Publicidade Topo

notícias

Homens armados roubam caminhão carregado de soja em Imbituva

Bandidos também roubaram um celular e a quantia de R$ 400 em dinheiro

Foto: Paulo Sava

Dois homens armados roubaram um caminhão Scania em Imbituva. O crime foi registrado na noite de sexta-feira, 9.

O condutor seguia nas proximidades do trevo de Imbituva quando o caminhão apresentou problemas no freio. Ao descer para verificar a situação, o homem foi surpreendido por dois bandidos que estavam com pistolas. Eles entraram no caminhão e percorreram aproximadamente três quilômetros. Depois disso, um dos homens desceu com a vítima e entrou numa mata. Ele permaneceu com o caminhoneiro até às 3h30 deste sábado, 10.

Após ser liberado, o homem foi até uma empresa e acionou a Polícia Militar. Já o outro assaltante saiu com o caminhão que estava carregado de soja. Os bandidos também roubaram um celular e a quantia de R$ 400 em dinheiro.

Ainda em Imbituva foi registrada uma tentativa de roubo nas proximidades do trevo do Mato Branco na sexta-feira, 9. Segundo a vítima, ao se aproximar do local com seu caminhão Scania, um veículo emparelhou do seu lado. Um dos ocupantes saiu pelo vidro, subiu na carreta e desconectou as mangueiras de ar, fazendo com que o caminhão desligasse. Em seguida, o homem, que estava armado com uma pistola, foi até a cabine e deu voz de assalto, assumindo a direção e conduzindo o veículo por cerca de cinco quilômetros.


Depois de parar o caminhão para verificar a carga, o bandido constatou que se tratava de mercadoria de pouco valor e desistiu de cometer o delito. Depois, ele entrou em um automóvel que estava estacionado atrás do caminhão e fugiu pela BR 373, no sentido Ponta Grossa. A vítima não conseguiu ver a marca e o modelo do carro e nem as características dos autores da tentativa de roubo, que não foram localizados pela PM.

Os policiais de Imbituva também recuperaram uma carreta carregada de fertilizantes que havia sido roubada em Campo Largo na quarta-feira, 7. O proprietário, que é morador de Prudentópolis, foi quem acionou a PM dizendo que seu caminhão havia passado pela BR-373. Ele seguiu pela rodovia no sentido a Imbituva. Em seguida, ele entrou na PR-522, onde encontrou o veículo abandonado sem a carga e as placas de identificação.

O investigador da Polícia Civil que estava de plantão orientou os policiais militares a liberarem a carreta para o proprietário e solicitou que ele comparecesse à Delegacia de Prudentópolis neste sábado, 10, para retirar o alerta de furto ou roubo. A PM fez buscas nas imediações, mas não encontrou nenhum suspeito de ter abandonado a carreta.

Em Ivaí, um homem acionou a Polícia Militar depois de receber algumas mensagens em seu celular. Ele ficou com medo e se sentiu ameaçado por um homem que possui uma madeireira atrás do pátio de máquinas da prefeitura. O homem revelou que já tem acerto para assumir a empresa. No entanto, ele recebeu algumas mensagens contestando o fato. Policiais realizaram buscas, mas não encontraram o responsável pela madeireira.

Também em Ivaí, uma mulher arremessou um pedaço de madeira na direção da viatura da PM. Entretanto, ele não acertou o veículo. A ocorrência foi registrada ontem 9, no Jardim Nossa Senhora Aparecida. Conforme os policiais, a moradora também xingou a equipe. Durante a tentativa de abordagem, ela novamente investiu com um pedaço de madeira. Por isso, foi necessário uso de força moderada para conter a moradora e retirar o objeto de sua mão.

A mulher resistiu com empurrões e socos. Os policiais receberam apoio de outra equipe e conseguiram abordar a mulher. Ela apresentava sinais de embriaguez, como odor etílico, agitação, fala enrolada e agressividade. A moradora de Ivaí foi encaminhada para o Destacamento da PM, onde assinou Termo Circunstanciado. No local, a mulher reclamou que estava com dores no braço. Os policiais tentaram encaminhá-la para o hospital. No entanto, ela recusou encaminhamento e foi liberada.

Segundo os policiais, um cachorro mordeu a perna de um dos soldados durante a abordagem a moradora. Por isso, houve necessidade de encaminhar o policial para o hospital para receber atendimento. A mulher não portava CPF e disse que não sabe ler e nem escrever.

Em Guamiranga, um morador foi agredido com uma pedrada no rosto durante um desentendimento com outro homem que estava em sua casa. O homem ferido teve um sangramento no nariz. Ele foi encaminhado para receber atendimento médico em Prudentópolis, pois não havia médico de plantão durante a noite na unidade de Guamiranga. A vítima foi orientada para procurar a Delegacia caso tenha interesse de representar contra o agressor.