Publicidade Topo

notícias

Vigia de obra de casas populares é agredido com pauladas

Três homens agrediram o vigia. Agressores não foram localizados

Foto: PM/Divulgação

Um vigia foi agredido com golpes de madeira na noite de domingo, 27, em Rio Azul. O homem ferido é responsável por vigiar os equipamentos utilizados nas obras de construção de casas populares na Vila Feliz.

Por volta das 21 h, o vigia ouviu barulhos na porta. Ao verificar o que estava acontecendo, ele foi surpreendido por três homens que o agrediram com pauladas em sua cabeça. O vigia correu para pedir ajuda, mas acabou caindo na via pública. A vítima foi socorrida e encaminhada para o hospital São Francisco de Assis, em Rio Azul. A Polícia Militar não obteve informações sobre as características dos autores das agressões. Policiais realizaram buscas, mas não conseguiram localizá-los.

Também em Rio Azul, o médico plantonista do hospital informou à PM que um homem deu entrada no local após sofrer um acidente de moto. Os policiais não foram informados sobre onde ocorreu o acidente e nem o veículo utilizado.


Em Rebouças, uma serra mármore foi furtada de uma obra na rua José Afonso Vieira Lopes. O responsável pela obra constatou o furto na manhã de ontem, 27. Vizinhos forneceram imagens das câmeras de monitoramento que registraram o momento que um homem passa pelo local segurando uma serra. Ele seguiu em direção ao bairro Santo Antônio. A PM realizou buscas, mas não conseguiu encontrá-lo.

Ainda em Rebouças, uma mulher relatou que sua filha, de 33 anos, saiu de casa na sexta-feira, 25, e não havia retornado até ontem, 27. Por isso, ela procurou o 2º Pelotão da PM. Policiais realizaram patrulhamentos, mas a mulher não foi encontrada.

Em outra ocorrência em Rebouças, um homem, de 42 anos, descumpriu uma medida protetiva de afastamento de sua mãe, de 83 anos. O homem foi até a residência da idosa na noite de ontem. Ele foi detido pela PM e conduzido para a Delegacia.

Em Imbituva, três motociclistas estavam transitando em atitude suspeita em frente de uma empresa. Desconfiado do fato, o vigilante da empresa acionou a PM. Os policiais foram até o local, mas o vigia informou que os condutores das motos já haviam saído. Em outra ocorrência foi constatada uma situação de perturbação de sossego na rua 7 de Setembro. Um veículo Corsa estava com o som alto na frente de uma loja de conveniência. O som foi apreendido. Já o responsável pelo carro foi encaminhado para a sede do 3º Pelotão, onde assinou o Termo Circunstanciado.