Publicidade Topo

notícias

Casal repassa três notas falsas de R$ 20 para efetuar pagamento de combustível

Ocupantes do veículo deixaram o posto de combustíveis e não foram localizados pela PM

Foto: PM/Divulgação

Um casal repassou três notas falsas de R$ 20 como forma de pagamento pelo abastecimento de combustível em um estabelecimento em Rebouças. O frentista que atendeu os clientes disse que eles estavam em veículo Gol geração 6. O funcionário disse que o motorista pediu para abastecer a quantia de R$ 60.

O homem era magro, loiro e possui uma tatuagem no pescoço. Ele não chegou a descer do carro. Depois que o casal já havia deixado o estabelecimento, o frentista constatou que as notas eram falsas. Elas foram entregues para a PM, que posteriormente repassou as cédulas para a Polícia Civil. Os policiais realizaram buscas, mas não conseguiram encontrar o motorista e a mulher que estava com ele.

Em Imbituva, uma mulher acionou a PM depois que viu um homem nos fundos de sua casa. Ela ficou com medo que fosse um ladrão e entrou em contato com os policiais. A equipe realizou buscas em toda a extensão do terreno da moradora. Porém, nenhum suspeito foi localizado.

Em Guamiranga, a PM prestou apoio a Polícia Federal para o cumprimento de um mandado de prisão contra um homem. Ele foi abordado em sua residência e conduzido para a Delegacia.

Em Ivaí, uma mulher caiu no golpe do falso sequestro na quarta-feira, 11. Ela recebeu uma ligação onde uma pessoa disse que sua filha havia sido sequestrada. Conforme a moradora, sua filha reside na cidade de Ponta Grossa. O estelionatário pediu a quantia de R$ 10 mil. A mulher disse que não tinha esse valor. Com isso, o bandido reduziu o pedido para R$ 2 mil, valor que foi depositado pela vítima.

Ainda em Ivaí, um homem relatou que alguns objetos foram furtados de sua casa. Um secador de cabelo, uma prancha de cabelo profissional e algumas escovas de cabelo foram levados do local. O homem desconfia que seu ex-enteado pegou os objetos, pois ele tem a chave de sua residência e morou com ele por três anos.