Publicidade Topo

notícias

SEAB entrega equipamentos de panificação para Centro de Processamento de Alimentos de Irati

Equipamentos serão utilizados para produzir pães, bolachas e outros alimentos que serão destinados para a merenda escolar/Paulo Henrique Sava
Equipamentos de panificação foram entregues na última sexta-feira, 23, para o CPA. Foto: Lennon Diego Gauron

A Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (SEAB) entregou para o Centro de Processamento de Alimentos (CPA) de Irati, na última sexta-feira, 23, uma série de equipamentos de panificação. Eles serão utilizados para produzir pães, bolachas, macarrão, sucos, geleias e outros alimentos destinados à merenda escolar, através do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE)

No total, foram investidos R$ 83.034,38, sendo R$ 77.204,38 oriundos do Governo do Estado e R$ 5.830,00 de contrapartida do município. Foram adquiridas duas extrusoras (para produção de macarrão), três misturadoras (para produção de geleias, doces e sucos), fornos industriais, mesas inox, uma balança e seladoras de mesa. Recentemente, também foram entregues uma van para transporte de alimentos, além de caixas e pallets para armazenamento dos produtos.

Em entrevista à Najuá, o secretário de Agropecuária, Abastecimento e Segurança Alimentar, Raimundo Gnatcowski, ressaltou que a parceria com o Governo do Estado vem sendo importante para equipar todo o CPA. “Tudo isto se dá principalmente devido ao trabalho do CPA, que tem a própria Dani, de toda a equipe e da Secretaria de Agricultura, onde foi feita a Conferência da Segurança Alimentar de Irati. Montou-se a equipe que faz parte do Conselho de Segurança Alimentar, e daí ganhamos credibilidade, por isto todos estes equipamentos vieram a somar. Depois, fomos cadastrados no Banco de Alimentos do Estado do Paraná e estes equipamentos vieram a estruturar este espaço”, comentou.

A engenheira de alimentos do CPA, Daniele Schlumberger, relatou quais produtos serão feitos no local. “Nesta área da panificação, como recebemos muitos equipamentos, faremos bolachas e macarrão com as extrusoras; com as misturadoras, produziremos geleias, doce de leite e outros derivados do leite, como requeijão e vamos testar um requeijão cremoso. Vamos fazer também vários tipos de pães enriquecidos com as verduras que temos aqui, o que vai agregar mais qualidade nutricional à merenda escolar do nosso município”, frisou.

O CPA conta também com dois veículos próprios para o transporte dos alimentos, sendo um caminhão com furgão refrigerado e uma van, utilizada para entrega dos alimentos às escolas e CMEI’s. “O caminhão refrigerado mantém a temperatura desde a saída até a entrega (dos alimentos) nas escolas. Contamos também com um furgão para transporte de alimentos secos, e abrigamos o programa Leite das Crianças aqui no CPA. Estamos fazendo esta entrega com qualidade e é sempre um alimento seguro que estamos transportando”, enalteceu Daniele.


Cursos - O espaço também oferece diversas capacitações para os agricultores, segundo Mundio. “Já foram ministrados cursos na questão do pêssego, como pêssego em calda e outras coisas trabalhadas com agricultoras aqui dentro. Tivemos curso de queijo, com uma etapa paranaense do queijo produzido em parceria com a Emater. Tivemos também o Colégio Florestal, o IFPR e a Unicentro trabalhando aqui. Além deste enriquecimento na alimentação, há a capacitação de grupos, dos agricultores dentro desta panificadora”, pontuou.

Um dos primeiros cursos a ser oferecido na área de panificação será de produção de pizzas, em parceria com o Provopar, com início na segunda semana de agosto. As inscrições serão abertas em breve. Daniele relata quais serão os outros cursos a serem realizados futuramente. “Teremos cursos sobre processamento mínimo de vegetais, compotas, geleias, polpas, tudo para agregarmos mais valor à produção da agricultura familiar do nosso município”, afirmou.

Destinação dos alimentos - Mundio ressalta que, além do PNAE, os alimentos produzidos na panificadora do CPA serão destinados para outros programas, como o Ecotroca, o Banco de Alimentos (que atende com mais de 20 toneladas de alimentos, entre frutas e verduras, a Santa Casa, a APAE, as famílias atendidas por igrejas católicas e evangélicas e outras em situação de vulnerabilidade atendidas pelo CPA e para o Leite das Crianças. 

Mudança no Ecotroca - Mundio ressaltou que a troca de lixo reciclável por alimentos do Ecotroca continuará acontecendo nos bairros determinados anteriormente: Pedreira, Fragatas, Vila Matilde e Vila Raquel. Porém, o programa sofrerá uma pequena alteração: em breve, os alimentos serão entregues em cestas prontas, conforme explica Mundio.

“Dentro desta cesta, a pessoa terá no mínimo dez produtos. Se tiver cenoura, beterraba, brócolis, couve-flor, um pão, estará dentro desta cesta. A quantidade só crescerá conforme a quantidade de reciclável que a pessoa tiver trazido. Ela não terá mais contato com o produto no bairro: ele estará pronto na sacola por segurança alimentar para que não haja contato com o alimento. Dentro daquela cesta, estarão todos os produtos que nós compramos”, pontuou.

Compra de sobras de produtos não vendidos na Feira do Produtor - Na última semana, o prefeito Jorge Derbli enviou um projeto à Câmara solicitando autorização para que o município possa adquirir produtos que sobram das vendas na Feira do Produtor. Segundo Mundio, se for aprovado, o projeto será importante para enriquecer a alimentação escolar e os demais projetos, além de representar um aumento na renda dos produtores. “Comprando estes produtos da Feira, estaremos agregando valor a eles e ajudando o nosso agricultor. Isto é de extrema importância e, claro, é um anseio dos agricultores que foi acatado pelo nosso prefeito e vai dar certo, com certeza”, finalizou.

Fotos: Paulo Henrique Sava e Lennon Diego Gauron


Nova balança foi entregue ao CPA

Caixas e Pallets também foram adquiridas pelo Governo do Estado

Câmara fria

Caminhão frigorífico para transporte de alimentos perecíveis

Espaço destinado para processamento de alimentos e realização de cursos para os agricultores

Extrusoras para produção de macarrão e bolachas

Fornos industriais

Engenheira de Alimentos do CPA, Daniele Schlumberger, ao lado do secretário de Agricultura, Raimundo Gnatcowski, o Mundio

Tanques que serão utilizados para higienizar os alimentos a serem manipulados 

Van utilizada para transportar alimentos até as escolas e CMEI's