Publicidade Topo

notícias

Prefeitura de Irati homenageia profissionais da saúde em ato cívico

Live comemorativa ao aniversário do município foi realizada nesta quinta-feira, 15, em frente à Santa Casa de Irati. Na oportunidade, o prefeito Jorge Derbli decretou luto oficial de três dias a partir de hoje pelas vítimas da Covid-19/Paulo Henrique Sava
Profissionais da área da saúde foram homenageados durante ato cívico em frente à Santa Casa, em comemoração aos 114 anos de Irati. Foto: Paulo Henrique Sava

Em comemoração aos 114 anos de Irati, a prefeitura decidiu homenagear os profissionais da saúde do município que estão atuando na linha de frente no combate à Covid-19. Para isso, foi realizado um ato cívico em frente à Santa Casa de Irati, transmitido através das redes sociais. Na oportunidade, o prefeito Jorge Derbli decretou luto oficial de três dias a partir de hoje pelas vítimas da Covid-19.

O cantor Gilson Rocha entoou os hinos Nacional e de Irati. Os alunos Pedro Henrique e Evelin, da Escola Municipal Esperança Chuilki, do Guamirim, prestaram uma homenagem representando a Secretaria Municipal de Educação. Em seguida, profissionais da Santa Casa e da Secretaria Municipal de Saúde foram homenageados com a entrega de lírios. A vice-prefeita Ieda Waydzik fez a entrega simbólica de um buquê de flores em homenagem às 166 pessoas que morreram em virtude da Covid-19 até quinta-feira, 15. No final do evento, foram soltos balões brancos para simbolizar a luta contra a doença. Também foram lembrados os profissionais da saúde que perderam a vida atuando no combate à pandemia: Jairo Rafael Trindade, Adriana Morais Carvalho, Surley Maria Pabis da Luz e Cecília Filla.

Em entrevista à Najuá, o médico e provedor da Santa Casa, Ladislao Obrzut Neto, falou sobre a importância desta homenagem. “Os profissionais da Santa Casa, as pessoas que trabalham dentro da pandemia, estão sendo lembrados, e também lembramos as pessoas que infelizmente não conseguiram sobreviver. Ao mesmo tempo que estamos felizes, temos o sentimento de tristeza pela perda das pessoas. A Santa Casa mostrou por que ela está aqui todo este tempo e por que mostrou que tem competência e qualidade no atendimento na pandemia e fora dela”, frisou.

O médico ressaltou que, apesar da queda no número de casos, atribuída por ele em boa parte à vacinação, a pandemia ainda não acabou. Pelo contrário, a preocupação aumentou ainda mais com a presença da variante Delta em alguns municípios do Paraná. “Houve uma redução, graças a Deus, por isso está dando tempo de tratar as pessoas que estão vindo infectadas pelo coronavírus. Isto nos trouxe um alívio para podermos trabalhar melhor, mas a preocupação e as regras continuam: máscara, álcool gel e distanciamento social, quanto mais, melhor”, destacou Ladislao.

O administrador do hospital, Sidnei Barankievicz, ficou emocionado com a homenagem. “Este ano foi um aniversário da cidade totalmente diferente, voltado principalmente aos profissionais que mais atuaram e trabalharam neste um ano e meio de pandemia, de combate a este vírus tão letal. Ficamos emocionados de ver este movimento em prol destes funcionários, não medimos esforços para apoiar e ajudar quem precisou. É um momento para relembrá-los e deixá-los na história”, comentou.

A enfermeira Luciane Batista, que atua na Unidade Sentinela do Estádio Municipal e já foi infectada com a doença, valorizou o trabalho de todos os profissionais de saúde. “Todos os profissionais são importantes, é um orgulho ser lembrada e homenageada para toda a área de saúde. A luta ainda não terminou: precisamos salvar vidas e que vocês ajudem a salvar as nossas vidas quando seguem todos os cuidados que repassamos. É um orgulho fazer parte da equipe de saúde de Irati, que está trabalhando dia a dia para salvar vidas”, frisou.

O padre Nelson Bueno da Silva, pároco da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, também foi acometido pelo coronavírus e ficou internado por oito dias. Ele ressaltou a importância deste momento de agradecimento aos profissionais de saúde. “Foi bem lembrado, é momento de agradecer a estes heróis, profissionais de saúde, pedindo a Deus que os abençoe. É um momento de gratidão a eles, que arriscam suas próprias vidas, e a seus familiares e amigos que estão por perto. Parabéns ao município pelos 114 anos; muitos heróis passaram por aí, e hoje nós fazemos esta história. Aquilo que falamos ou fazemos pode ser até pouco pelo trabalho que eles [profissionais da saúde] fazem”, comentou.


Rogério Stec, o Lico Pipoqueiro, que está se recuperando da doença, relatou que teve muito medo e angústia quando soube que estava infectado. Ele, que também ficou internado na Santa Casa, prestou sua homenagem aos profissionais da saúde. “Hoje nossa homenagem é a todos os profissionais da linha de frente, sem exceção, sem citar nomes para não esquecer ninguém. Eu, Rogério Stec, venho declarar minha gratidão não só em meu nome, mas de todos os pacientes aos quais vocês dedicaram, além de profissionalismo, amor, carinho, atenção e, independente de religião, tiveram fé. Nós agradecemos pelos esforços prestados e seremos eternamente gratos. Saibam que todos vocês têm um lugarzinho especial no coração de cada paciente que por ali passou. Sabemos que a dedicação e o amor foram iguais e que cuidaram de todos como se fossem seus amigos ou familiares”, ressaltou.

O presidente da Câmara, Hélio de Mello, fez menção ao vereador Aílton Laroca, que morreu em março de 2021 em virtude da Covid-19. “Seu Aílton Laroca nos deixou, foi levado por esta doença. Porém, o momento de tristeza nos une, porque a força de vontade de vencer e a empatia fazem com que, juntos, possamos cada vez mais estarmos irmanados nesta luta. Cumprimento mais uma vez os trabalhadores e neste ano ressalto e parabenizo o prefeito por este ato em frente à Santa Casa e por todos os profissionais da área da saúde, que dedicam suas vidas para cuidar da vida, que são verdadeiros seres humanos”, destacou.

O prefeito Jorge Derbli, que também teve coronavírus, ressaltou a dedicação dos profissionais no atendimento aos pacientes. “Nós não temos nem palavras para agradecer o que foi feito por nós, não só por mim e minha esposa [que também foi internada em virtude da doença], mas por todas as pessoas que passaram pela ala Covid-19. A dedicação exclusiva do pessoal da Santa Casa, na UTI e de todos os setores, foi muito grande para que as pessoas se recuperassem. Infelizmente, tivemos alguns óbitos (166), temos este sentimento e decretamos hoje três dias de luto oficial no município de Irati pelas vítimas da Covid-19, mas temos que ir tocando a vida, tendo fé e coragem, continuar trabalhando e que as pessoas não parem de se cuidar, pois a Covid-19 ainda não terminou”, afirmou.

A secretária de Saúde, Jussara Aparecida Kublinski Hassen, resumiu todo o sentimento presente durante a homenagem: gratidão a todos os trabalhadores da saúde. “Gratidão pelos nossos profissionais estarem aqui tirando fotos, comemorando este dia. É gratidão por estarmos aqui e por termos feito o nosso possível e um pouco mais. É muito emocionante e vamos continuar nos cuidando”, finalizou.

Fotos: Paulo Henrique Sava

Professores da rede municipal de ensino presentearam os profissionais com esta árvore, cheia de sentimentos como amor e carinho.

Na foto, estão o prefeito Jorge Derbli, a vice Ieda Waydzik, o presidente da Câmara, Hélio de Mello, o provedor da Santa Casa, Ladislao Obrzut Neto e profissionais da saúde

Faixa colocada na fachada da Santa Casa

Flores entregues simbolicamente para homenagear os mortos pela Covid-19

Cantor Gilson Rocha entoou os hinos Nacional e de Irati

Vice-prefeita Ieda Waydzik

Derbli e Ladislao

Enfermeira Luciane Batista, que atua na Unidade Sentinela

Padre Nelson Bueno da Silva, pároco da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro