Ciências do Centro-Sul do Paraná (ALACS) e a Secretaria Municipal de Cultura de Irati. O horário para visitação vai das 13h às 17 horas.

O concurso de fotos, denominado “Padre Tadeu Dziedzic”, foi dividido em quatro modalidades: fotos atuais, especiais (utilizando recursos técnicos diferenciados), históricas (anteriores a 1980) e temáticas. Neste ano, o tema foi o centenário do Clube Polonês (1921-2021). Já os quatro vídeos que estão sendo exibidos homenageiam o centenário do Cine Theatro Central (1920-2020)

Segundo o secretário de Cultura, Alfredo Van Der Neut, um dos critérios para participação no concurso era a utilização de qualquer local do município de Irati para a produção dos materiais, no caso das fotos atuais e históricas. “Este é o objetivo do concurso. Tanto as fotos antigas como as atuais e as com efeitos precisam falar sobre Irati. Esta é uma determinação da ALACS, onde o Herculano Batista Neto, que é o presidente, faz o compartilhamento dos trabalhos deste evento, que já está na 10ª edição”, contou.

Alfredo também destacou a importância da homenagem prestada ao centenário do Cine Theatro Central, fundado em 1920 por João Wasilewski, que dá nome ao concurso de vídeo. No espaço onde estão sendo exibidos os vídeos premiados, foram colocadas duas poltronas que pertenciam ao antigo cinema de Irati. “O Zeca Araújo faz questão de guardar estas relíquias e as pessoas têm a oportunidade de sentar nas antigas cadeiras de madeira que levantam e abaixam, é uma coisa que só os mais velhos conhecem, pois o cinema já fechou faz algum tempo. É um saudosismo que reunimos para darmos mais qualidade ao nosso evento”, comentou.

O historiador José Maria Gracia Araújo destacou que a exposição das fotos e vídeos traz um primeiro movimento para que a Casa da Cultura seja oficialmente reinaugurada em breve. Ele ressaltou que é importante a população conhecer a sua própria história. “Tudo isto é importante para que voltemos nossa visão para a cultura, principalmente neste momento difícil das nossas vidas. Aqui, tudo está à disposição da população para que retornemos com bastante galhardia e mostremos toda a riqueza cultural de Irati”, pontuou.

Não foi exigida a utilização de nenhum equipamento específico por parte dos autores das fotos e vídeos. Na sexta-feira, 06, a exposição será encerrada com a entrega da premiação em dinheiro aos três primeiros classificados em cada categoria, em um evento que será realizado na Casa da Cultura às 20 horas, restrito a poucos convidados por conta da pandemia de Covid-19, mas que será transmitido pela página do Facebook da Prefeitura de Irati.


No concurso de fotos, dividido em quatro categorias, foram os seguintes ganhadores:

Fotos Atuais: 1º Lugar ‘Amanhecer no Outono’ de Marcos Rogério Griczinski, 2º Lugar ‘Lugar de Paz’ de Fernando Kovalski e 3º Lugar ‘Tarde Bucólica’ de Luanda Abraão de Carvalho.

Fotos Especiais: 1º Lugar ‘Tartrail Cachoeira do Pinho’ de Marcio Kazubek, 2º Lugar ‘Estação tomada pela neblina’ de Rafael Zentil Buss e 3º Lugar ‘Noite na cidade’ de Fernanda Veres.

Fotos Históricas: 1º Lugar ‘Estação Arroio Grande Anos 30-40’ de Janaine Vosniak, 2º Lugar ‘Antiga igreja de madeira do Pinho de Baixo’ de Allison Lucas Zarpelon e 3º Lugar ‘Desfile do Cinquentenário de Irati 1957 Colonos Ucranianos’ de Caroline Maria Ianiski.

Fotos Temáticas: 1º Lugar ‘Emoções na presença de um rei’ de Adriano Batista, 2º Lugar ‘Polonês conquista todos os públicos’ de Cristhian Razera e 3º Lugar ‘Nosso clube’ de Rafael Obrzut. Os premiados em cada categoria receberão, respectivamente, R$ 750, R$ 500 e R$ 250.

No concurso de vídeos, o 1º Lugar foi para a produção ‘Cinema de cantos e encantos’ de Patricia de Paula, o 2º Lugar ficou com ‘Irati em desenho Cine Theatro Central’ de Samara Rodrigues Bonfim e 3º Lugar foi para ‘Cine Theatro Central, uma viagem ao passado’ de Gustavo Svereda e Luiz Henrique Svereda da Rosa. Os premiados receberão R$ 1200,00, R$ 800 e R$ 500,00.

Além dos prêmios em dinheiro, será sorteado entre os participantes um combo contendo uma máquina fotográfica Canon, um tripé e uma camiseta alusiva ao Irati em Imagens, patrocinados pelo prefeito Jorge Derbli (PSDB). “É uma recordação que o Jorge deixa pessoalmente, não é pago pela prefeitura, mas sim pago do bolso dele, como incentivo a este evento e a estes fotógrafos que participaram do evento”, afirmou.

Homenagem a Primo Araújo - Além da exposição do Irati em Imagens, a Casa da Cultura conta também com dois espaços destinados à exposição de trabalhos produzidos pelo artista plástico Dario Araújo, o “Primo Araújo”, pai de Zeca Araújo. O historiador contou ter ficado surpreso com a homenagem, designada pelo secretário Alfredo. “Meu pai deixou um acervo de imagens que não tem outra opção de se voltar ao passado, visualmente olhando como era, se não fosse este acervo, que está exposto em duas salas próximas ao salão de exposição do Irati em Imagens, onde tem oito ou dez quadros de Irati antiga, o histórico de como era e como é hoje com fotos atuais, e uma oficinazinha que eu procurei montar para que, principalmente as crianças e os jovens, vissem a história e como ela foi reproduzida nos quadros em alto relevo, que são milhares espalhados pelo Paraná, pelo Brasil e até pelo mundo. Uma Santa Ceia foi levada para o Papa por um bispo que passou por aqui. Temos uma riqueza cultural iratiense espalhada pelo mundo, quem sabe um pontinho em uma casa e outro em outra, mas Irati está lá”, comentou, orgulhoso.

Alfredo também destacou a importância da homenagem a Primo Araújo. “Eu o conheci pessoalmente, comprei inclusive um quadro que infelizmente não está mais comigo. A qualidade deste artista até hoje foi pouco divulgada porque ele era humilde no que fazia, não ficava propagando. Como desenhista e trabalhador na arte do isopor, pois poucas pessoas têm esta qualidade de fazer isto, ele era um autodidata, pois pegava uma faquinha de cozinha e fazia coisas incríveis. Achamos justo homenagear as pessoas que tiveram esta relevância dentro da arte de Irati, deixando este espaço que também pode ser visitado e está aberto junto com a exposição”, finalizou.

Fotos: Paulo Henrique Sava

Quadros de Primo Araújo

Ferramentas de Primo Araújo

Material utilizado por Primo Araújo

Cadeiras do antigo Cine Theatro Central 

Fotos do concurso "Irati em Imagens"