Publicidade Topo

notícias

Eleição para diretoria do SISMI acontece nesta quarta-feira

Primeira votação, realizada em 07 de abril, foi impugnada por unanimidade pela Comissão Eleitoral. Apenas duas chapas estão concorrendo neste pleito/Paulo Henrique Sava

Eleição da nova diretoria do SISMI está acontecendo nesta quarta-feira, 20. Foto: Paulo Henrique Sava

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Irati (SISMI) está realizando hoje, 21, uma nova eleição para a diretoria que deve assumir a entidade nos próximos três anos. A votação vai até as 17 horas na sede do SISMI, no prédio da Prefeitura, no Parque de Máquinas e nas secretarias de Saúde e Educação. O resultado deve ser divulgado até as 20 horas.

A 1ª eleição, realizada no dia 07 de abril, foi impugnada por unanimidade pela Comissão Eleitoral porque alguns servidores inativos não puderam votar, pois seus nomes não constarem na lista de votantes. Além disso, a chapa eleita não atingiu a maioria absoluta (50% mais um) dos votos válidos. A presidente da Comissão Eleitoral, Tânia Aparecida Surek, explica quais procedimentos foram adotados para esta eleição.

“Já fizemos a lista de votantes bem certinho, e agora já está tudo em ordem para que ocorra da melhor forma possível. Esperamos ter, no final do dia, a chapa vencedora. Caso a chapa não tenha 50% mais um dos votos válidos, ocorrerá a segunda votação, mas eu acredito que hoje já conseguimos finalizar, pois temos apenas duas chapas e não três, como na eleição anterior”, frisou.

Neste pleito, duas chapas estão concorrendo, “Renovação e Transparência”, encabeçada por Nilton Sérgio Olenik dos Santos, o “Niltinho”, e “Quem tem esperança sempre alcança”, liderada pelo atual presidente do SISMI, Elton Ênio Fillus. A chapa 3, “União faz a força”, liderada por Matheus da Silva Muller, não se inscreveu para esta disputa. “Agora é uma nova eleição, então só duas chapas pediram para concorrer. A chapa do Matheus, que concorreu na eleição anterior, simplesmente não fez filiação para esta campanha”, comentou Tânia.

Estão aptos a votar todos os servidores ativos e inativos que tenham no mínimo três anos de inscrição junto ao sindicato e que estejam em dia com as mensalidades até o mês de junho de 2021. Em caso de empate ou caso a chapa eleita não consiga atingir a maioria absoluta dos votos (50% mais um) ou não seja atingido o quórum mínimo de comparecimento de 20% dos votantes até as 17 horas de hoje, uma nova votação será feita no dia 05 de agosto. Se houver necessidade de uma terceira eleição, ela será feita no dia 20 de agosto.


Na foto, a presidente da Comissão Eleitoral, Tânia Aparecida Surek (em pé), ao lado da equipe que está trabalhando na sede do SISMI. Foto: Paulo Henrique Sava