Publicidade Topo

notícias

Irati libera encontros familiares com até 40 pessoas

Município também ampliou capacidade de público em festas de casamentos, bodas e aniversário de 15 anos para até 150 pessoas. Confira outras medidas que constam em novo decreto que entrou em vigor

Imagem aérea de Irati vista do Morro das Comunicações. Foto: Bruno Fauat

O prefeito de Irati, Jorge Derbli, publicou um novo decreto flexibilizando algumas medidas de combate ao coronavírus. A partir desta quarta-feira, 21, os encontros familiares podem reunir até 40 pessoas contando adultos e crianças.

Também está liberada a prática esportiva em espaços públicos, inclusive com a realização de campeonatos, desde que não haja presença de público. Já as festas de casamentos, bodas e aniversários de 15 anos podem ser realizadas com até 150 pessoas incluindo adultos e crianças. Essas comemorações podem ocorrer em estabelecimentos credenciados para essa finalidade. No decreto anterior, a capacidade de público nestas comemorações era de até 100 pessoas.

Nas celebrações religiosas, o limite de capacidade passou de 50 para 60%. O decreto tem validade de 40 dias até 31 de agosto. Algumas medidas que estavam em vigor continuam valendo. O toque de recolher permanece das 23 h até às 5 h do dia seguinte. A ocupação dos estabelecimentos comerciais que variava dependendo do ramo de atividade agora passa a ser de 40% para todos os setores. Os locais que podem funcionar todos os dias até às 22h30 são:

Atividades comerciais, galerias, clubes sociais e centro comerciais;

Academias de ginástica para a prática esportiva individual ou coletiva;

Quadras particulares para prática de esportes coletivos;

Barbearias, salões de beleza, centro de estética, ou afins;

Restaurantes, bares e lanchonetes;

Supermercados, panificadoras, mercearias e açougues;

Estabelecimentos destinados ao entretenimento ou a eventos culturais, como teatros, cinemas, museus e atividades correlatas, parques infantis e/ou temáticos;

Estabelecimentos destinados a mostras comerciais, eventos técnicos, congressos, convenções, entre outros eventos de interesse profissional, técnico ou cientifico.

As atividades promovidas em casas de shows ou casas noturnas continuam proibidas no município. Já o funcionamento do transporte coletivo segue limitado em 50% dos passageiros sentados.

A entrega de alimentos na modalidade delivery permanece autorizada todos os dias até 0 h. Por outro lado, segue proibida a comercialização e o consumo de bebidas alcoólicas em espaços de uso público ou coletivo no horário de vigência do toque de recolher. Essa determinação é válida para qualquer estabelecimento, inclusive os que promovem a entrega por meio de delivery, bem como os entregadores dos alimentos.

O município também liberou o funcionamento do cinema e da realização de eventos comerciais e profissionais desde que sejam cumpridos os protocolos de segurança contra Covid-19.

O decreto determina que as pessoas mantenham as medidas de prevenção ao coronavírus, como uso obrigatório de máscaras e distanciamento mínimo de dois metros entre as pessoas nos estabelecimentos. Também é necessário manter um funcionário identificado para auxiliar na fiscalização e organização das filas internas e externas e disponibilizar álcool em gel 70% na entrada dos estabelecimentos, nos caixas e demais setores. 

Proprietários de estabelecimentos que descumprirem as determinações receberão multa de 30 Unidades de Referência Municipal (URMs), o que equivale a R$ 2.438,40. Já a multa para pessoa física é de dez URMs (R$ 812,80). Em caso de reincidência, haverá suspensão da licença de funcionamento por 30 dias. Além disso, o infrator pagará o dobro da multa.

Segundo a administração municipal, a flexibilização das medidas de combate ao coronavírus foi possível com a queda do número de casos diagnosticados no município. Em julho, a secretaria de Saúde registrou 282 casos de Covid-19 e sete mortes em virtude da infecção. Há dois meses, a cidade havia confirmado 2.307 casos e 61 óbitos por complicações da Covid-19. Com isso, maio foi o mês com o maior número de moradores infectados e que faleceram em função da doença. Desde o início da pandemia, Irati já teve 8.169 pessoas contaminadas. 7.893 moradores se recuperaram, 166 morreram, 98 permanecem em isolamento domiciliar e 12 internadas, sendo seis em enfermarias e seis em UTIs. 57 iratienses aguardam resultado dos exames.