Publicidade Topo

notícias

Recursos do Governo Estadual serão destinados para obras em escolas de Irati

Em entrevista à Najuá, líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado estadual Hussein Bakri, falou sobre recursos destinados para Irati e região/Karin Franco, com reportagem de Rodrigo Zub e Paulo Sava

Líder do governo estadual na ALEP, deputado Hussein Bakri, concedeu entrevista à Najuá na quinta-feira passada. Foto: Divulgação

Escolas de Irati estão recebendo recursos do Governo Estadual para investimento em reformas e obras nas instituições. Duas das escolas contempladas já estão em fase final de obras e outras 17 obras estão programadas. Ao todo, são quase R$ 5 milhões investidos. Os recursos foram obtidos por intermédio do líder do governo na Assembleia, deputado estadual Hussein Bakri, que realizou a indicação para as obras.

Dentre as obras em fase final está o Colégio Estadual Duque de Caxias. A reforma feita na instituição recebeu o investimento de R$ 839 mil a fundo perdido, ou seja, sem contrapartida. O Colégio Estadual Antônio Xavier da Silveira também recebeu um investimento de R$ 94 mil em reformas e está em fase final de execução.

Junto ao Núcleo Regional de Educação, Bakri também intermediou o recebimento de recursos para 17 obras em escolas. O recurso ainda será encaminhado, mas já está programado um valor de R$ 300 mil nas obras que serão de ampliação e reforma. Das escolas de Irati, três instituições já estão com os contratos assinados: Antônio Lopes Júnior, Gonçalves Júnior e João de Mattos Pessoa.


O deputado destacou que é preciso deixar as escolas preparadas para receber os alunos. “Nós precisamos olhar sempre a quantidade de sala de aula que precisam, as reformas que precisam, para que possamos dar essa qualidade no ensino que ele vem através de uma boa infraestrutura nas escolas”, disse.

Outros projetos: Recentemente o deputado participou de reuniões em Irati para verificar a possibilidade de investimentos na região. Uma das reuniões foi com a Associação Comercial e Empresarial de Irati (ACIAI) onde os empresários locais pediram a pavimentação asfáltica do Condomínio Industrial.

Segundo o deputado, é possível colocar a obra no orçamento, mas isso não significa que ela já será feita, pois o Governo Estadual precisa ter recursos para realizar. Bakri conta que há a possibilidade de a obra receber recursos por meio de emendas dos deputados estaduais, mas o valor não deve ser suficiente. “Eu posso arrumar R$ 1 milhão para começar. E eles falaram que o Sandro Alex, como secretário [de Infraestrutura e Logistíca] e deputado, pode arrumar mais R$ 1 milhão. Nós já temos um valor de R$ 2 milhões para começar a obra. Eu acho um valor significativo, a obra vale muito mais dinheiro, mas não adianta criar expectativa, mentir – desculpe o termo – em cima do que você não tem. A minha possibilidade hoje é R$ 1 milhão”, conta.

Apesar de ainda não estar totalmente orçada, a previsão é que a obra de pavimentação possa ultrapassar os R$ 10 milhões. Por isso, o deputado disse que será preciso articulação política local para que o projeto saia do papel. “Mais do que isso, um valor bem mais alto, tem que ser tratado diretamente com o governador. Eu acho que quem sabe a prefeitura pode capitanear isso. Nós estaremos junto. Eu, outros deputados que atuam aí, eu sei que o deputado Artagão [Junior] atua aí, o deputado [Ademar] Traiano atua aí, todos de mãos dadas e quem sabe a gente possa fazer uma reunião junto do prefeito [Jorge] Derbli com o governador e aí cada um sentar junto com governador e ajudar Irati a fazer a obra, que é um valor bem maior do que isso”, conta.

O deputado também comentou sobre o projeto de eficiência energética que deverá beneficiar a Santa Casa de Irati. O projeto, feito por meio da Companhia Paranaense de Energia (Copel), trará economia ao hospital com a instalação de placas solares, troca dos aparelhos de ar condicionado e colocação de lâmpadas de LED.

O recurso totaliza R$ 784 mil em investimento para instalação, que será realizada no próximo mês. “Vai reduzir o consumo do hospital em pelo menos 30%. Vocês vejam, o Dr. Ladislao [Obrzut Neto] me ligou agradecendo, publicou, feliz da vida, porque a redução na conta dele que é muito alta, difícil para o hospital pagar, com as dificuldades que estão vivendo, é uma conta altíssima. Eles terão agora, além de equipamentos novos, eles terão uma redução de 30% na conta”, disse.

Outra reunião realizada recentemente foi feita com o grupo do PSD em Irati, tendo como representantes Emiliano Gomes e os vereadores Cezar Batatinha e Nego Jacumasso. Nessa reunião ficou acertado o repasse de R$ 745 mil em emendas. O recurso será investido na construção de uma capela mortuária no valor de R$ 375 mil, na construção de uma ponte de concreto no valor de R$ 180 mil, na pavimentação asfáltica com concreto no valor de R$ 120 mil e na iluminação em LED no valor de R$ 70 mil. “Os recursos já estão consignados, garantidos para o atendimento a essas comunidades”, garantiu Bakri.

Pavimentação da PR-364: O deputado ainda destacou a estadualização da estrada de terra até a PR-364, para asfaltamento pelo Governo Estadual, no município de Rebouças. O local receberá pavimentação asfáltica a partir do projeto que irá asfaltar o trecho entre Irati e São Mateus do Sul. Com a estadualização, o Governo Estadual conseguirá aplicar os recursos diretamente para a obra.

Em Rebouças, o trecho a ser pavimentado será de 12,6 km que liga o município à PR-364, cortando a localidade do Marmeleiro. A licitação do projeto executivo de pavimentação já foi autorizada, sendo um investimento de R$ 1,3 milhão. A previsão é de dez meses para conclusão da obra.

O deputado destacou que com a estadualização, será possível dar continuidade ao projeto, que usará recursos que integram o projeto da PR-364. “São 12 km que vai beneficiar muito o desenvolvimento de Rebouças. Vamos ter Irati a São Mateus pavimentada, quem quiser entrar em Rebouças, vai estar pavimentada também. Só que nós tínhamos um entrave burocrático que era estadualizar a estrada. Conversamos com o governador, todas as forças políticas, o governador autorizou e aprovamos em tempo recorde na Assembleia essa estadualização. A estrada já é estadual agora. Portanto é possível, num prazo muito curto fazer com que essa obra seja iniciada e concluída”, disse.

De acordo com Bakri, a obra de pavimentação deverá ajudar a desenvolver a região. “Existem pesquisas que mostram que locais onde ganham asfalto e infraestrutura, elas têm um acréscimo de pelo menos o dobro de movimentação financeira nessas localidades, consequentemente com recursos entrando para os cofres municipais, estaduais e federais, dependendo dos impostos”, contou.

Outros recursos para os municípios da região: Entre outros recursos disponibilizados para o município de Rebouças, está o valor de R$ 1,3 milhões para obras de pavimentação asfáltica. Nestas obras, já foram concluídas pavimentações nas ruas Padre Vicente Guadineri, Alexandre Skrovonski e Barquete Ayub.

Também há o recurso de R$ 369 mil para a construção de quadra esportiva coberta na Escola Municipal Divino Espírito Santo, que ainda está em andamento. O recurso foi uma solicitação do ex-vereador Alessandro Mazur.

Ainda na região, o deputado relatou o investimento de R$ 250 mil que será realizado por meio de uma emenda no município de Rio Azul. Os recursos beneficiarão o Hospital São Francisco de Assis que investirá os recursos na compra de um sistema de vídeo para exames de endoscopia e uma central de gás, permitindo o atendimento de cirurgias de média complexidade.

Para o deputado, o benefício deverá se estender para a região. “Isso vai direto na qualidade de vida da população, no fortalecimento do hospital, que é um hospital que apoia muito e acaba fortalecendo o hospital de Rio Azul, descarrega um pouco Irati, descarrega um pouco União da Vitória. Então temos que cuidar dos hospitais locais”, disse o líder do governo na ALEP.

Ainda em Rio Azul, outros projetos que são realizados por intermédio do deputado é a pavimentação e aquisição de caminhões e britador, num investimento de R$ 6 milhões, por meio de financiamento. Também serão investidos neste ano R$ 650 mil na Unidade Básica de Saúde de Rio Azul de Cima, R$ 350 mil em um caminhão de lixo e R$ 1 milhão para o projeto do parque Fundo de Vale.

Já em Inácio Martins, um dos recursos garantidos é o de abastecimento de máquinas agrícolas que serão usadas nas readequações das estradas. Uma emenda parlamentar do deputado garantirá R$ 500 mil em óleo diesel, por meio da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (SEAB), que serão usadas nas máquinas que recuperarão 11 trechos de estradas no município, totalizando 122 km.

O uso desse valor em combustível ajudará a dar folga no caixa da prefeitura, que usará os R$ 500 mil de recursos municipais que sobraram para o transporte universitário de estudantes para cidades vizinhas.

O deputado explica que esse foi o meio encontrado para ajudar o município a continuar com o transporte universitário. “Ele vai arrumar as estradas do interior, então ele usa o óleo diesel, ao invés de ele comprar o óleo diesel para a prefeitura, eu estou colocando uma emenda e o estado está dando esse recurso para gastar em óleo diesel. É uma forma inteligente que nós achamos para que os agricultores sejam atendidos com as máquinas da prefeitura e os estudantes sejam atendidos também”, explica.

Ainda em Inácio Martins outra emenda parlamentar é para aquisição de máquinas agrícolas, no valor de R$ 513 mil. O recurso é destinado à compra de maquinário agrícola para 25 associações de agricultores: são dez plantadeiras de plantio direto, quatro carretas agrícola, dois subsoladores, uma batedeira de cereais, três colhedeiras de milho em grãos e um pulverizador. Os equipamentos estão sendo entregues desde 2020, conforme a aquisição.

Já em Mallet, um recurso de R$ 400 mil por meio de emenda do deputado está ajudando o município a construir a nova sede da APAE, conhecida como Escola Especial Raio de Luz. A obra já está em fase final de execução. “Uma obra fantástica, um sonho de muitos anos daquela comunidade e eu imagino que em 60 dias seja inaugurada. Tem uma parcela que é nossa, do Estado, e outra parcela da prefeitura, somadas dá R$ 1 milhão”, disse.

No bloco 1, onde está a área administrativa, foram investidos R$ 600 mil de recursos da prefeitura de Mallet. No bloco 2, são R$ 400 mil em emendas para a construção da área educacional e de convivência dos alunos.

Para o município, também foram destinados R$ 1,1 milhão para a pavimentação na rua Tiradentes, que ainda está em obras. Há ainda verba de R$ 750 mil para o asfalto do distrito de Dorizon que foram finalizadas ainda em 2020 e que o município está fazendo o projeto para a pavimentação do trecho restante. Outro recurso é para a Unidade Básica de Saúde (UBS) de Rio Claro do Sul, que terá uma licitação de R$ 650 mil que foi autorizada pela Secretaria de Estado da Saúde (SESA) no último mês.

No município de Prudentópolis, um recurso de R$ 320 mil foi disponibilizado para compra de um desencarcerador para o Corpo de Bombeiros da cidade, além de um incentivo ao programa de plantio da erva-mate, com recurso de R$ 150 mil. Este último investimento foi um pedido do vereador Joacir Bobato.

Pedágios: O líder do Governo Estadual na Assembleia também comentou sobre os contratos das atuais concessões dos pedágios no Paraná, que vencem no final deste ano.

O deputado disse que o modelo atual de pedágio foi criado entre 1994 e 1995 e que a atual administração estadual não concorda com este modelo. “O pedágio que nós queremos: menor preço, com obras no início do contrato. Porque não adianta ter só menor preço e não ter obras. Vale a pena ter pedágio? É melhor não ter nada. Então, pedágio barato, menor preço. Se matem na licitação. E seja o menor preço. E uma garantia que tenha obras no início do contrato e uma transparência na licitação, na bolsa de valores, que tenha uma garantia de boa licitação”, afirma.

Bakri inclusive destacou que o Governo do Paraná teve que ir à Brasília para que o novo modelo proposto fosse implantado. “O ministro dos Transportes não era a favor desse modelo. O ministro de Transportes, Tarcísio [Freitas], ele relutante, enfrentou o governador. Tiveram discussões ásperas, eu sou testemunha disso. E foi necessário que o governador Ratinho Junior fosse à Brasília, conversar com o Presidente da República. Manifestou para o Presidente da República, pessoalmente, a preocupação que ele tinha de não acontecer o modelo que nós queríamos. Convenceu o Presidente da República, de que o melhor modelo é esse que estamos propondo. O ministro saiu da reunião contrariado, bravo, ameaçando até a boa relação com o Paraná”, disse.

O deputado ainda disse que não é o Governo do Paraná que fará o leilão e que o processo será conduzido pelo Governo Federal. Ele também destacou o papel da Assembleia Legislativa que votará a concessão de algumas rodovias estaduais para fazer parte do leilão. Bakri ainda destacou que o processo do leilão já está sendo encaminhado na União. “Ele já mandou para o Tribunal de Contas da União para avaliar nos moldes que foi proposto pelo Paraná. Portanto já é um avanço muito grande o que aconteceu. O presidente da República já oficializou, já mostrou que concorda com o modelo do Paraná ao mandar para o Tribunal de Contas da União para avaliar esse modelo de pedágio que o Paraná que fazer”, conta.